Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-01-02T19:20:02-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Começando 2020 com o pé direito

Ibovespa dispara 2,53% no primeiro pregão do ano e fecha acima dos 118 mil pontos em nova máxima histórica

2020 já começou com novo recorde para o Ibovespa; bolsa reagiu com otimismo à data marcada para assinatura do acordo comercial entre EUA e China.

2 de janeiro de 2020
19:08 - atualizado às 19:20
Foguete voando na frente da bolsa; Ibovespa em alta
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A bolsa brasileira começou 2020 com o pé direito. No primeiro pregão do ano, nesta quinta-feira (2), o Ibovespa disparou como um foguete em direção ao inédito patamar dos 118 mil pontos e fechou com uma alta de nada menos que 2,53%, aos 118.573,10, na máxima do dia. Trata-se de um novo recorde de fechamento.

O índice começou o pregão de hoje nos 115.651,95, ou seja, teve um avanço de nada menos que 2.699,31 num único dia.

  • Contrate o Ivan Sant’Anna: Trader com mais de 60 anos pode te ensinar a dar suas Tacadas de Mestre. Conheça o projeto aqui.

As negociações também foram animados nas bolsas estrangeiras, embora os movimentos não tenham sido tão intensos quanto foram por aqui. As bolsas asiáticas, europeias e americanas também fecharam em alta, e no caso de Nova York, também houve novos recordes de fechamento.

O Dow Jones fechou com alta de 1,16%, aos 28.868,80 pontos; o S&P 500 avançou 0,84%, para os 3.257,85 pontos; e o Nasdaq teve ganho de 1,33%, aos 9.092,19 pontos.

De olho na guerra comercial

E os motivos de tanta festa foram as duas maiores economias do mundo. No fim do ano passado, Estados Unidos e China fecharam a primeira fase do acordo que pode pôr fim à guerra comercial entre os dois países.

No apagar das luzes de 2019, o presidente americano Donald Trump confirmou que a assinatura do acordo está marcada para 15 de janeiro, e ainda sinalizou que as negociações da segunda fase já estariam engatilhadas.

Além disso, o governo chinês anunciou, ontem, um estímulo pontual à economia do país. O banco central chinês disse que cortaria a taxa de reserva obrigatória dos bancos, liberando o equivalente a quase US$ 115 bilhões na economia.

Como a B3 não teve pregão nem no dia 31 nem no dia 1º, o mercado brasileiro ainda não tinha reagido a todas as novidades. Mas também houve fatores locais que contribuíram para a disparada do Ibovespa.

Dois dados divulgados hoje reforçaram a ideia de que está ocorrendo uma retomada na economia. O número de emplacamentos de veículos novos em 2019 foi o maior desde 2014, segundo a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Já o Índice de Confiança Empresarial (ICE), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), atingiu 97,1 pontos em dezembro, maior marca desde janeiro de 2019.

Dólar e juros

O dólar à vista começou o dia em queda, mas fechou em alta de 0,31%, a R$ 4,0242, em dia de volumes reduzidos no mercado de câmbio.

Os juros futuros, por sua vez, começaram o dia em alta e fecharam em baixa. O contrato de DI com vencimento em janeiro de 2021 caiu de 4,561% para 4,525%; o DI para janeiro de 2023 recuou de 5,794% para 5,78%; e o DI para janeiro de 2027 caiu de 6,763% para 6,71%.

Empresas

As ações da B3 (B3SA3) tiveram a segunda maior alta do Ibovespa depois que a companhia anunciou uma redução de tarifas no mercado de ações, de modo a beneficiar os investidores pessoas físicas. Os papéis subiram 5,78% nesta quinta.

No fim de 2019, as ações da B3 apanharam com a expectativa de ter seu monopólio quebrado no mercado brasileiro, ao fechar acordo para processar operações a bolsas de valores concorrentes.

As ações do frigorífico JBS (JBSS3) também passaram a figurar entre as maiores altas do Ibovespa impulsionadas pela notícia de um surto de gripe aviária na Polônia na última terça (31). O vírus identificado foi o H5N8, considerado altamente patogênico pelos organismos de saúde.

Doenças como esta e a peste suína na China reduzem a oferta mundial de proteína animal, abrindo espaço para as carnes brasileiras no mercado internacional, além de puxar os preços para cima.

Também favoreceu os papéis a possível venda da fatia que o BNDESPar detém na empresa. As ações fecharam em alta de 5,43%.

Fora do Ibovespa - mas não por muito tempo - as ações da companhia de softwares de gestão Totvs (TOTS3) avançaram 7,13%, depois de terem sido incluídas na próxima carteira teórica do Ibovespa.

Veja abaixo os cinco papéis de melhor desempenho do Ibovespa:

  • Cogna ON (COGN3): +6,74%
  • B3 ON (B3SA3): +5,78%
  • Qualicorp ON (QUAL3): +5,66%
  • JBS ON (JBSS3): +5,43%
  • Via Varejo ON (VVAR3): 5,01%

Confira também as ações que tiveram pior desempenho no índice:

  • Yduqs ON (YDUQ3): -1,58%
  • Natura ON (NTCO3): -0,88%
  • Taesa UNIT (TAEE11): -0,71%
  • Bradespar PN (BRAP4): -0,65%
  • Sabesp ON (SBSP3): -0,02%

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Pílulas do Mercado

‘Máquina de fazer dinheiro’, Petrobras (PETR4) pode subir 40% na Bolsa e tem potencial de pagar até 25% em dividendos por ano; vale a pena investir?

Petrobras (PETR4) pagou 20% de dividendos aos acionistas em 2021 – e tem potencial para mais em 2022; confira o preço-alvo e os números que motivam o ânimo do mercado

NATAL ADIANTADO

Braskem (BRKM5) antecipará R$ 6 bilhões em dividendos — e você ainda pode garantir a bolada

Mas é preciso correr, pois a data de corte para ter direito ao provento será na próxima quarta-feira (8); veja o valor por ação

Aceita bitcoin?

Nova wallet latino-americana: Mercado Pago passa a aceitar compra, venda e manutenção de bitcoin (BTC) e ethereum (ETH) no app

Os usuários ainda não poderão realizar compras no aplicativo do Mercado Pago com a carteira digital (wallet), apenas manter suas criptomoedas

Exile on Wall Street

Nos investimentos e na vida, tome cuidado com os atalhos que você quer pegar

Eu estou mergulhado no mercado financeiro há quase 20 anos e não tenho intenção nenhuma de enriquecer rápido. Nas escolhas em que outros desejam velocidade a Empiricus escolhe profundidade

Mercados Hoje

Ibovespa ignora PIB negativo e variante ômicron do coronavírus e sobe mais de 2%; dólar recua

Mesmo com o PIB vindo abaixo do esperado, os investidores buscam recuperar as perdas dos últimos dias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies