Menu
2019-05-08T12:56:19+00:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco) e “Abandonado” (Geração).
Hora de comprar?

“Boas notícias adiante.” Como os analistas reagiram ao balanço da Petrobras no 1º trimestre

Lucro da Petrobras caiu 42% afetado por mudança contábil, mas ações sobem forte com melhora nos mercados e perspectiva de melhora na produção e venda de ativos

8 de maio de 2019
12:56
Plataforma de petróleo da Petrobras
Plataforma de petróleo da Petrobras - Imagem: Ag. Petrobras

O lucro da Petrobras veio abaixo do esperado pelo mercado no primeiro trimestre, mesmo sem considerar os efeitos das mudanças contábeis no balanço.

Mas os analistas que acompanham a estatal seguem otimistas com as ações, com base principalmente no que vem pela frente, como a expectativa de venda de ativos, além dos efeitos positivos da retomada da produção já no segundo trimestre.

As ações da Petrobras reagem em alta expressiva ao balanço e à melhora no humor dos investidores aqui e lá fora. Por volta das 12h35, os papéis preferenciais (PETR4) subiam 3,95%, cotados a R$ 27,39. Confira também nossa cobertura completa de mercados.

A Petrobras registrou lucro líquido de R$ 4 bilhões nos três primeiros meses deste ano, uma queda de 42% em relação ao mesmo período de 2018. Só que a maior parte dessa redução no resultado se deveu a uma mudança para adaptar o balanço da companhia às normas internacionais (IFRS). Além do lucro, a mudança contábil afetou outras linhas do balanço, como o endividamento.

Sem esse efeito, o resultado da Petrobras seria de R$ 5,142 bilhões, uma queda bem menor, de apenas 5%. A queda na produção da estatal e das cotações do petróleo no primeiro trimestre afetaram os números.

Leia a seguir os comentários sobre o balanço e as recomendações para as ações nos relatórios encaminhados aos clientes das corretoras dos bancos:

Bradesco BBI - Boas notícias adiante

Recomendação: outperform (compra)

Preço-alvo: R$ 37,00

"Apesar do risco de curto prazo do preço do diesel nacional (que, em nossa visão, adicionou alguma cautela), continuamos gostando dos aspectos do investimento no longo prazo, que incluem a sólida geração de fluxo de caixa, desalavancagem (redução do endividamento) e potencial recuperação da condição de grau de investimento."

Itaú BBA - Produção afetada por paradas

Recomendação: outperform (compra)

Preço-alvo: R$ 32,00

"Os resultados foram em linha com as nossas expectativas, mas abaixo das projeções do mercado (...) O principal destaque foi o número mais fraco de produção, que ficou em linha com a nossa estimativa, mas recuou 4% no trimestre e 5% em relação ao primeiro trimestre do ano passado com uma maior concentração de paradas de manutenção e atrasos no início de novas unidades."

"A Petrobras continua sendo nossa "top pick" no setor, com a expectativa de crescimento da produção, reclassificação e desalavancagem."

BTG Pactual - Permanecemos compradores

Recomendação: compra

Preço-alvo: US$ 20,00 (ADR)

"Embora os resultados tenham nos deixado um pouco preocupados sobre como o mercado vai lidar com as mudanças contábeis na endividamento e no valor da Petrobras, ainda enxergamos o compromisso de redução da alavancagem como forte o suficiente para manter uma visão positiva para as ações."

"Além disso, a recente alta do preço do petróleo, em conjunto com nossa expectativa de que a estatal retomará o nível de produção de 2,7 milhões de barris de óleo equivalente por dia a partir de maio, também indica uma melhor qualidade dos resultados no segundo trimestre."

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

À jato

Guedes promete medidas imediatas de estímulo após reforma da Previdência

Governo mira projetos como simplificação de tributos federais, privatizações e a quebra do monopólio em segmentos do petróleo e gás

Estatal

Petrobras garante à ANP que terá bunker com baixo enxofre a partir de 2020

Estatal diz que está apta a produzir combustível de navio (bunker) com baixo enxofre em volume suficiente para atender a demanda do Brasil

Setor de aviação comercial

Joint-venture entre Embraer e Boeing se chamará Boeing Brasil – Commercial

Venda de 80% da divisão de aviação comercial da fabricante brasileira de aviões para a americana foi fechada no começo de julho do ano passado

Tá complicado!

Funcionários da Avianca anunciam nova greve para esta sexta-feira

Paralisação vai atingir os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro

De olho no gráfico

Como comprar bitcoin com outras criptomoedas – e é uma boa comprar?

Coluna traz vídeos sobre análise gráfica e dicas de investimentos. O tema é o mercado de ações e criptomoedas.

Agora vai?

EUA modificam posição e formalizam apoio à entrada do Brasil na OCDE

Sem dar detalhes, secretário-geral da OCDE, José Ángel Gurría, confirmou a informação de que o grupo tem uma posição diferente sobre o Brasil

Reformas

Presidente e relator da Previdência jogam ‘policial bom, policial ruim’ nas suas declarações

Depois de aceno conciliador dado por Samuel Moreira na segunda-feira, Marcelo Ramos sobe à tribuna, critica o governo e pergunta: “Vamos transformar isso aqui em uma Venezuela?”

Enfim, passou!

Câmara conclui votação da MP dos ministérios e medida segue para análise do Senado

Senado tem até a próxima semana para votar a medida, antes que ela perca sua validade, em 3 de junho

Private equity

Para fundos que compram empresas, momento é bom para fazer negócio

Fundos que investem em participações em companhias para vendê-las com lucro posteriormente fecharam o ano passado com R$ 39,3 bilhões disponíveis para investir no Brasil

Um polvo da construção

Duratex anuncia a compra da Cecrisa por R$ 1 bilhão e amplia ainda mais seu espaço no mercado

Anúncio feito nesta quinta-feira está em linha com o modelo de negócio da companhia, que espera estabelecer um sistema “one stop shop” no setor de materiais de construção

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements