Menu
2019-06-11T15:21:41+00:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Bancos

Bradesco diz que crédito segue de lado com economia fraca, mas mantém projeções para o ano

A estratégia do Bradesco para manter expectativa de avanço de 8% a 13% no ano é dar foco em linhas com mais probabilidade de crescimento, todas elas voltadas para pessoas físicas

11 de junho de 2019
15:19 - atualizado às 15:21
Octavio de Lazari, presidente do Bradesco
Octavio de Lazari, presidente do Bradesco - Imagem: Divulgação CIAB

Com o ritmo fraco da economia, não tem jeito: a concessão de crédito pelos bancos vai continuar devagar. A afirmação é do presidente do Bradesco, Octavio de Lazari.

"Se o país não cresce e o emprego não se recupera, a tendência do crédito é andar de lado", disse Lazari, em entrevista depois de participar do Ciab, evento de tecnologia bancária promovido pela Febraban.

A declaração pode preocupar à primeira vista porque é justamente da expansão na concessão de financiamentos que os bancos devem tirar uma parte relevante de seus lucros neste ano, ainda mais em um contexto de juros baixos. Então, se você é acionista ou pensa em comprar ações dos bancos, precisa seguir de perto o que acontece com o crédito no país.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A expectativa de um resultado pior do que o esperado para os bancos em meio ao desempenho fraco da economia levou o Goldman Sachs a recomendar a venda das ações do Itaú Unibanco (ITUB4) e Bradesco (BBDC4). A indicação para os papéis das demais instituições é neutra.

Mas o presidente do Bradesco disse que, apesar da redução das projeções para o PIB, o banco mantém a estimativa de crescimento para a carteira de crédito banco neste ano, que varia de 9% a 13%.

A estratégia do banco é dar foco em linhas com mais probabilidade de crescimento, como o crédito imobiliário, consignado, pessoal e veículos, todas elas voltadas para pessoas físicas.

O que poderia mudar esse jogo e trazer alguma recuperação para o crédito ainda neste ano seria a reforma da Previdência, caso a aprovação saia até o começo de agosto.

"Nesse caso, a gente ainda pega um pouco de crescimento no último trimestre do ano, o que já é uma boa notícia", disse Lazari.

No pregão de hoje, as ações preferenciais do Bradesco eram negociadas em alta de 0,08% por volta das 14h50. Confira também nossa cobertura completa de mercados.

Imposto mais alto?

Questionado sobre um possível aumento na alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) dos bancos, que está em discussão no Congresso, o presidente do Bradesco disse que o setor vai pedir a manutenção da alíquota nos atuais 15%.

A notícia sobre o possível aumento na CSLL pesou sobre as ações dos bancos ontem na B3. Lazari mostrou, contudo, certa resignação com a possibilidade de o legislativo aprovar a alta do tributo para 20%, percentual que vigorou entre 2015 e 2018.

"Se voltar para 20% não tem problema. Nós vamos cumprir, faz parte da nossa vida", afirmou aos jornalistas.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Seu dinheiro no domingo

O mercado sempre oscila entre o cenário perfeito e o desesperador. Saber onde estamos é o segredo para ganhar dinheiro

Se a percepção prevalente no mercado é de que as coisas só podem melhorar, o investidor deve encarar isso com cautela

DIÁLOGO CORDIAL

Presidente do BNDES conversou com ministro da Economia sobre demissão

Levy entregou seu pedido de demissão do cargo ao ministro após ser alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro neste sábado (15)

TCHAU

Presidente do BNDES confirma pedido de demissão após declarações de Bolsonaro

Levy foi alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro no sábado (15), em função da nomeação do advogado Marcos Barbosa Pinto para o cargo de diretor

REDUÇÃO DE DANOS

Nada impede que a capitalização seja aprovada no 2º semestre, diz Maia no Twitter

O presidente da Câmara defendeu que a questão pode até ficar de fora do primeiro texto da reforma, mas destacou propostas já em andamento na área

CABEÇA A PRÊMIO

Gustavo Franco e Salim Mattar são cotados para substituir Levy

A avaliação é a de que a permanência do atual presidente do BNDES tornou-se insustentável depois da bronca em público do presidente

OS 10 MAIS RICOS DO MUNDO

Larry Page, o bilionário que criou o Google, ama carros voadores e tem o salário de US$ 1

O Seu Dinheiro estreia hoje (16) um série com a história dos 10 homens mais ricos do mundo. Quem são? Como vivem? Como ficaram bilionários? E que lições você pode aprender com eles? Começamos a contagem regressiva de fortunas (haja dedo) com Larry Page, o décimo homem mais rico do mundo, e todo domingo traremos uma história nova.

O CLIMA ESQUENTOU

Bolsonaro ameaça demitir Levy por nomeação de diretor que trabalhou no governo PT

Na sexta-feira, 14, durante café da manhã com jornalista, Bolsonaro demitiu o presidente dos Correios, general Juarez Cunha

RALI

Nada de Bitcoin: criptomoeda que valorizou 330% em 2019 tem outro nome

Segundo analistas, há pelo menos duas razões claras para o movimento de alta do Litecoin. Entenda o que está causando esse fenômeno

ENTREVISTA

“Não vou impor uma solução e destruir a reforma”, diz Samuel Moreira

Relator da proposta conta ter abdicado inclusive de convicções próprias em favor da construção de um texto com apoio suficiente das lideranças

NOS TRILHOS

Rumo avaliará participar de Fiol e Ferrogrão

Ferrovias estão entre os mais importantes projetos ferroviários para o escoamento de commodities, como grãos e minério de ferro, do Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements