Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-17T18:53:56-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
na agenda

Anac marca leilão de 22 aeroportos para 7 de abril

Contribuição inicial de cada bloco ficou definida com valores mínimos de R$ 47,8 milhões pelo Norte, R$ 130,2 milhões Sul e R$ 8,14 milhões para o Central; veja lista

17 de dezembro de 2020
18:43 - atualizado às 18:53
shutterstock_1785641795
11/12/2016: Aeroporto Internacional de Manaus - Imagem: Shutterstock

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou nesta quinta-feira (17) os documentos jurídicos da sexta rodada de concessão aeroportuária para 22 aeroportos — que representam 11% do total do tráfego de passageiros.

A agência marcou para 1º de abril a data para a entrega das propostas e 7 de abril para o leilão de concessão — que foi dividido em três blocos: Sul, Central e Norte.

A contribuição inicial de cada bloco ficou definida com valores mínimos de R$ 47,8 milhões pelo Bloco Norte, R$ 130,2 milhões pelo Bloco Sul e R$ 8,14 milhões pelo Bloco Central.

Segundo a Anac, o valor será pago após leilão, acrescido do ágio ofertado pela licitante. Nessa rodada, a contribuição variável não é uma parcela fixa, mas um percentual da receita obtida a partir do quinto ano.

O valor dos contratos contempla a receita estimada de toda a concessão, totalizando R$ 14,5 bilhões para os três blocos — R$ 3,6 bilhões para o Bloco Norte; R$ 7,4 bilhões para o Bloco Sul e R$ 3,5 bilhões para o Bloco Central. O total de investimentos previsto na sexta rodada é de R$ 6,1 bilhões.

Ajustes

O certame foi aprovado pelo plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) em 8 de dezembro e pelo Conselho do PPI (Programa de Parcerias e Investimentos) no dia 15 do mesmo mês.

Após a aprovação dos documentos pelo TCU, foram feitos ajustes pontuais - como a inclusão de dispositivo sobre a assistência técnica que pode ser contratada pelo licitante. Ainda foram esclarecidos procedimentos do leilão, sem gerar novas obrigações para os licitantes, e atualizado o valor presente líquido de cada bloco.

Veja lista

Os documentos aprovados pela Anac contemplam o edital de leilão e as minutas de contrato para a licitação dos aeroportos das seguintes cidades:

Bloco Sul

  • Curitiba/PR;
  • Foz do Iguaçu/PR;
  • Navegantes/SC;
  • Londrina/PR;
  • Joinville/SC;
  • Bacacheri/PR;
  • Pelotas/RS;
  • Uruguaiana/RS;
  • Bagé/RS;

Bloco Central

  • Goiânia/GO;
  • São Luís/MA;
  • Teresina/PI;
  • Palmas/TO;
  • Petrolina/PE;
  • Imperatriz/MA;

Bloco Norte

  • Manaus/AM;
  • Porto Velho/RO;
  • Rio Branco/AC;
  • Cruzeiro do Sul/AC;
  • Tabatinga/AM;
  • Tefé/AM;
  • Boa Vista/RR.
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Fusão cheia de travas

Na Omega Geração (OMGE3), um grupo importante de acionistas está descontente — e quer barrar os planos da empresa

Fundos detentores de 28,6% da Omega Geração (OMGE3) se uniram e dizem que não vão aprovar a fusão com a Omega Distribuição nos termos atuais

Potencial de 36% de alta

Como fica a XP após a separação do Itaú? Para o JP Morgan, é hora de comprar as ações da corretora

A equipe do JP Morgan vê as pressões vendedoras nas ações da XP após a separação com o Itaú se dissipando; assim, a recomendação é de compra

Digitalização

A hora e a vez do e-commerce: com pandemia, comércio online mais que dobra e já chega a 21% das vendas do varejo

O fechamento das lojas físicas promovido pela pandemia fez o setor de varejo acelerar a aposta no e-commerce e nas vendas digitais

A bolsa como ela é

Stone, Inter e Méliuz caem forte na bolsa. É o fim das fintechs como as conhecemos?

Muito desse movimento tem a ver com a subida dos juros. Mas alguns fatores específicos também pesaram sobre as ações. Em alguns casos, pesaram com razão; em outros, nem tanto

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies