Menu
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco) e “Abandonado” (Geração).
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Ações

Qualicorp põe dinheiro no bolso do CEO e ação cai 30% na bolsa

Acionistas minoritários já se mobilizam para entrar na Justiça contra a companhia, que aprovou pagamento de R$ 150 milhões a José Seripieri Filho para que ele não venda suas ações pelos próximos seis anos

1 de outubro de 2018
17:05 - atualizado às 20:03
José Seripieri Filho, presidente da Qualicorp - Imagem: Divulgação/Fiesp

As ações da administradora de planos de saúde coletivos Qualicorp perdem quase 30% do valor hoje na bolsa depois do polêmico acordo que colocou R$ 150 milhões no bolso de José Seripieri Filho.

Em troca, o presidente e principal acionista se comprometeu a não vender suas ações e a não competir com a companhia pelos próximos seis anos. O negócio foi aprovado pelo conselho de administração da Qualicorp. Seripieri faz parte do conselho, mas não participou da reunião que decidiu sobre o acordo.

O contrato fechado entre o conselho e o principal acionista foi bombardeado por todos os lados. Um gestor que possui ações da Qualicorp afirmou que os minoritários já se mobilizam para entrar na Justiça contra a companhia. "Consideramos absolutamente inaceitável", ele disse.

Para Mauro Cunha, presidente da Amec, associação que representa os investidores do mercado de capitais, o episódio representa uma perda de credibilidade não só para a empresa como para todo o mercado brasileiro.

“A mensagem que passa, principalmente para o estrangeiro, é que o Brasil é o país onde o CEO passa no caixa da empresa e pega R$ 150 milhões”, diz.

O caso é ainda mais grave porque a Qualicorp integra o Novo Mercado, segmento no qual são listadas as companhias com práticas mais rigorosas de governança corporativa.

Poucos precedentes

O caso tem poucos precedentes e remete ao que ocorreu com a operadora de telefonia Oi, quando os acionistas controladores receberam R$ 600 milhões para não vender suas ações na época do investimento da Portugal Telecom.

Para um gestor de fundos, o acordo fechado entre o conselho da Qualicorp e Seripieri é um dos mais exóticos de todos os tempos. Há uma retirada de valor da empresa sem participação dos acionistas minoritários.

Esse especialista lembra que o setor de planos de saúde coletivos por contratos de adesão foi praticamente criado pelo empresário, que usou “brechas” na regulação quando o custo de planos de saúde individuais se tornou praticamente proibitivo.

Mesmo com a queda acentuada no preço das ações, que poderia ser vista como uma oportunidade de compra do papel, a avaliação é de que fica “um caso difícil” de investimento em função dessas questões envolvendo a governança.

Outro gestor avalia que a empresa é bem administrada e relativamente barata, mas que foi feita uma “grosseria” com o papel.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também

Quem é a Pi

Somos uma plataforma aberta de investimentos formada por um time com pessoas de diferentes perfis, unidos por um único propósito: ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente. #Simples, porque temos uma loja de investimentos 100% digital a sua disposição mesmo antes de você abrir a conta; #Seguro […]

Dedo na ferida

“Unidade progressista” reúne líderes de esquerda para explorar desgaste do governo

Juntos, PT, PSB, PCdoB e Psol querem fazer uma ofensiva e aproveitar o desgaste precoce de Jair Bolsonaro

DIA 85

Matou a reforma e foi ao cinema?

Bolsonaro faz agenda social e governo manobra para Guedes escapar de convocação na CCJ

Será que vai?

Presidente da CCJ quer definir relator da Previdência ainda nesta semana

Ideia de Felipe Francischini é bater o martelo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o secretário da Previdência, Rogério Marinho

"Consenso" no partido

Ignorando liderança do PSL, Major Vitor Hugo anuncia apoio da bancada à reforma da Previdência

Anúncio do líder do governo ocorre depois que o líder do PSL, delegado Waldir (GO), afirmou que não havia consenso pela proposta

Tem que mudar isso aí!

Líderes de 13 partidos divulgam documento de apoio à Previdência, mas sem BPC e aposentadoria rural

Partidos que, juntos, somam 291 deputados também querem barrar proposta que retira da Constituição algumas regras para concessão e cálculo de benefícios

Olha a bomba!

Líderes de partidos na Câmara concordam em votar PEC que aumenta o poder do Congresso sobre o Orçamento

Projeto de 2015 foi ressuscitado pelos deputados em meio à crise política com o governo e pode ir a plenário já nesta terça-feira

Turma preocupada

Governadores alertam Guedes sobre a condução da reforma da Previdência

Líderes estaduais afirmam que a reforma da Previdência é uma condição de sobrevivência para União, Estados e municípios

Foi por pouco!

Ausente da CCJ, Guedes apanha, mas não será convocado

Ministro da Economia cancelou participação em audiência pública e virou alvo da oposição, mas deputados fecharam acordo para que Guedes compareça à comissão na quarta-feira da próxima semana como convidado

Agora vai?

Empresário deve assumir a comunicação do governo Bolsonaro

Mudança ocorre em meio ás críticas de que a comunicação do Planalto não “desenrolou” e que “já é abril e nada avançou”

DE OLHO NO GRÁFICO

Bull trap no ibovespa e S&P – Proteja-se

Coluna traz vídeos sobre análise gráfica e dicas de investimentos. Terças e quartas o tema é o mercado de ações. Quinta-feira é a vez das criptomoedas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu