Menu
2020-01-06T07:19:17-03:00
Agência Brasil
fique atento

Limite de juros para cheque especial começa a valer nesta segunda

Bancos não poderão cobrar taxas superiores a 8% ao mês; juros do cheque especial encerraram novembro em 12,4% ao mês

6 de janeiro de 2020
7:19
Calculadora com sinal de porcentagem representando juros
Imagem: Shutterstock

Modalidade de crédito com taxas que quadruplicam uma dívida em 12 meses, o cheque especial terá juros limitados a partir de hoje (6). Os bancos não poderão cobrar taxas superiores a 8% ao mês, o equivalente a 151,8% ao ano.

A limitação dos juros do cheque especial foi decidida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) no fim de novembro. Os juros do cheque especial encerraram novembro em 12,4% ao mês, o que equivale a 306,6% ao ano.

Ao divulgar a medida, o Banco Central (BC) explicou que o teto de juros pretende tornar o cheque especial mais eficiente e menos regressivo (menos prejudicial para a população mais pobre). Para a autoridade monetária, as mudanças no cheque especial corrigirão falhas de mercado nessa modalidade de crédito.

Conforme o BC, a regulamentação de linhas emergenciais de crédito existe tanto em economias avançadas como em outros países emergentes. Segundo a autoridade monetária, o sistema antigo do cheque especial, com taxas livres, não favorecia a competição entre os bancos. Isso porque a modalidade é pouco sensível aos juros, sem mudar o comportamento dos clientes mesmo quando as taxas cobradas sobem.

Tarifa

Para financiar em parte a queda dos juros do cheque especial, o CMN autorizou as instituições financeiras a cobrar, a partir de 1º de junho, tarifa de quem tem limite do cheque especial maior que R$ 500 por mês. Equivalente a 0,25% do limite que exceder R$ 500, a tarifa será descontada do valor devido em juros do cheque especial.

Cada cliente terá, a princípio, um limite pré-aprovado de R$ 500 por mês para o cheque especial sem pagar tarifa. Se o cliente pedir mais que esse limite, a tarifa incidirá sobre o valor excedente. O CMN determinou que os bancos comuniquem a cobrança ao cliente com 30 dias de antecedência.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Não é bem assim

C&A nega que controladora deseja vender ativos no Brasil

A companhia disse que não existe nenhum processo em andamento para a venda dos ativos e que a ‘COFRA continua apoiador do negócio e sua performance’.

descolado do exterior

Com Petrobras e bancos, Ibovespa foge da cautela em NY e fecha em alta; dólar cai a R$ 5,60

Desempenho dos papéis, além de sinais políticos, fazem índice subir, após exercício de opções reduzir ritmo da alta. Nos EUA, ceticismo sobre vaivém de acordo por estímulos fiscais derruba bolsas

Sem lição de casa

Inadimplência em cursos de graduação cresce no 1º semestre no país

Apesar da inadimplência ser maior em cursos EaD, as mensalidades em atraso nos presenciais apresentaram maior aumento nesse período, em torno de 33,1%.

Menor do que o mercado

Campos Neto cita expectativa de retração de 4,5% do PIB em 2020

O Relatório de Mercado Focus, publicado hoje, indicou que a projeção mediana dos economistas do mercado é de 5,00% de queda para o PIB

maior ipo do ano

Ações do Grupo Mateus caem forte após ruídos em torno de ‘falhas internas’

Com menos de uma semana na bolsa, a notícia gerou grande inquietação entre os investidores e continua a repercutir mesmo após a companhia ter esclarecido a situação.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements