Menu
2019-06-06T16:44:21+00:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Foco na população de baixa renda

Dedicação total a você: Via Varejo, dona das Casas Bahia, lança seu próprio banco digital

A Via Varejo entrou no mundo dos bancos digitais e lançou o banQi, uma iniciativa voltada às classes C, D e E. A ideia é aproveitar a capilaridade das Casas Bahia

5 de junho de 2019
19:41 - atualizado às 16:44
Fachada da loja Casas Bahia
Casas Bahia é uma das redes de lojas operadas pela Via Varejo - Imagem: Shutterstock

Um novo competidor irá entrar na arena dos bancos digitais: a Via Varejo. E ela chega com um objetivo claro em mente: conquistar a parcela da população que possui acesso limitado aos meios financeiros tradicionais.

Enquanto o mercado estava focado na novela da venda da fatia detida pelo Grupo Pão de Açúcar (GPA) na dona das Casas Bahia e do Ponto Frio — uma saga que se arrasta há anos e que teve novos episódios nesta semana —, a empresa anunciou o lançamento do banQi, um banco digital voltado às classes C, D e E.

A ideia da Via Varejo é aproveitar a capilaridade das Casas Bahia — a rede possui cerca de 750 unidades no país — para impulsionar as adesões ao novo sistema. O aplicativo do banQi já está disponível para download, mas apenas para usuários do sistema operacional Android.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Por enquanto, a inciativa já oferece serviços de conta digital, pagamento de boletos e contas, transferência de dinheiro, recarga de celular e bilhete único, pagamento com QR code e carnê digital. Além disso, os correntistas podem realizar saques e depósitos nos caixas das Casas Bahia.

Mas a Via Varejo promete mais — muito mais. A empresa planeja disponibilizar em breve os serviços de empréstimos pessoais, carão pré-pago e conta remunerada. Também estão nos planos a portabilidade de conta salário, a criação de um programa de incentivo e a criação de cartões de crédito.

Para o futuro, a companhia ainda tem como objetivo viabilizar a contratação de empréstimos pessoais "com juros potencialmente mais baixos", mas sem especificar quais seriam essas taxas — a Via Varejo apenas diz, de maneira vaga,  que usará "tecnologia machine learning" para criar modelos de crédito mais dinâmicos, sem entrar em maiores detalhes.

Os planos para o banQi não se resumem às Casas Bahia. Apesar da maior proximidade da empresa com as classes C, D e E, os serviços do banco digital estarão disponíveis para qualquer pessoa — a Via Varejo diz ter, ao todo, uma base de cerca de 60 milhões de clientes, e que tem como meta expandir o alcance da nova iniciativa para além desse círculo.

O banQi nasce como fruto da parceria entre Via Varejo e a Airfox, uma empresa que presta serviços de pagamento. A colaboração entre as companhias, selada em setembro de 2018, dá à dona das Casas Bahia a opção de adquirir até 80% do capital social da Airfox no futuro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SÃO OS NEGÓCIOS

Influenciadores dão “jeitinho” após fim da contagem de curtidas no Instagram

A rede começou a esconder o número de curtidas em fotos no Brasil. Agora, cada pessoa só acessa os próprios números – uma forma, diz o Instagram, de reduzir o impacto à saúde mental

A FONTE DO PROBLEMA

“Desigualdade tem de ser combatida no imposto de renda”, diz Orair

No primeiro trimestre deste ano, a desigualdade de renda dos trabalhadores brasileiros atingiu seu maior nível em pelo menos sete anos

5º MAIS RICO DO MUNDO

Carlos Slim, o bilionário que lucrou com um monopólio e virou o ‘dono do México’

Com conglomerado de mais de 200 empresas, empresário acumulou fortuna de US$ 60 bilhões, que equivale a 6% do PIB do país, e se tornou o quinto homem mais rico do mundo.

MAIS UMA

Bolsonaro afirma que governadores do Nordeste tentam manipular eleitor

O uso de um termo pejorativo para se referir aos nordestinos provocou a reação de governadores da região, que manifestaram “espanto e profunda indignação”

BNDES

Com BNDES menor, pode faltar crédito para investimento

O patamar de desembolsos em torno de R$ 70 bilhões por ano, sinalizado pelo novo presidente, equivale a 1% do Produto Interno Bruto, menor nível em 20 anos.

Boa notícia

Risco volta ao nível de quando país tinha selo de bom pagador

Além do avanço na reforma previdenciária, contribuiu para a redução do risco país o cenário de um mercado internacional mais calmo

Bandeira eleitoral

Tema “corrupção” perde espaço no Twitter de Bolsonaro

Depois de assumir o poder, o assunto perdeu espaço em sua timeline e, segundo levantamento no perfil do presidente, apareceu em apenas 1,4% das postagens.

Uma dose de realismo

Bilionários garantem: este é o melhor momento para se estar vivo

Bill Gates, Warren Buffett, Elon Musk e Barack Obama são categóricos: se você pudesse escolher qualquer momento na história para nascer, seria este.

Promessa é dívida

MAIS LIDAS: Oi e FGTS foram as grandes promessas da semana

São elas: a liberação do saque do FGTS pelo governo Bolsonaro e o plano da diretoria da Oi de tirar a empresa do buraco. Confira

Dá para se arrepender?

Opção do saque do FGTS será reversível

A ideia é que a nova opção de saque permita ao trabalhador resgatar uma parcela em troca de abrir mão da retirada de todo o fundo caso seja demitido sem justa causa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements