Menu
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Bolsa e dólar hoje

Ibovespa fecha em baixa de 0,20% com realizações

A Bolsa de Valores de São Paulo trabalhou o dia todo predominantemente no negativo, com muita gente realizando lucros

12 de março de 2019
10:24 - atualizado às 18:04
O dólar teve a terceira queda consecutiva - Imagem: Seu Dinheiro

Os investidores tiraram o dia para vender suas ações a um bom preço, depois da alta de ontem, quando alguns papéis subiram mais de 4%. Desta maneira, a Bolsa de Valores de São Paulo trabalhou o dia todo predominantemente no negativo. No final do pregão, o Ibovespa fechou com queda de 0,20%, a 97.828 pontos. O dólar teve a terceira queda consecutiva e encerrou a jornada em baixa de 0,68%  a R$ 3,81. O enfraquecimento da moeda no exterior ajudou.

PIB menor

O Bank of America Merrill Lynch diminuiu de novo a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2019 de 3% para 2,4%. Há duas semanas a estimativa inicial foi cortada de de 3,5% para 3% para este ano. O banco francês BNP Paribas fez o mesmo: cortou a projeção de 3% para 2%.

Bate e volta

Muitos investidores se dedicaram a vender ações que estavam em alta ontem e, assim, encher os bolso. As ações da Eletrobras não escaparam desse movimento, assim como muitos outro grandes peixes da B3. A Eletrobras, por exemplo, teve alta de 5,52% (PNB) e 2,79% (ON) ontem. Hoje, caíram 1,87% (PNB) e 1,36% (ON). No bloco financeiro, Itaú Unibanco foi a mais negociada de ontem, com alta de 3,27%. Hoje, chegou a cair 0,68%, mas fechou em alta de 0,22%. Bradesco foi a maior elevação do bloco financeiro, com 4,06% na segunda-feira. Neste pregão, caiu 1,03% mas se recuperou e fechou em alta de 0,29%. O mesmo aconteceu com Petrobras, que ontem disparou 5,66% (ON) e 4,05% (PN). Nesta terça, caiu 1,66 (ON) e 0,90% (PN). As ações ON de CSN que fecharam no pregão anterior em alta de 5,81%, hoje ficaram no time das perdedoras, com 2,68% negativo.

"Beef" americano

As ações ordinárias de Marfrig foram as que mais subiram hoje, com valorização de 6,39% depois que a empresa anunciou ontem à noite que comprou a  Iowa Premium, nos Estados Unidos. A aquisição foi feita em conjunto com a Jefferies Financial Group, a U.S. Premium Beef, a TMK Holdings, e a NBPCo Holdings. O valor total da operação foi de US$ 150 milhões (enterprise value), com pagamento de US$ 76,5 milhões pela Marfrig. O saldo remanescente (US$ 73,5 milhões) será proporcionalmente pago pelos demais sócios.

Eletrizadas

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs hoje que a taxa mínima de retorno para empresas de geração e transmissão do setor elétrico seja de 7,11% em 2019. O valor para 2019 seria retroativo e corresponderia a 7,32%. Para os anos seguintes, o percentual será atualizado conforme os parâmetros a serem definidos pela Aneel. Com isso, as ações das empresas de energia sobem. Os papéis ON da Engie Brasil subiraem 2,29%. A Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep) ON, teve avanço de 1,33%, Equatorial ON, alta de 1,34%, e Taesa Unit, ganho de 1,29%.

Previsões

Um relatório do Itaú BBA falando sobre a possibilidade de privatização da Sabesp animou os investidores. O banco prevê que o preço do papel pode chegar a R$ 115 ou R$ 120. Atualmente, custa R$ 40,90 (fechamento de ontem). Bastou essa esperança de lucro para que as acoes subissem no pregão de hoje 4,38%.

Hypera Pharma

O Morgan Stanley retomou a cobertura das ações ON da Hypera, que se destacaram entre as maiores altas do Ibovespa. Com recomendação overweight (acima da média do mercado) e preço-alvo de R$ 33, há um potencial de alta de 25% em relação ao fechamento de ontem (R$ 26,43). Em reação, as ações ON da Hypera subiram 2,53%.

Informação privilegiada ou confusão?

As ações da CVC vinham caindo pelo menos desde o dia 6 de março. Hoje, caíram 1,29%. O noticiário pode explicar, em parte, porque esta baixa vinha ocorrendo. O empresário Guilherme Jesus Paulus, presidente e fundador do Grupo CVC Turismo, fez acordo para delação premiada.

Suas revelações levaram a Polícia Federal e a Procuradoria da República a deflagrar a Operação Checkout, ou seja, a terceira fase da investigação Descarte. A PF aponta propina de R$ 39 milhões do grupo para cancelar autuação de R$ 161 milhões da Receita no âmbito do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Paulus procurou espontaneamente a PF e o Ministério Público Federal para fechar a colaboração.

O problema é que a CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A, com capital aberto listada no Novo Mercado, disse em nota que a empresa mencionada nas investigações da operação Check Out não é ela. Mas sim a “Operadora e Agência de Viagens TUR”, antigamente denominada “Operadora e Agência de Viagens CVC TUR” e citada nas investigações como “CVC Turismo”.

Segundo a nota, a empresa envolvida "não tem qualquer relação com a Companhia e que nenhuma das pessoas citadas, incluindo o Sr. Guilherme Paulus, possuem cargos executivos ou na administração da CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A."

Questionada, porém, A CVC Brasil não explicou se Paulus foi fundador apenas da CVC Turismo, se as companhias algum dia operaram juntas e como duas empresas do mesmo ramo e no mesmo mercado podem operar com o mesmo nome.

Dor de cotovelo no varejo

O Mercado Livre anunciou hoje que pretende oferecer cerca de US$ 1 bilhão em ações ordinárias. Além disso, o Mercado Livre fez um acordo com o PayPal, que se comprometeu a fazer um investimento estratégico de US$ 750 milhões, por meio da compra de ações ordinárias. A Dragoneer Investment Group concordou em comprar US$ 100 milhões em ações preferenciais perpétuas conversíveis da Série A. Com isso as outras varejistas sentiram a dor de cotovelo de ficar para trás e suas ações se destacam entre as maiores quedas. As ações ON de B2W tiveram baixa de 5,11% - a maior do dia, seguidas das PN de Lojas Americanas, com queda de 2,37%. Os papéis ordinários de Magazine Luiza recuaram 2,04% e Lojas Renner ON caíram 1,05%.

Farinha

As ações ordinárias da M. Dias Branco recuaram 3,44% depois da divulgação de um balanço que não agradou. A principal razão para o desempenho ruim foi o custo do trigo de R$ 978/tonelada. O preço do trigo subiu de forma intensa em dólares a partir de maio de 2018, segundo a empresa. No primeiro trimestre, estava abaixo de US$ 190 a tonelada mas em maio passou de US$ 200, permanecendo neste nível no segundo trimestre de 2018 e com forte desvalorização do real em setembro.

Burger King

As gestoras Vinci Partners e Capital Group, além da Temasek, empresa de investimentos do governo de Cingapura, venderão parte de suas ações da rede de fast food em uma oferta na B3 que pode movimentar pelo menos R$ 800 milhões, com base no fechamento de ontem. O anúncio fez os papéis do Burger King (BKBR3) registrarem uma forte queda de 5,08%.

Boeing em NY

Pelo menos 17 companhias aéreas de dez países já disseram que estão suspendendo os voos com o Boeing 737 MAX 8, depois que uma aeronave desse modelo da Ethiopian Airlines caiu seis minutos depois de decolar da capital etíope, Adis Abeba, matando 157 pessoas no domingo. Outro acidente com o avião do mesmo modelo da Lion Air, na Indonésia, em 29 de outubro de 2018, matou 189 pessoas. As causas do acidente ainda são investigadas. Os dois, porém, caíram com o bico da nave apontando para o chão. Com isso, as ações da fabricante de aviões tombaram 6,11% em Nova York, puxando o Índice Dow Jones para baixo, fechado em 0,38% negativo.

 

 *Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Conteúdo patrocinado por Startse

Bitcoin é furada? O que “eles” viram que você ainda não viu?

Enquanto cresce o número de pessoas com medo das criptomoedas, cresce também o número de pessoas e empresas que aprenderam “um novo jeito” de ficar rico com elas.

Tudo sob controle

Líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann minimiza crise com Rodrigo Maia

Deputada afirmou que o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, está dedicado a “sanar os ruídos”

Seu Dinheiro na sua noite

Está na hora do banho, não de lavar as mãos

Ibovespa terminou a semana em forte queda no dia em que Brasília pegou fogo com a briga entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o governo

Nova pérola do ministro

Guedes, a jornalistas: “não posso falar hoje, parece que o pau está comendo”

Ministro da Economia participou da cerimônia de posse da nova líder da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Solange Paiva Vieira

Empurrando as datas

CCJ da Câmara só anunciará relator da Previdência depois de audiência com Guedes

Audiência do ministro da Economia na comissão está marcada para a terça-feira, 26, às 14h

dia 81

Me dê motivo, para ir embora…

Do Chile, presidente vê Rodrigo Maia deixar articulação pela reforma

Traz o extintor!

Aliados de Bolsonaro tentam apaziguar a guerra entre Rodrigo Maia e o governo

Mourão, Flávio Bolsonaro e Joice Hasselmann fizeram afagos ao presidente da Câmara depois que ele ameaçou sair da articulação pela Previdência

Mais uma compra?

Natura confirma: está em conversas com a Avon

Uma nova gigante do setor de cosméticos pode estar a caminho: a Natura e a Avon estão em negociações

Conta digital

Os bancões que se cuidem! NuConta do Nubank atinge marca de 4 milhões de clientes

Número do Nubank representa mais de 10% do total de correntistas ativos no Itaú, o maior banco privado do país

Rede dividida

Reforma da Previdência cria “guerra” de hashtags no twitter

Em São Paulo, paralisação de cobradores e motoristas atingiu mais de um milhão de pessoas na manhã desta sexta-feira. Um protesto está marcado para acontecer às 17 horas

Tretas do governo

Bola da vez: Maia diz que a responsabilidade de conquistar votos agora será de Jair Bolsonaro

“O papel de articulação do executivo com o parlamento nunca foi e nunca será do presidente da Câmara”, destacou o presidente da Câmara. As informações são do jornal “Folha de S.Paulo”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu