Menu
2019-04-05T15:49:08+00:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Vídeo

Juro baixo é bom ou ruim?

Com a taxa Selic no seu menor patamar histórico, muitos investidores de renda fixa conservadora estão chateados com o retorno das suas aplicações. Mas juros baixos, na verdade, não são tão maus assim…

22 de março de 2019
9:32 - atualizado às 15:49

O juro básico, no Brasil, está no seu menor patamar histórico. Na data em que eu escrevo, a meta para a taxa Selic esta em 6,50% ao ano. Isso tem deixado os investidores que gostam da renda fixa mais conservadora meio desanimados, pois o retorno dessas aplicações, atrelado às taxas básicas de juros, está bem minguado.

Mas afinal, juro baixo é bom ou ruim? Eu respondo a esta questão no vídeo a seguir:

Confira abaixo a transcrição do vídeo:

Juro baixo é bom ou ruim?

Com a Selic nos seus menores patamares históricos, os juros nominais no país nunca estiveram tão baixos. E em se tratando de Brasil, esse fato costuma ser noticiado de forma positiva. Só que o investidor brasileiro, que é muito conservador e acostumado com a renda fixa, não está tão contente assim com o retorno das suas aplicações. Afinal, juro baixo é bom ou ruim?

De uma forma bem genérica, quanto menores os juros, menos arriscada a economia. Os juros só podem cair em economias onde a inflação não é elevada e está sob controle, e onde o governo não está à beira da bancarrota.

Além disso, juros baixos tornam as dívidas mais baratas, o que é ótimo para quem toma crédito. Endividados podem renegociar os seus empréstimos e financiamentos, e o custo da dívida pública também cai. Esse aspecto incentiva a tomada de crédito para consumo e investimentos, estimulando a economia.

Agora, para quem empresta - como o investidor de renda fixa - realmente a rentabilidade pode não ser lá grande coisa. No Brasil, até a poupança paga menos quando os juros caem abaixo de um certo patamar, porque o retorno da caderneta passa a ficar atrelado à Selic. Por outro lado, como juros mais baixos estimulam a economia, surgem oportunidades em investimentos de mais risco.

Então, de uma maneira geral, juro baixo é bom. Tanto que as nações mais desenvolvidas do mundo têm taxas básicas de juros beeeem mais baixas que o Brasil. Mesmo com os nossos menores juros históricos, a gente ainda está longe das taxas do mundo rico. Afinal, o juro caiu pra estimular nossa economia deprimida, mas apesar da expectativa de retomada, os problemas fiscais continuam por aí. Em outras palavras, em se tratando de Brasil, juro baixo geralmente é coisa boa sim, mesmo que a nossa renda fixa tranquilinha fique menos rentável.

Mas juros baixos também podem significar que o desemprego está alto, e que a economia está em recessão, precisando de estímulo. Se o crescimento reagir conforme os juros vão caindo, ótimo! Os investimentos de mais risco também vão ter uma performance positiva. Mas se o marasmo econômico continuar, mau sinal! Tanto para os investidores quanto para a sociedade em geral.

Só que mais importante do que olhar o juro nominal é olhar o juro real, que é a diferença entre a taxa básica de juros e a inflação. Se a Selic está baixa, mas ainda é muito maior que a inflação, o estímulo à economia não é assim tão eficiente, porque ainda continua muito vantajoso aplicar na renda fixa. Por outro lado, juros reais elevados sinalizam que a inflação está relativamente baixa, então ainda tem espaço para a taxa básica cair mais.

Do ponto de vista do investidor, mesmo que o retorno da renda fixa tenha diminuído, se você ainda está ganhando bem acima da inflação, a vantagem continua grande. Porque o que realmente te deixa mais rico é essa diferença entre o seu ganho e a alta dos preços.

Se você gostou do vídeo, não se esqueça de se inscrever no nosso canal de YouTube. E pode deixar sugestões e dúvidas nos comentários.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Tesourada suave

Líder do Fed afirma que cortar juros em 50 pontos-base em julho seria “exagero”

James Bullard foi o único a votar por reduzir os juros em 25 pontos-base no encontro do Comitê Federal de Mercado Aberto na semana passada

Melou o cronograma?

Líder do PP diz que partido quer adiar votação da reforma da Previdência em comissão

Arthur Lira afirmou que partes do texto ainda precisam ser debatidas pelos deputados, como as questões das desconstitucionalização, Estados e BPC

Bateu o martelo

Cade aprova venda de fatia da Petrobras em Tartaruga Verde e Espadarte à Petronas

Decisão do conselho antitruste consta em despacho publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira

xi...

Mesmo com reforma, governo não retomará investimento por 4 anos, diz secretário do Tesouro

Mansueto Almeida ainda disse que o governo continuará com uma taxa de investimentos de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

mundo encantado

Herdeira da Disney defende a taxação de fortunas para salvar o ‘sonho americano’

Abigail Disney assinou uma carta com outros bilionários — entre eles George Soros — pedindo que os candidatos a Presidência dos EUA assumam compromisso de propor a taxação de grandes fortunas

Canetada

Bolsonaro vetará lista tríplice para nomes de agências reguladoras, diz porta-voz

Proposta aprovada no Congresso estabelece que a lista tríplice será elaborada por uma comissão de seleção, que terá sua composição e forma de atuar regulamentadas pelo próprio presidente da República

E-commerce na mira

Comércio eletrônico brasileiro tem nota abaixo do nível aceitável, mostra índice

Nota do Brasil no EQI 2019 sugere que faltam informações nas páginas de produtos nos sites de comércio eletrônico, que há dificuldades em integrar a experiência de compras online e offline e que o processo de cadastro de produtos é ineficiente

Câmbio

Liquidez seca e Banco Central oferta dólares no mercado à vista

Leilão de linha de US$ 1 bilhão foi anunciado e realizado no fim da manhã e buscou prover liquidez ao mercado em período de maior demanda por moeda à vista

Novo ranking

Brasil é 2º colocado em índice que avalia combate à corrupção em 8 países da América Latina

Dividindo-se por subcategorias, o Brasil lidera a referente à capacidade jurídica. País aparece em quinto lugar na que mede democracia e instituições políticas e em segundo na referente à sociedade civil, mídia e setor privado

Início da retomada industrial?

Índice de produção cresce em maio e atinge 50,9 pontos, diz CNI

Nível de utilização da capacidade instalada cresceu 1 ponto porcentual na comparação com abril e ficou em 67%. Apesar da alta, a CNI destaca que o porcentual ainda é baixo na comparação com anos de maior atividade industrial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements