🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Vinícius Pinheiro

Olá, tudo bem?

Eu sou o Vinícius Pinheiro (@vinipinn), repórter especial do Seu Dinheiro. Se você já acompanha esse mundo de economia e finanças é possível que tenha se deparado com alguma das minhas reportagens em jornais como O Estado de S.Paulo, Valor Econômico e Gazeta Mercantil. Mas certamente não sabe muito mais sobre mim além do nome que vem no cabeçalho de cada uma dessas matérias.

Imagino que a sensação de escrever um texto sobre si próprio seja parecida com aquela que as pessoas relatam quando passam por uma situação extrema: o filme da sua vida passa pela frente. No meu caso, o filme (ou novela, como preferir) exibido foi o da minha vida profissional.

E a primeira imagem que surgiu, logo depois dos créditos imaginários, foi a de um jovem estudante de jornalismo que nos fins de semana tocava (mal) contrabaixo em uma banda de rock chamada Os Imigrantes, que estava prestes a estourar. Faltava apenas sair da garagem.

Na remota hipótese de a banda não der certo, o plano B era me tornar jornalista de cultura. Eu já me imaginava sendo enviado para congressos internacionais de literatura, onde faria longas entrevistas com prêmios Nobel regadas a charutos e destilados.

A realidade, porém, insistia em se impor. E nela eu precisava despertar todos os dias pouco antes das cinco da manhã, a tempo de pegar o ônibus fretado que me levava de Santos para São Paulo, onde trabalhava como técnico do Procon (sim, o órgão de defesa do consumidor). Depois de passar as oito horas seguintes ouvindo reclamações, ainda precisava descer a serra para assistir às aulas na faculdade.

Eu já estava no último ano do curso de jornalismo em janeiro de 1999 quando cheguei para mais um dia de trabalho. O horário de atendimento começava às 8h e era comum encontrar algumas pessoas à espera na porta do velho prédio da Rua Líbero Badaró. Mas naquela manhã a fila se estendia por vários metros e chegava perto do antigo Banespinha, que anos mais tarde viraria a sede da Prefeitura.

O problema de quase todos à espera de atendimento no Procon naquela manhã era parecido: a prestação do financiamento do carro havia praticamente dobrado de um mês para o outro. Foi só quando se dirigiram ao banco em busca de explicações que eles descobriram que não haviam contraído um empréstimo normal, mas um leasing cambial.

Tratava-se de uma alternativa mais barata de financiar o carro oferecida pelos bancos na época, mas com o pequeno detalhe de o valor dos boletos estar sujeito à flutuação do dólar. Como a cotação da moeda se mantinha controlada pelo regime de bandas, nem os bancos se preocupavam em informar nem os clientes em saber desse risco. Isso, é claro, até as bandas estourarem e o governo passar a adotar o câmbio flutuante.

Perdi a conta de quantos consumidores entre confusos e revoltados atendi nos meses que se seguiram. Nesse meio tempo, fui atrás de mais informações sobre aquela crise, intrigado como problemas em países tão distantes como a Rússia ou a Coreia podiam influenciar a nossa economia. Além, é claro, de nossos próprios erros e fragilidades.

Conforme aprendia, fui tomando gosto por essa coisa de economia. Deixei o Procon, onde era funcionário concursado, logo depois da formatura para abraçar a profissão de jornalista. A banda de rock, quem diria, jamais deixou a garagem, e os planos de entrevistar prêmios Nobel de literatura foram substituídos pelos meus próprios livros de ficção. Escrevi os romances O Roteirista, publicado pela Rocco em 2007, e Abandonado, que saiu pela Geração em 2015 – nenhum deles descoberto (ainda) pela Academia Sueca.

Junto com a paixão (e sofrimento) por escrever, a curiosidade por entender mais sobre economia e finanças só aumentou nesse período. Como repórter, tive a oportunidade de estar bem próximo dos acontecimentos que movimentaram o mercado de capitais brasileiro nos últimos anos.

Eu cobria o sobe e desce da bolsa quando o Ibovespa atingiu seu primeiro grande recorde histórico em 2008. Assisti ao discurso do ex-presidente Lula, que na época ainda era “o Cara”, para uma plateia de banqueiros na bolsa no fechamento da megacapitalização da Petrobras. Acompanhei o Brasil ganhar e perder o grau de investimento das agências de classificação de risco. E reforcei a equipe de política na votação do Senado que selou o impeachment da ex-presidente Dilma.

Agora estou aqui no Seu Dinheiro, para trazer a você algumas dessas histórias enquanto outras histórias se repetem, mas sempre de uma maneira nova. Espero que você me acompanhe e também faça parte deste filme, que ainda promete muitas emoções.

Aquele abraço,

Vinícius Pinheiro

Mostrar mais
Publicações

Nubank desfila com lucro de US$ 361 milhões no 4T23 e rentabilidade acima dos concorrentes

22 de fevereiro de 2024 - 18:31

Favorito para brilhar na temporada de balanços, Nubank teve lucro “apenas” em linha com as projeções do mercado; veja os números

Minoritários querem que Bradesco e BB paguem (bem) mais para fechar o capital da Cielo (CIEL3)

22 de fevereiro de 2024 - 9:29

Gestoras que possuem 10% do capital da Cielo avaliam que Bradesco e Banco do Brasil deveriam pagar até 61% a mais pelas ações da empresa

Fim da seca de IPOs na B3 é questão de tempo, diz Anbima. Mas o que adiou a retomada das aberturas de capital?

20 de fevereiro de 2024 - 17:25

Queda da Selic favorece a volta dos IPOs na bolsa, mas juro nos EUA retardou movimento, de acordo com a Anbima, associação das instituições do mercado de capitais

Por que as ações do Banco do Brasil (BBAS3) caem na B3 mesmo depois do lucro recorde?

9 de fevereiro de 2024 - 12:01

Apesar do lucro acima do esperado, os analistas viram problemas em outros “quesitos” do balanço do Banco do Brasil no quarto trimestre de 2023

Banco do Brasil (BBAS3) tem lucro recorde no primeiro ano de governo Lula e supera concorrentes privados em rentabilidade no 4T23

8 de fevereiro de 2024 - 19:00

Lucro do Banco do Brasil atinge R$ 35,562 bilhões em 2023, fica acima do esperado no quarto trimestre – e o banco ainda vai aumentar os dividendos

O Bradesco (BBDC4) vai reagir? Conheça o plano do CEO do banco para fazer frente à concorrência; ações despencam 15% após balanço fraco

7 de fevereiro de 2024 - 10:43

Principal meta que o banco divulgou é aumentar a participação no mercado de crédito dos atuais de 14% para uma faixa entre 15% e 19%

Bradesco (BBDC4) decepciona mais uma vez: lucro do 4T23 fica muito abaixo da expectativa do mercado e cai 21% em 2023

7 de fevereiro de 2024 - 6:53

Lucro líquido recorrente do Bradesco no 4T23 foi de R$ 2,878 bilhões, com rentabilidade (ROE) de 10%; veja os números

LCI e LCA representam 15% da captação do Itaú. Como a nova regra que restringe os títulos isentos de IR afeta o banco?

6 de fevereiro de 2024 - 12:46

Apesar do volume alto, medida afeta apenas 30% do saldo de LCIs e LCAs que o Itaú emitiu. Ou seja, o impacto recai sobre 4,5% da captação total do banco, diz CEO

Itaú (ITUB4) paga R$ 11 bilhões em dividendos extras — e pode vir mais por aí, diz CEO

6 de fevereiro de 2024 - 10:52

Itaú não pretende ficar com excesso de capital e pretende distribuir o excedente em dividendos aos acionistas, diz Milton Maluhy Filho, CEO do banco

Itaú Unibanco (ITUB4) tem lucro de R$ 35,6 bilhões em 2023 e supera expectativa no 4T23

5 de fevereiro de 2024 - 18:32

Lucro do Itaú no quarto trimestre de 2023 atingiu R$ 9,401 bilhões, alta de 22,6%; banco vai distribuir 60% do resultado em dividendos

BTG Pactual (BPAC11) tem lucro 61% maior no 4T23 e supera (de novo) as projeções

5 de fevereiro de 2024 - 6:35

Banco tem lucro recorde de R$ 2,847 bilhões e rentabilidade de 23,4% no quarto trimestre de 2023; veja os principais números

O que muda nas emissões de LCI, LCA, CRI e CRA com a medida do governo que restringe as emissões de títulos isentos de IR

2 de fevereiro de 2024 - 9:09

Governo manteve a isenção de imposto de renda, mas restringiu as maneiras como os bancos e as empresas podem emitir papéis como LCI

Santander (SANB11) reage e “empata” com a XP em captação de recursos de investidores em 2023

1 de fevereiro de 2024 - 12:19

No total, o Santander atraiu R$ 56 bilhões em dinheiro novo de clientes, mais que o dobro do ano passado, contra R$ 60 bilhões da XP

Santander (SANB11): lucro do 4T23 vem bem abaixo do esperado e resultado em 2023 cai 27,7%; ações reagem em queda

31 de janeiro de 2024 - 8:02

Santander registrou lucro líquido de R$ 2,204 bilhões no quarto trimestre de 2023 e de R$ 9,383 bilhões no ano como um todo

Por que os controladores da Mitre (MTRE3) venderam quase 10% das ações da incorporadora na B3

30 de janeiro de 2024 - 10:47

Família Mitre segue como principal acionista da incorporadora, mas agora com uma participação de pouco mais de 40%

Por que o efeito Americanas vai fazer o lucro dos grandes bancos dar um salto no 4T23

29 de janeiro de 2024 - 6:33

Sem o peso da varejista, o resultado combinado de Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil e Santander deve aumentar 30% em relação ao mesmo período de 2022

XP chega aos 4,5 milhões de clientes, mas entrada de dinheiro novo cai no 4T23

26 de janeiro de 2024 - 9:16

Corretora fechou o ano com R$ 1,1 trilhão em ativos, um avanço de 19% na comparação com dezembro passado, mas captação líquida recua 40% em relação ao quarto trimestre de 2022

Quanto a Petrobras (PETR4) pode pagar em dividendos até o fim deste ano — se Lula deixar

25 de janeiro de 2024 - 15:39

Os analistas do BTG Pactual atualizaram as projeções para as ações da Petrobras, além dos dividendos que a estatal pode distribuir. E os números impressionam

Gafisa (GFSA3): Esh entra na CVM para tirar pedido contra a gestora da pauta de assembleia

24 de janeiro de 2024 - 11:36

Gestora que trava disputa societária na incorporadora quer a interrupção do prazo da assembleia de acionistas da Gafisa até que a autarquia se manifeste sobre o assunto

Fornecedora da Petrobras pode fazer o primeiro IPO em mais de dois anos na B3

17 de janeiro de 2024 - 9:47

Empresa de engenharia que presta serviços para a indústria de óleo e gás, a Oceânica contratou bancos para avaliar IPO na bolsa brasileira

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies