Menu
2020-08-17T11:02:21-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Negociação polêmica

Linx nega que se recusou a ouvir oferta da Totvs, mas diz que conselho vai analisar proposta

Linx argumenta que no dia 10 de agosto, quando o conselho de administração aprovou a oferta da Stone, “não havia qualquer expectativa ou elemento concreto a respeito de uma eventual proposta da Totvs”

17 de agosto de 2020
10:39 - atualizado às 11:02
Linx Nyse
Executivos da Linx durante cerimônia que marcou estreia das ações da companhia na Nyse - Imagem: Reprodução Instagram

Na disputa de versões que se transformou a venda da empresa de software para o varejo Linx, a companhia negou que tenha se recusado a ouvir uma oferta da Totvs ao aceitar fechar negócio com a Stone.

Em comunicado, a Linx informa que houve contatos preliminares entre os dias 31 de julho e 4 de agosto entre o diretor presidente da companhia, Alberto Menache e Laércio Cosentino, fundador e presidente do conselho da Totvs, além de um representante do banco Itaú BBA.

“Em tais contatos, a Totvs e o Itaú BBA informaram que qualquer proposta do lado da Totvs ainda estaria em estudos preliminares e demoraria semanas para ser apresentada”, acrescentou a Linx.

A informação de que a Linx não quis tomar conhecimento da oferta foi divulgada pela Totvs ao tornar pública a sua proposta na sexta-feira.

Mas a Linx argumenta que no dia 10 de agosto, quando o conselho de administração aprovou a oferta da Stone, “não havia qualquer expectativa ou elemento concreto a respeito de uma eventual proposta da Totvs”.

A Linx informou ainda que os conselheiros independentes da empresa irão avaliar a proposta da companhia. Mas em um claro sinal de que o negócio será tratado como uma oferta hostil, a empresa notificou a Totvs para que “interrompa imediatamente a utilização sem autorização da marca da Linx em suas divulgações”.

Executivos favorecidos

A oferta da Totvs, no valor total de R$ 6,1 bilhões, representa um prêmio de 30,3% sobre a ação da Linx no dia 10 de agosto e supera os R$ 6,04 bilhões oferecidos pela Stone. Mais importante, porém, é que o negócio prevê que todos os acionistas receberão o mesmo valor.

A diferenciação é importante porque a oferta da Stone estipulou um prêmio disfarçado a três membros do conselho de administração da Linx — Alberto Menache, Nércio Fernandes e Alon Dayan — no valor de R$ 315 milhões.

O alerta foi feito pela Fama Investimentos. Nos cálculos da gestora, a proposta feita pela Stone fará com que os executivos recebam no total R$ 46 por ação, valor 35% maior que o estipulado para os minoritários.

As ações da Linx (LINX3) dispararam 12,60% na sexta-feira em reação à proposta da Totvs. Na manhã de hoje, os papéis eram negociados em queda de 2,14%. Leia também nossa cobertura de mercados.

A oferta da Totvs é considerada melhor que a da Stone não apenas pela questão da governança como também por envolver um maior pagamento em ações.

Desta forma, os acionistas minoritários da Linx conseguiriam se beneficiar das sinergias esperadas da combinação entre as duas companhias, o que não ocorrerá caso a proposta da Stone seja a vencedora.

O problema é que o acordo assinado na semana passada com a Stone prevê o pagamento de uma multa de R$ 605 milhões caso a Linx decida por uma oferta concorrente, ou 25% desse valor caso os acionistas não aprovem o negócio.

Na sexta-feira, a Totvs informou que tomará medidas para questionar o pagamento da multa “abusiva” caso sua oferta seja aprovada.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

disciplina fiscal

Candidatos, Lira e Pacheco criam ruído no mercado com possibilidade de prorrogação do auxílio

Pacheco falou em sacrificar algumas premissas econômicas para “poder manter alguma forma de socorro a essas pessoas”; Lira disse que tinha a impressão de mercado poderia aceitar a medida, estando dentro do teto

eu vejo uma alta

Sem forward guidance, pergunta agora é: quando a Selic vai subir?

Aceleração da inflação e riscos do lado fiscal levam analistas a estimarem que primeira alta virá antes que o esperado

mudança de governança

CEO da Copel sinaliza que interferências políticas são coisas do passado

Daniel Slaviero apresentou ao mercado os pilares que nortearão a nova política de governança corporativa da elétrica

em são paulo

Luciano Hang tem alta hospitalar após ser internado com covid-19

Mais cedo, ele realizou uma live na rede social, em que contou que permaneceu assintomático

após reclamações

C6 Bank é multado em R$ 7 milhões pelo Procon-SP por crédito consignado

Procon ressalta que recebeu reclamações de consumidores de todo o Estado, que disseram que foram surpreendidos com empréstimos consignados não solicitados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies