Menu
2019-07-22T19:17:55+00:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Vish!

CVM suspende atuação irregular de empresa que tem Ronaldinho Gaúcho como garoto-propaganda

A empresa oferece produtos por meio de site, de eventos presenciais e de redes sociais como Facebook e Twitter

22 de julho de 2019
19:10 - atualizado às 19:17
shutterstock_114021415
Imagem: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou a suspensão de ofertas públicas a investidores brasileiros pela LBVL. Ltd.. A companhia ficou conhecida por ter como garoto-propaganda o jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho.

A empresa é acusada de captar clientes de forma irregular para realizar operações com derivativos e no mercado Forex (Foreign Exchange), que funciona como uma rede que transaciona moedas, por exemplo, uma operação de dólar contra euro. E que também pode negociar commodities, como ouro, soja, e índices como S&P500 etc.

A LBVL oferece produtos por meio de site, eventos presenciais e redes sociais como Facebook e Twitter.

Caso a determinação da CVM não seja cumprida, a LBVL estará sujeita à multa cominatória diária no valor de R$ 1 mil, sem prejuízo de responsabilidades pelas infrações já cometidas antes da publicação do alerta pela CVM.

Como se proteger?

Para não passar por problemas com empresas que possuem atuação irregular, o investidor deve ficar atento a alguns aspectos antes de investir, como:

  1. Teste as plataformas das corretoras ou distribuidoras antes de fazer qualquer investimento. Lembre-se de que você não paga para abrir conta ou realizar testes. Por isso, aproveite para verificar à vontade se a oferta e os serviços oferecidos estão em linha com o que você deseja;
  2. Analise os riscos antes de aplicar seu dinheiro. Faça uma checagem da empresa em questão e compreenda bem a oferta e o risco em questão. Busque sempre referências. E, se for o caso, entre em contato com a CVM para verificar se a companhia realmente existe e se a oferta está dentro da lei;
  3. Desconfie de ofertas mirabolantes que garantam retornos muito além dos que o mercado costuma oferecer. Busque entender o porquê da discrepância;
  4. Registre sempre todas as ordens que você fizer dentro das plataformas de investimento. Se tiver algum problema, o primeiro passo é entrar em contato com a ouvidoria da própria corretora, distribuidora ou agente autônomo. No caso de falha técnica, é fundamental que você possa comprovar o erro e o consequente prejuízo para acionar o Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos (MRP). Ele assegura a devolução de até R$ 120 mil por investidor;
  5.  Se depois de acionar o intermediário a situação não for resolvida, você pode entrar em contato com a B3 pelo telefone (11) 3272-7373 ou com o ombudsman de lá (que funciona como um mediador entre investidores e participantes e está disponível para atender consultas e queixas relacionadas à negociação, custódia e liquidação de operações feitas na Bolsa de Valores) pelo telefone 0800 770 0149. Depois de apresentar uma reclamação, você receberá um protocolo para acompanhar o processo. O prazo para resposta é de até 15 dias, mas poderá ser prorrogado por mais 15 dias quando necessário.
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

lista vip

BNDES divulga nomes de compradores de jatinhos da Embraer

Na última quinta, Bolsonaro disse que revelaria quem comprou jatinhos com recursos do banco estatal e fez referência ao apresentador Luciano Huck, que havia criticado o governo

Mais perdas

Ibovespa abre em queda de mais de 1%, pressionado pelo exterior, e volta aos 98 mil pontos

O Ibovespa tem mais um dia de desempenho negativo, ainda afetado pela maior aversão ao risco no exterior. O dólar à vista segue na faixa de R$ 4,06

tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

Dólar a R$ 4? Acostume-se…

Um conjunto de forças paralelas puxa as cotações das moedas do mundo para um lado e para o outro. São as taxas de juros, perspectivas de crescimento das diferentes nações, apetite das empresas por negócios internacionais, crises políticas em todos os cantos do mundo e até mesmo o Twitter de autoridades como Donald Trump. Com […]

dinheiro no caixa

B2W propõe aumento de capital de R$ 2,5 bi

Serão 64 milhões de novas ações ordinárias, ao preço de R$ 39; empresa quer acelerar o processo de transformação rumo a uma plataforma digital híbrida

subiu o tom

Maior acionista da Oi pede troca de presidente

Gestora de investimentos GoldenTree Asset Management manifestou preocupação com as finanças da operadora e pediu saída de Eurico Teles

crise no posto ipiranga

Lava Jato ignorou repasse de Guedes em denúncia contra empresa de fachada, diz jornal

Segundo a Folha de S. Paulo, força-tarefa detectou pagamento de R$ 561 mil, mas só acusou outras firmas

sem dinheiro

Receita pode parar sistema de CPF e restituição

Arrecadação de tributos, emissões de certidões negativas, controle aduaneiro e operações de comércio exterior também serão afetados, assim como o envio de cartas de cobrança aos devedores do fisco

de mudança

Governo confirma que Coaf vai para o BC via Medida Provisória

Segundo porta-voz, Coaf será uma “unidade de inteligência financeira” que não perderá o caráter colaborativo com outros órgãos e manterá o perfil de combate à corrupção.

olho na vale

CVM abre inquérito contra executivos da Vale por tragédia de Brumadinho

Investigação é sobre deveres dos executivos em relação a acionistas e investidores; rompimento da barragem matou 248 pessoas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements