Menu
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Bolsa e dólar hoje

Ibovespa fecha em alta; Vale também; dólar cai mais de 1%

A elevação do petróleo ajudou a Petrobras, que ajudou a Bolsa. Muitos investidores aproveitaram a queda no preço da Vale para comprar barato a ação

29 de janeiro de 2019
10:18 - atualizado às 19:10
Selo marca a cobertura de mercados do Seu Dinheiro para o fechamento da Bolsa
A entrada de dólares que fez a cotação baixar aconteceu por meio de investidores estrangeiros que aproveitaram preços de papéis em baixa - Imagem: Seu Dinheiro

A Bolsa de Valores de São Paulo encerrou o pregão desta terça-feira em alta de 0,20%, com 95.639 pontos - beneficiada pela alta do petróleo, e da Vale. Depois de perder mais de R$ 70 bilhões em valor de mercado (nunca uma empresa brasileira perdeu tanto em um único dia na Bolsa), o papel da mineradora, que havia despencado 25% na véspera, teve valorização hoje de 0,85% (depois de chegar, durante o dia, a mais de 5%).

O UBS conversou com investidores locais e estrangeiros sobre o que pensam em relação à Vale: alguns investidores de fora do Brasil acompanham a percepção dos locais, de que o momento é bom para comprar a ação da mineradora, após a grande queda de ontem. No entanto, entre os estrangeiros, existe também a impressão de que o fluxo de notícias vai piorar...

Dólares chegando

O dólar fechou com queda expressiva de 1,27%, cotado a R$ 3,71. É o menor valor em onze pregões.  Internacionalmente, a divisa americana perdeu valor diante da maioria dos países emergentes, principalmente os exportadores de commodities, como Brasil. A entrada de dólares que fez a cotação baixar aconteceu por meio de investidores estrangeiros que aproveitaram preços de papéis em baixa depois da sessão de ontem, quando o Ibovespa caiu mais de 2%, ajudou a provocar a queda da divisa.

Energia roubada

A bolsa brasileira vinha subindo bem pela manhã mas perdeu energia no período da tarde e diminuiu os ganhos depois de uma piora nas bolsas de Nova York, que bateram nas mínimas do dia. A perda de força das bolsas em NY veio a propósito de dados fracos da economia dos EUA. O índice de confiança do consumidor dos Estados Unidos caiu de 126,6 em dezembro (dado revisado) para 120,2 em janeiro - queda superior a estimada por analistas.

Minoritários

Os acionistas minoritários da Vale estudam entrar com ação contra a empresa e seus administradores no caso do rompimento da barragem em Brumadinho, a exemplo dos acionistas norte-americanos. Mas na avaliação do vice-presidente da Associação dos Investidores Minoritários (Aidmin), Aurélio Valporto, dificilmente terão a mesma sorte dos investidores estrangeiros. "Os Estados Unidos têm um arcabouço mais amplo para proteger os investidores, aqui o mercado de capitais é visto como um cassino, mas estamos sendo provocados pelos nossos associados a tomar um atitude", disse.

 

Ratings

A agência de classificação de risco Moody's colocou os ratings da Vale em revisão para eventual rebaixamento, refletindo as perdas financeiras após o rompimento da barragem em Brumadinho (MG). Ontem à noite, a Fitch rebaixou o rating da mineradora e advogados de investidores nos EUA informaram que moverão uma ação coletiva contra a companhia.

Brasa para a própria sardinha

O Bradesco BBI manteve a recomendação de compra do papel, embora tenha baixado em 25% o preço-alvo, para R$ 53,50, o que ainda implica numa valorização de 26% em relação ao fechamento de ontem. Mas lembre-se: o Bradesco BBI pertence ao Bradesco, que é um dos maiores acionista da Vale, por meio da holding Bradespar.

Capitalização na Eletrobras

As ações da Eletrobras lideram as altas do Ibovespa no dia, com a ON em alta de 6,79% depois que o secretário-geral de Privatizações do Ministério da Economia, Salim Mattar, disse que a intenção do governo em um primeiro momento capitalizar a Eletrobras e, em seguida, sair do controle.

Com US$ 1 bilhão em bonds a vencer no início do segundo semestre, a Eletrobras está buscando alternativas para a rolagem da dívida e outras captações, e vem identificando melhores oportunidades no mercado local do que no mercado externo. "Pelo que tenho visto, conseguimos fazer operações locais com custo e prazo melhores do que bonds. A captação no mercado local é mais vantajosa que no externo, e não é pouco, é muito", disse o presidente da companhia, Wilson Ferreira Junior em evento do Credito Suisse.

Petrobras e Venezuela

Seguindo a alta do petróleo, as ações da Petrobras avançaram 2,42% (PN) e 2.18% (ON). Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta, apoiados por sanções impostas pelos Estados Unidos contra a estatal de petróleo venezuelana PdVSA, em uma tentativa de fortalecer o líder opositor e autointitulado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó. Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para entrega em março chegou ao fim do dia cotado a US$ 53,31por barril, em alta de 2,54%. Já na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do Brent para abril, que passou a ser o contrato mais líquido, subiu 2,32%, para US$ 61,20.

Lojas abertas

A expectativa de juros mais baixos refletiu no preço das ações das varejistas. Entre as maiores altas do Ibovespa hoje estão Magazine Luiza ON, com elevação de 6,75% e Via Varejo ON, com 5,61%. "Todas as empresas do setor estão em um movimento de alta neste mês por conta da melhora da expectativa de retomada da demanda interna e do emprego, por exemplo. As varejistas voltadas a classe C ganham novamente valor", diz Álvaro Frasson, economista da Necton Corretora.

Drogas

Após fechar entre as maiores altas do Ibovespa, ontem, os papéis ON da Raia Drogasil passaram por realização nesta terça-feira e fecharam com queda de 2,96%. As ações foram beneficiadas ontem pela mudança de posicionamento por parte dos investidores. A queda de 18% nas importações da China em dezembro fez com que os investidores vendessem ações de produtoras de commodities, e se concentrassem mais em papéis de empresas voltadas para a demanda doméstica.

Estrada fora

As ações da CCR subiram 6,61% depois que a empresa declarou que não faz parte da denúncia feita pelo Ministério Público Federal, no âmbito da força-tarefa Lava Jato. Ontem, a força-tarefa denunciou o ex-governador Beto Richa (PSDB), preso na sexta-feira, 25, por supostos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa relacionados a propinas de R$ 35 milhões de concessionárias de rodovias contratadas pelo Paraná.

Sabesp

As ações ON da Sabesp valorizaram 1,39% se beneficiando do fluxo de notícias sobre privatização. O secretário-geral de privatizações, Salim Mattar, disse hoje pela manhã que a meta é superar "em 25% a 50%" o montante que o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em Davos que pretende arrecadar com as vendas de estatais, US$ 20 bilhões.

MRV e BNDESPar

As ações da MRV ficaram entre as principais quedas do Ibovespa , com 2,55% de queda. O fundador e presidente da MRV, Rubens Menin, afirmou que não vê impedimentos para que a BNDESPar venda sua participação acionária na empresa. O questionamento veio depois que o secretário-geral de Privatizações do Ministério da Economia, Salim Mattar, disse que o novo governo pretende acabar com a BNDESPar, a empresa de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), vendendo todos os seus ativos.
“Mas acho prematuro dizer que a queda das ações ocorre por conta disso. Ontem, a MRV estava subindo. Atribuo a alta a uma realização”, disse um operador.

 *Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

A Bula do Mercado

Feriado hoje, Previdência amanhã

Feriado em alguns países hoje mantém a liquidez reduzida no mercado financeiro, ampliando espera local pela retomada da sessão na CCJ amanhã

Poder

Congresso impõe agenda própria a Bolsonaro

Já são seis as iniciativas traçadas pelo Congresso para garantir maior influência e poder político após o abandono do presidencialismo de coalizão

Aviação

Segundo NYT, outro jato da Boeing pode ter problemas de segurança: o 787 Dreamliner

Segundo reportagem do New York Times, na fábrica do 787 na Carolina do Sul são comuns os casos de resíduos metálicos e ferramentas esquecidos dentro de aeronaves, além de peças defeituosas instaladas; até chiclete segurando o acabamento de uma porta já foi encontrado

O LEMA DE SÃO TOMÉ

Por que os gringos estão com o pé atrás em relação ao Brasil e à bolsa?

Apesar de o Ibovespa acumular alta em 2019, o fluxo de recursos estrangeiros para a bolsa no mercado à vista está negativo. Com a reforma da Previdência avançando aos trancos e barrancos, os gringos estão como São Tomé: só acreditam vendo

Transparência

Guedes defende mesma transparência do Copom para política de preços da Petrobras

Em entrevista, ministro voltou a defender que a estatal é livre para definir os preços

Petróleo

ANP nega mais prazo à Petrobras; campos terrestres irão para oferta permanente

Agência reguladora negou mais prazo para a estatal apresentar um plano de desativação de campos terrestres que não estão em produção há mais de seis meses

BOMBOU NA SEMANA

MAIS LIDAS: Siga o dinheiro

A vida dos milionários costuma fascinar as pessoas que ainda não chegaram e talvez nunca cheguem lá. Esse é o tipo de tema que costuma despertar as paixões humanas: admiração, inveja, raiva ou simplesmente a questão aspiracional. Quem não nasceu em uma família endinheirada certamente já pensou em como seria a sua vida se fosse […]

Atualização

Avianca cancela mais de 1.300 voos até dia 28

Guarulhos, Brasília e Galeão são os aeroportos mais prejudicados pelos cancelamentos. Já Congonhas e Santos Dumont parecem ter sido poupados

Piora nas contas

Déficit estrutural do setor público chega a 0,7% do PIB em 2018

Devido à deterioração das contas dos Estados e municípios, movimento de melhora das contas públicas pelo resultado oficial não aconteceu no estrutural, que apresentou piora no ano passado

Preço do diesel

Em áudio, Onyx diz que governo deu uma ‘trava na Petrobras’

Ministro da Casa Civil diz que os caminhoneiros podem ficar sossegados que o governo tem trabalhado para resolver o problema deles

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu