Menu
2019-06-25T16:21:00+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
mundo encantado

Herdeira da Disney defende a taxação de fortunas para salvar o ‘sonho americano’

Abigail Disney assinou uma carta com outros bilionários — entre eles George Soros — pedindo que os candidatos a Presidência dos EUA assumam compromisso de propor a taxação de grandes fortunas

25 de junho de 2019
13:46 - atualizado às 16:21
Abigail Disney
Imagem: Shutterstock

Integrante do seleto grupo de bilionários e herdeira de um império de mídia e entretenimento, a diretora Abigail Disney não está nada feliz com os rumos da sociedade norte-americana. Ela disse acreditar que a desigualdade de renda torna o "sonho americano" impossível.

O 'American dream' é aquela ideia de que os Estados Unidos são a terra do direito as liberdades individuais, de que todos têm a chance de prosperidade, a grosso modo, como consta na própria declaração de independência do País. Pois o país está longe disso, na visão da herdeira Disney.

Para Abigail, a desigualdade de renda é um dos maiores problemas do mundo atual. "Nós estamos criando uma 'superclasse' que está muito distante da maioria das pessoas", disse ao canal CNN no dia 24. Ela disse que esses dois grupos já não "compartilham o mesmo planeta".

Abigail é neta de Roy Disney, irmão de Walt e um dos cofundadores do que hoje é um império de entretenimento.

Bilionários unidos

A cineasta não é a única norte-americana bilionária a pensar dessa forma. Ela recentemente assinou uma carta com outros ricaços — entre eles George Soros — pedindo que os candidatos a Presidência dos EUA assumissem o compromisso de propor a taxação de grandes fortunas.

Os eleitores norte-americanos vão às urnas em novembro do ano que vem para escolher o próximo presidente dos Estados Unidos. O republicano bilionário Donald Trump, que foi eleito em 2016, busca um segundo mandato.

O partido do atual presidente tem mais outro candidato por enquanto e o lado democrata tem 23 postulantes ao mais alto cargo do país, segundo o New York Times.

De acordo com a agência Bloomberg, três candidatos do lado democrata (Elizabeth Warren, Pete Buttigieg e Beto O’Rourke) demonstraram apoio a carta assinada pelos bilionários e outros ricaços.

Atual senadora por Massachusetts, Warren pede imposto de 2% sobre ativos de US$ 50 milhões ou mais e um adicional de 1% sobre ativos acima de US$ 1 bilhão. Os novos impostos arrecadariam cerca de US$ 3 trilhões ao longo de 10 anos, ainda de acordo com o portal.

Nem todos os democratas apoiam os impostos sobre grandes fortunas por acreditarem que seria difícil avaliar objetivamente o valor do patrimônio como obras de arte ou joias. Existe também uma cautela relacionada a constituição, já que o governo federal só pode tributar renda, e não propriedades.

*Com informações do site Business Insider

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

De olho no pacto

Proposta sobre pacto federativo começará no Senado, diz presidente da CCJ

Ainda segundo a senadora, o governo já está trabalhando com o tema. “Não poderia ser diferente (o fato de começar pelo Senado), essa é a Casa da Federação. Eles já estão mexendo no pacto”, afirmou a presidente da CCJ

Mudanças à vista

Truxt Investimentos vende parte das ações que detinha do Banco Inter

A instituição financeira destacou que a venda da participação é “estritamente de investimento, não objetivando alteração do controle acionário ou da estrutura administrativa do banco”

Seu Dinheiro na sua noite

O falcão está à solta?

Entre os vários contatos que eu tinha nos anos em que escrevi diariamente o sobe e desce da bolsa e dos mercados, havia um experiente tesoureiro de um grande banco. Estava longe de ser a fonte mais bem humorada ou paciente, mas com o tempo ficamos amigos. Eu costumava recorrer a ele naqueles dias em […]

Futuro Embaixador?

Bolsonaro: Indicação de Eduardo como embaixador é juridicamente viável

Porta-voz da Presidência também afirma que Jair Bolsonaro ainda não decidiu sobre indicação do filho ao posto nos EUA

Vish!

Ex-presidentes do IBGE divulgam carta de protesto contra mudança no Censo 2020

Eles acusam a atual direção do instituto de improvisação e alertam para o risco de o próximo Censo deixar de fora 10 milhões de domicílios

Olha a dívida!

Tesouro: União bancou R$ 1,262 bilhão em dívidas de governos estaduais em junho

Embora o custo para a União com essas garantias seja crescente, o Tesouro está impedido de bloquear os repasses para Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás

Dados semanais

Balança tem superávit de US$ 695,509 milhões na segunda semana de julho

Em julho, o superávit acumulado é de US$ 1,819 bilhão. Já no total do ano, o superávit é de US$ 27,895 bilhões

reconciliação

Avaliação positiva de Bolsonaro salta de 14% para 55% entre agentes de mercado

Sondagem da XP Investimentos também mostra melhora na percepção com relação ao Congresso, Previdência na casa de R$ 850 bilhões e Ibovespa em 120 mil pontos

320% do PIB

Dívida global sobe a US$ 246 trilhões e endividamento de emergentes bate recorde

Instituto Internacional de Finanças (IIF) mostra que quanto menor o juro, maior o endividamento mundial, que está para bater o recorde visto no começo de 2018

Os detalhes sobre a nova cripto

Facebook: Libra não envolve política monetária nem competirá com bancos centrais

Segundo ele, a associação terá políticas para combater o uso da moeda para lavagem de dinheiro e financiamento de atos terroristas, entre outras questões de segurança nacional

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements