Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-04-29T09:07:16-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
De olho nos resultados

Vale, Raia Drogasil, Cielo, Smiles e Weg: os balanços que movimentam o mercado nesta quarta-feira

Em meio à crise política e às consequências do novo coronavírus, bolsa deve refletir balanços de ontem

29 de abril de 2020
7:12 - atualizado às 9:07
balanço
Imagem: Shutterstock

A temporada de balanços faz o noticiário corporativo voltar ao radar de investidores nesta quarta-feira (29). O Ibovespa deve operar não só de olho na crise e nos mercados externos, mas também nos resultados de Vale, Raia Drogasil, Cielo, Smiles e Weg.

Ontem, o principal índice acionário da bolsa brasileira fechou em alta de 3,93%, aos 81.312,23 pontos. O dólar acompanhou o bom humor e cedeu 2,55%, tendo terminado a sessão cotado a R$ 5,51.

Confira os principais números das empresas no primeiro trimestre:

Vale

A Vale contabilizou um lucro líquido de US$ 239 milhões entre janeiro e março deste ano, revertendo parte das perdas de US$ 1,642 bilhão registradas no mesmo intervalo de 2019 — os dados do primeiro trimestre do ano passado, contudo, foram fortemente impactados pelo desastre em Brumadinho, ocorrido em 25 de janeiro. Veja detalhes do balanço.

  • Lucro líquido:  US$ 239 milhões (ante prejuízo de US$ 1,642 bilhão)
  • Receita líquida:  US$ 6,969 bilhões (↓15% )
  • Ebitda ajustado:  US$ 2,882 bilhões (ante US$ 652 milhões )

Raia Drogasil

Diferentemente da Vale, a Raia Drogasil saiu ganhando com a pandemia e registrou lucro líquido de R$ 152,8 milhões no 1º trimestre de 2020. O número representa alta de 44,8% em comparação ao mesmo período do ano passado. A companhia citou "impacto profundo" do covid-19 nas operações, com destaque para a demanda digital e a reiteração de guidance:

  • Lucro líquido:  R$ 152,8 milhões (↑44,8%)
  • Receita líquida: R$ 4,949 bilhões (↑25% )
  • Ebitda: R$ 327,5 milhões (↑36,8%)

Cielo

O lucro líquido da Cielo caiu quase 70% no trimestre inicial do ano. A empresa relatou que começou a notar os primeiros efeitos da pandemia nos seus negócios:

  • Lucro líquido:  R$ 166,8 milhões (↓69,4%)
  • Receita líquida: R$ 2,830 bilhões (↑2% )
  • Ebitda: R$ 573,8 milhões (↓30,7%)

Smiles

A administradora do programa de milhagem Smiles registrou queda de 60,3% no lucro, a R$ 56,3 milhões. A companhia diz que começou o ano confiante em bons resultados, por conta do desempenho em janeiro e fevereiro. Mas a pandemia do novo coronavírus influenciou sensivelmente a operação da empresa a partir de março.

  • Lucro líquido: R$ 56,3 milhões (↓60,3%)
  • Receita líquida: R$ 171,3 milhões, (↓28,8%)
  • Ebitda:  R$ 86 milhões (↓49,7%)

Weg

A Weg lucrou R$ 440 milhões no primeiro trimestre - uma alta de 43,4%. A empresa diz que os negócios foram poucos impactados pela pandemia - com exceção das operações na China, que ficaram paralisadas parte de fevereiro. Segundo a empresa, impactos são esperados para os próximos trimestres, mas são difíceis de serem mensurados nesse momento.

  • Lucro líquido: R$ 440 milhões (↑43,4%)
  • Receita líquida: R$ 3,714 bilhões (↑26,7%)
  • Ebitda:  R$ 619,1 milhões (↑34,1%)

*Com informações de Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

de olho na inovação

Amazon sinaliza interesse por criptomoedas em anúncio de emprego

Empresa procura “um líder de produto experiente para desenvolver a estratégia e o roadmap de produtos e moedas digitais

balanço em foco

Lucro da Hypera Pharma aumenta 18% no segundo trimestre

Cifra chegou a R$ 470,6 milhões no período; companhia obteve alta de 43,5% na receita líquida, a R$ 1,5 bilhão

seu dinheiro na sua noite

Quebrando recordes na corrida dos ETFs

A pira foi acesa em Tóquio: os Jogos Olímpicos estão oficialmente abertos — e eu estou empolgadíssimo. Não sei vocês, mas eu adoro as Olimpíadas, principalmente os esportes não muito convencionais. Claro, é legal assistir futebol, vôlei e basquete, mas eu gosto mesmo é de ver as modalidades que nunca passam na TV. Duelo de […]

FECHAMENTO DA SEMANA

Inflação salgada pressiona juros, mas dados americanos amenizam alta do dólar — já a bolsa não escapou da queda

Em semana recheada de ruídos políticos e incertezas, o Ibovespa acumulou uma queda de 0,72%. Já o dólar à vista subiu 1,86%, a R$ 5,2105

de olho no ir

Alta da arrecadação não dá ‘total liberdade’ para reduzir impostos, diz secretário do Tesouro

Jeferson Bittencourt considerou também que a reforma do IR ainda está em aberto, com muito para se discutir

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies