Menu
2020-01-05T17:22:03-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Enxugamento

BNDES dá mais um passo para se desfazer de participação na Petrobras

Estatal arquivou prospecto na SEC em que esclarece que banco ofertará todas as suas ações ordinárias na B3 e na bolsa de Nova York.

5 de janeiro de 2020
17:22
P-66, plataforma em produção na área de Lula Sul, no pré-sal da Bacia de Santos
P-66, plataforma em produção na área de Lula Sul, no pré-sal da Bacia de Santos. - Imagem: André Motta de Souza / Agência Petrobras

O BNDES deu mais um passo, na última sexta-feira (3), para se desfazer da participação de quase 10% que tem no capital votante da Petrobras.

A petroleira arquivou prospecto junto à Securities and Exchange Comission (SEC) - a Comissão de Valores Mobiliários americana -, especificando os termos da venda das suas ações ordinárias (PETR3) pelo banco de fomento.

Segundo o documento, o BNDES poderá ofertar, de tempos em tempos, até 734.202.699 ações ordinárias da estatal, correspondentes a 9,87% do capital votante da companhia. Pela cotação de fechamento de sexta-feira (3), o total de ações equivale a uma quantia de R$ 23,5 bilhões.

A venda ocorrerá tanto nas bolsas onde os papéis são listados - B3 e Latibex - como também pode ocorrer na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), onde são representados por recibos do tipo ADS (American Depositary Shares).

Os coordenadores da oferta são os bancos Credit Suisse, Bank of America, Bradesco BBI, Banco do Brasil, Citigroup, Goldman Sachs, Morgan Stanley, além da XP Investimentos.

Mais enxuto

Após a venda de todas as ações ordinárias do BNDES, o banco de fomento permanecerá com uma participação de apenas 0,16% no capital votante da estatal, por meio do seu braço de participações BNDESPar.

O BNDES tem, ainda, 161.596.958 ações preferenciais da Petrobras (PETR4), o equivalente a 2,88% desta classe de ações. Já o BNDESPar tem 905.692.996 ações PN, correspondentes a 16,17% do total de papéis preferenciais.

O total de ações preferenciais do banco de fomento corresponde a uma quantia de R$ 32,5 bilhões, pela cotação de fechamento de sexta-feira.

O BNDES já vem reduzindo sua carteira de renda variável desde o ano passado, quando se desfez da sua participação no frigorífico Marfrig, quando embolsou R$ 2 bilhões. O banco de desenvolvimento também pretende vender metade de sua fatia na JBS na B3, numa operação de R$ 8 bilhões.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

AGRONEGÓCIO

Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta

o Brasil deverá colher um recorde de 247,4 milhões de toneladas de grãos na safra que se encerra neste ano, 2,5% acima de 2019, conforme o IBGE.

CORONACRISE

Pandemia causou impacto em 57% das companhias exportadoras, revela CNI

Em 42% das empresas afetadas, vendas externas caíram a menos da metade

FII do mês

Os melhores fundos imobiliários para investir em julho segundo 7 corretoras

FII queridinho do mês recebeu quatro indicações, mas outros cinco fundos receberam duas indicações cada um

mp 925

Câmara conclui votação de MP da Aviação e texto segue para Senado

A proposta traz ações emergenciais ao setor de aviação civil para mitigar os efeitos da crise gerada pela pandemia

mundo aéreo

Azul vende participação de 6% na TAP para governo português, por R$ 65 milhões

A companhia aérea Azul informou nesta quarta-feira, 8, que vendeu a participação indireta de 6% que detinha na aérea portuguesa TAP, para o governo de Portugal. O valor fechado foi de R$ 65 milhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements