Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-02-27T20:43:38-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Oportunidade para o investidor

Conselho da Iguatemi aprova emissão de R$ 264 milhões em debêntures

Trata-se da oitava emissão dos títulos pela empresa, que serão negociados em série única e vinculados a uma emissão de CRI

27 de fevereiro de 2020
20:43
Fachada do shopping JK Iguatemi
Imagem: Shutterstock

O Conselho da administradora de shoppings centers Iguatemi aprovou nesta quinta-feira (27) a emissão de R$ 264 milhões em debêntures da empresa.

Trata-se da oitava emissão dos títulos pela empresa, que serão negociados em série única e vinculados a uma emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

Segundo comunicado divulgado pela empresa via Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o valor mínimo para que a operação se realize será de R$ 200 milhões.

A Iguatemi afirma ainda que os juros pagos sobre cada debênture acompanharão 100% do CDI, mais uma sobretaxa de 0,80% ao ano.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

EX-ODEBRECHT

Novonor não tem decisão final sobre modelo de venda de participação na Braskem

Manifestação ocorreu depois de questionamento da CVM sobre plano da empresa para se desfazer de papéis na bolsa

SANEAMENTO

Governador do RS sanciona lei que autoriza privatização da Corsan

Governo quer manter participação próxima de 30% depois de desestatização; iniciativa visa às metas estabelecidas no Novo Marco do Saneamento

INVESTIMENTO BILIONÁRIO

Rumo assina contrato para construir ferrovia em MT

Modelo de contrato prevê que todo o risco fique nas mãos da iniciativa privada

Insights Assimétricos

Entenda como o caso Evergrande repercute sobre seus investimentos

Para fazer frente aos achismos tão comuns em momentos de crise como o atual, trazemos aqui o que você precisa saber sobre a Evergrande e quais são os desdobramentos para a sua realidade

ampliação dos negócios

Cosan (CSAN3) paga R$ 1,5 bilhão por fatia na Radar, gestora de propriedades agrícolas

Companhia já detinha uma participação na Radar; após a conclusão da operação e uma reorganização societária, a Cosan será dona de mais de 50% do capital social

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies