Menu
2020-08-24T12:49:45-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Disputa corporativa

Totvs entra na disputa pela Linx contra a Stone com oferta igual para todos os acionistas

A proposta formalizada hoje pela Totvs avalia a Linx em R$ 6,1 bilhões e não prevê pagamento adicional a conselheiros da empresa como a oferta da Stone

14 de agosto de 2020
11:42 - atualizado às 12:49
sede da Linx
Imagem: Divulgação

A Totvs decidiu entrar na disputa pela fornecedora de software para o varejo Linx dois dias depois do anúncio da polêmica incorporação da companhia pela empresa de maquininhas de cartão Stone.

A proposta formalizada hoje avalia a Linx em R$ 6,1 bilhões – com o pagamento em 1 ação da Totvs mais uma parcela de R$ 6,20 em dinheiro por cada ação da Linx. Desta forma, os acionistas da empresa passariam a deter 24% do capital da Totvs após o negócio.

A oferta da Totvs representa um prêmio de 30,3% sobre a ação da Linx no dia 10 de agosto e supera os R$ 6,04 bilhões oferecidos pela Stone. Mais importante, porém, é que o negócio prevê que todos os acionistas receberão o mesmo valor.

A diferenciação é importante porque a oferta da Stone estipulou um prêmio disfarçado a três membros do conselho de administração da Linx — Alberto Menache, Nércio Fernandes e Alon Dayan — no valor de R$ 315 milhões.

O alerta foi feito pela Fama Investimentos. Nos cálculos da gestora, a proposta feita pela Stone fará com que os executivos recebam no total R$ 46 por ação, prêmio de aproximadamente 35% sobre o valor a ser recebido pelos minoritários.

A oferta da Totvs pode ser classificada como hostil, ou seja, não negociada previamente com a administração da Linx. Mas em carta divulgada junto com a proposta, a empresa afirma que decidiu apenas tornar pública uma negociação que já ocorria nos bastidores.

A Totvs diz que apresentaria a proposta após a divulgação do balanço da Linx, quando foi “surpreendida” pelo anúncio da assinatura do acordo com a Stone, “preferindo não tomar conhecimento do que tínhamos a apresentar”.

A Totvs diz ainda que tomará medidas para questionar o pagamento da multa "abusiva" prevista no caso do rompimento do acordo com a Stone, equivalente a 10% do valor de mercado da Linx — pouco mais de R$ 600 milhões.

No pregão de hoje, as ações da Totvs (TOTS3) fecharam em queda de 0,43%, mas as da Linx (LINX3) dispararam 12,60%.

Para Henrique Lara, analista e sócio da gestora Reach Capital, a proposta da Totvs supera a feita pela Stone não apenas pelas questões de governança, mas também do ponto de vista estratégico. “Como a maior parte do valor será pago em ações na oferta da Totvs, os minoritários de Linx poderão participar da sinergia da fusão dos dois negócios.”

O mesmo argumento foi usado pelos analistas do Credit Suisse, que considerou a oferta da Totvs positiva para os acionistas da Linx, ponderando para os riscos de aprovação pelas autoridades antitruste e também a multa imposta no negócio assinado com a Stone.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

FALTA DE PATRIOTISMO?

O Brasil é mesmo o pior país emergente para se investir?

A Bolsa russa cai 15% no ano, a mexicana 29% e a brasileira cai impressionantes 39%, todos em dólares.

Em 2009

Carlos Bolsonaro comprou imóvel por preço 70% abaixo do fixado pela prefeitura

A prática não é ilegal, mas costuma despertar suspeitas – por possibilitar, em tese, pagamentos “por fora”, sem registros oficiais.

Em expansão

E-commerce, mercado financeiro e delivery puxam contratações de executivos

Segundo dados do LinkedIn, houve 1.269 movimentações para cargos executivos entre março e agosto, 80% delas foram para esses setores.

Judiciário

Celso de Mello antecipa saída e acelera sucessão no STF

Com saída, abre-se a primeira vaga para indicação do presidente Jair Bolsonaro.

Mais lidas

MAIS LIDAS: De bolso cheio para brigar contra todos

Na semana em que o Seu Dinheiro completou dois anos no ar, refleti sobre quanta água rolou em tão pouco tempo. Foram muitos acontecimentos relevantes para os mercados, como eleição presidencial, guerra comercial de China e Estados Unidos, aprovação da Reforma da Previdência e a chegada do coronavírus. A Julia Wiltgen levantou o ranking de […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements