Menu
2019-12-23T12:17:41-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Fim do monopólio?

B3 faz acordo para processar operações de bolsa concorrente

Empresa estabelece taxa para prestar serviços a outras bolsas, mas possível fim do monopólio no mercado de bolsas no Brasil pesa sobre as ações

23 de dezembro de 2019
11:09 - atualizado às 12:17
Sede da B3
Sede da B3 - Imagem: Shutterstock.com

O monopólio da B3 no mercado de bolsas no Brasil pode estar perto do fim. A empresa dona da Bovespa, BM&F e Cetip fechou um acordo para prestar serviços a uma bolsa concorrente que quiser operar no segmento de negociação com ações brasileiras.

As condições para o uso da infraestrutura da B3 nos serviços de pós-negociação, como a liquidação e a custódia, eram discutidas em uma arbitragem.

O procedimento foi aberto pela Americas Trading System (ATS Brasil), empresa captou dinheiro de fundos de pensão e anunciou o plano de criar uma bolsa concorrente no Brasil, mas até hoje não tirou o projeto do papel.

Com o acordo, que encerra o processo de arbitragem, a B3 firmou contrato que estabelece as condições para a prestação de serviços de transferência de valores mobiliários (CSD) para o mercado de renda variável.

A empresa estabeleceu uma taxa de transferência de ativos (TTA) 0,26 basis points a ser aplicada sobre cada transação que processar, mas com a aplicação de descontos de acordo com o crescimento dos volumes totais do mercado.

A cobrança vale não só para a ATS como para qualquer empresa que desejar estabelecer uma plataforma de negociação de ações concorrente no mercado brasileiro.

No início da década, as bolsas norte-americanas Bats e Direct Edge anunciaram a intenção de atuar no mercado brasileiro, concorrendo com a então BM&FBovespa, mas o projeto não foi para frente. Em 2016, a bolsa comprou a Cetip e ampliou a concentração na chamada infraestrutura de mercado.

O possível fim do monopólio pesa sobre a B3, que tem ações negociadas no mercado. Por volta das 10h45, os papéis recuavam 4,20%, cotados a R$ 47,04. Leia também nossa cobertura completa de mercados.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies