Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2020-01-06T09:10:35-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

13 notícias para começar o dia bem informado

6 de janeiro de 2020
9:09 - atualizado às 9:10
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

O dia amanhece tenso com a troca de ameaças entre EUA e Irã. Nada disso é bom para os mercados (exceto para as petroleiras). O Seu Dinheiro segue com a publicação do seu especial sobre Onde Investir em 2020.

O que você precisa saber hoje:

Mercados

• Na sexta-feira, o Ibovespa fechou em queda de 0,73%, aos 117.708,36 pontos, após a escalada de tensão entre Estados Unidos e Irã.

• O que deve mexer com os mercados hoje? A tensão entre Estados Unidos e Irã se agravou durante o fim de semana e as bolsas globais sofrem. Após sessão negativa na Ásia, os índices futuros das bolsas de Nova York amanhecem no vermelho, assim como o início do pregão na Europa. 

• Como a tensão no Oriente Médio pode afetar os mercados? O colunista Ivan Sant’Anna relembra momentos semelhantes do passado para tentar responder a essa pergunta. 

Investimentos 

• Onde investir em 2020. Na quinta matéria da série especial do Seu Dinheiro, o repórter Vinícius Pinheiro conta quais as projeções de especialistas para fundos imobiliários. A série completa, que traz também as perspectivas para Bolsa, Renda Fixa, Câmbio e Imóveis, pode ser acessada neste link.

• Veja as 20 ações com maior potencial de pagamento de dividendos, segundo levantamento da Economatica. 

• Quer se aposentar aos 40 ou o quanto antes? O colunista Rodolfo Amstalden traz três exemplos de investimentos da sua carteira.

Empresas 

• Com a tensão envolvendo o Irã e a alta dos preços do petróleo, os holofotes se voltam à Petrobras. A estatal vai aumentar o preço dos combustíveis? Como reagirá o governo de Jair Bolsonaro? O presidente disse que tem “uma linha de não interferir” nos preços da estatal, mas que é possível tomar “providências” para mitigar os efeitos de uma alta do petróleo . Ele cita, por exemplo, a redução do ICMS sobre o combustível pelos governos estaduais. A Petrobras informou que monitora o mercado e decidirá “oportunamente” sobre os próximos reajustes.

• O BNDES deu mais um passo para se desfazer da participação na Petrobras. O banco tem quase 10% das ações ordinárias da estatal, uma fatia avaliada em mais de R$ 23 bilhões.

Economia 

• As novas regras do cheque especial passam a valer hoje. Os bancos não poderão cobrar taxas maiores que 8% ao mês - o equivalente a 151,8% ao ano. Até então, o número ficava em cerca de 300% ao ano. A permissão para cobrar tarifas pela oferta da linha de crédito passa a valer a partir de junho.

Política 

• Donald Trump ameaçou o Irã no Twitter e disse que os EUA têm 52 localidades persas sob a mira. As tensões entre o país e os Estados Unidos aumentaram desde que o presidente americano ordenou um ataque que matou o general Qassem Soleimani.

• O parlamento do Iraque votou a favor da expulsão de tropas americanas do país. Milícias locais apoiadas pelo Irã pressionaram os parlamentares a participarem da sessão para votar a matéria.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Otimismo

Mercado reage bem a prévias da Cyrela, consideradas ‘impressionantes’ e ‘excepcionais’ por analistas

Ontem, após o fechamento, a incorporadora informou alta de 46% no número de lançamentos e de 58% nas vendas do terceiro trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado

Ações em queda

O alçapão no fundo do poço: Cielo tem preço-alvo reduzido pelo Goldman Sachs

Analistas do banco norte-americano mantiveram a recomendação de venda e reduziram o preço-alvo das ações da Cielo (CIEL3) de R$ 3,70 para R$ 3,30

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Saúde

Ações da Qualicorp disparam com interesse da Rede D’Or em elevar participação

Maior acionista da Qualicorp, com participação de 12,95%, Rede D’Or entrou com pedido de autorização no Cade para adquirir mais ações da companhia na bolsa

Exile on Wall Street

IPOs: O princípio da contraindução — voltamos a comprar powerpoints?

Podemos nos atrair por casos de crescimento. Não há o menor problema nisso. Mas que haja alguma substância. E, acima de tudo, que cometamos erros novos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies