Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-02-04T18:57:15-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Altas e baixas

Gol, MRV, Petrobras, Vale e Gerdau: os destaques do Ibovespa nesta terça-feira

As ações da Gol apareceram entre as maiores altas do Ibovespa após a empresa anunciar um acordo de compartilhamento de voos com a American Airlines. Os papéis da MRV, da Petrobras e da Vale também subiram e deram força ao índice

4 de fevereiro de 2020
15:55 - atualizado às 18:57
Avião da Gol
Imagem: Dilvugação

O Ibovespa teve uma sessão amplamente positiva nesta terça-feira (4), pegando carona no bom humor das bolsas globais. E, entre as maiores altas do índice, destacaram-se as ações da Gol, da MRV e de empresas ligadas ao setor de commodities, como Petrobras e Vale.

Os papéis PN da Gol (GOLL4) fecharam em alta de 2,36%, a R$ 35,16— na máxima, chegaram a avançar 5,53%, a R$ 36,25. Mais cedo, a empresa anunciou um acordo de compartilhamento de voos com a American Airlines, aumentando sua oferta de destinos para os Estados Unidos.

Mas o que exatamente é esse acerto? O compartilhamento de voos — ou codeshare, no jargão do setor — é um tipo de trato bastante comum entre as companhias aéreas globais, permitindo que uma empresa possa transportar passageiros que tenham sido emitidos por uma parceira.

Digamos que você esteja em Vitória e queria ir a Washington, nos Estados Unidos. Uma opção seria ir até Guarulhos e, de lá, pegar um voo para a capital dos EUA — uma viagem que exigiria duas passagens separadas, já que nenhuma empresa brasileira possui conexão com a cidade americana.

A parceria entre Gol e American Airlines facilita essa operação, já que, pelo codeshare, é possível emitir apenas uma passagem — tanto o voo doméstico Vitória-Guarulhos quanto o internacional Guarulhos-Washington possuirão o mesmo código, por mais que sejam operados por duas companhias diferentes.

Visão otimista

Outro destaque positivo do Ibovespa foi MRV ON (MRVE3), em alta de 2,77%, reagindo à visão mais otimista do J.P. Morgan em reação à empresa — a instituição elevou a recomendação para os papéis, de neutro para 'overweight' (desempenho acima da média).

Em relatório, o banco cita o ambiente mais benéfico para as construtoras voltadas ao segmento de baixa renda e destaca que, nos últimos meses, as ações da MRV ficaram 'para trás' em relação a seus pares, como Direcional ON (DIRR3).

O J.P. Morgan também elevou o preço-alvo para as ações da MRV, fixando-o em R$ 25,00 ao fim de 2020 — o que implica num potencial de ganho de 21,5% em relação à cotação de fechamento do pregão do dia 3.

A instituição também melhorou a recomendação para as ações ON da Teda (TEND3), de 'underweight' (abaixo da média) para neutro. Como resultado, as ações da companhia — que não fazem parte do índice — subiram 3,13%.

Commodities se recuperam

No exterior, a estabilização das bolsas chinesas e a atuação firme do governo de Pequim para evitar problemas de liquidez após o feriado prolongado e o surto de coronavírus trouxeram alívio às negociações. E essa calmaria também foi sentida no mercado de commodities.

O minério de ferro fechou em alta de 4,21% no porto chinês de Qingdao, recuperando boa parte das perdas do dia anterior — a cotação serve como referência para os investidores. O petróleo passou o dia em alta, mas virou ao campo positivo na reta final da sessão.

Nesse cenário, as ações ligadas às commodities tiveram um dia positivo no Ibovespa, puxadas por Petrobras ON (PETR3), com ganho de 2,47%, e Petrobras PN (PETR4), com valorização de 1,60%. Além disso, o mercado se movimentou às vésperas da venda dos papéis da estatal detidos pelo BNDES.

No setor de mineração e siderurgia, Vale ON (VALE3), terminou em alta de 2,67% e contribui para dar força ao Ibovespa. CSN ON (CSNA3), Gerdau PN (GGBR4) e Usiminas PNA (USIM5) também avançaram, com ganhos de 1,77%, 4,28% e 0,93%, nesta ordem.

Top 5

Veja abaixo as cinco maiores altas do Ibovespa nesta terça-feira:

  • Cogna ON (COGN3): +5,58%
  • Gerdau PN (GGBR4): +4,28%
  • Equatorial ON (EQTL3): +3,86%
  • Cia Hering ON (HGTX3): +3,44%
  • Hypera ON (HYPE3): +3,37%

E saiba também quais foram as cinco maiores baixas do índice:

  • Cielo ON (CIEL3): -2,79%
  • JBS ON (JBSS3): -2,28%
  • Energias do Brasil ON (ENBR3): -1,96%
  • CCR ON (CCRO3): -1,90%
  • Suzano ON (SUZB3): -1,54%
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

em família

Sobrinho-neto do bilionário Warren Buffett supera Berkshire Hathaway no ano

Ações da Boston Omaha, holding de capital aberto co-liderada pelo sobrinho-neto do bilionário, Alex Buffett Rozek, estão batendo os papéis da Berkshire Hathaway

novo serviço

Grupo pão de Açúcar vai fazer entrega para lojistas de seu marketplace

No próximo ano, a companhia passará a oferecer a possibilidade de que os lojistas virtuais armazenem produtos nos centros de distribuição do GPA

inovação

Varejo online agora quer conquistar a fronteira da venda de produto fresco

A partir do mês que vem, começa a funcionar no País uma startup mexicana de tecnologia do setor de supermercados que vai explorar exatamente esse filão

Clube do livro

Ajuste fiscal pode ser dolorido no início, mas é necessário; entenda mais no novo livro de Fabio Giambiagi, “Tudo sobre o déficit público”

Nova obra do economista do BNDES evidencia que atingir um equilíbrio orçamentário no país é essencial para o desenvolvimento em termos econômicos e sociais

em busca de recursos

AES Brasil (AESB3) aprova oferta pública e pode captar até R$ 1,8 bilhão

De acordo com a AES Brasil, o objetivo da oferta é acelerar seu plano de crescimento, com foco na diversificação do portfólio por meio de fontes complementares à hídrica, além de potencializar a criação de valor para os acionistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies