O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-12T17:24:27-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Governança corporativa

Infracommerce (IFCM3) desaba na B3 depois de propor novo plano de remuneração em ações para executivos; empresa tenta se explicar

Com o novo plano, proposto menos de um ano depois da oferta pública inicial de ações (IPO), os acionistas da Infracommerce podem ser diluídos em até 13%

12 de abril de 2022
10:25 - atualizado às 17:24
Centro de Distribuição da Infracommerce (IFCM3) em Extrema, em Minas Gerais
Centro de Distribuição da Infracommerce (IFCM3) em Extrema, em Minas Gerais. - Imagem: Infracommerce/Rafael Bernardo

As ações da Infracommerce (IFCM3) acumulam uma queda de quase 30% na B3 depois do anúncio de um novo plano de remuneração em ações (stock options) para os principais executivos que está dando o que falar.

Com o novo plano, proposto menos de um ano depois da oferta pública inicial de ações (IPO), os acionistas da Infracommerce podem ser diluídos em até 13%, segundo os analistas do BTG Pactual.

O cálculo inclui as ações que ainda não foram emitidas do programa anterior, aprovado antes da companhia que presta serviços para varejistas que desejam vender seus produtos pela internet chegar à bolsa.

Entenda o caso

A Infracommerce estreou na bolsa em maio do ano passado, quando captou R$ 870 milhões dos novos sócios. Mas chegou ao mercado "grávida" do programa de incentivo aos executivos.

Os planos de stock options são comuns no mercado e, se bem usados, são uma maneira de remunerar os interesses dos principais executivos com os dos acionistas das empresas.

O problema no caso da Infracommerce é que o programa feito antes do IPO foi, no mínimo, bem generoso. Na ocasião, os executivos receberam o direito de comprar ações da companhia por preços que variam de R$ 0,43 a R$ 1,44. Ou seja, por um valor muito abaixo dos R$ 16 por ação do IPO.

Até o momento, a Infracommerce já emitiu mais de 16 milhões de ações dentro desse primeiro plano de stock options. E a conta para os acionistas ainda não terminou, já que ainda existem 20,9 milhões de papéis que podem ser emitidos dentro das condições do programa de stock options original.

O novo plano da Infracommerce

Não bastasse o peso do programa atual, a Infracommerce decidiu propor um novo plano de remuneração em ações para os executivos.

A empresa diz que o novo plano tem como objetivo atrair e reter os talentos do mercado e das seis últimas aquisições realizadas.

“A companhia entende que a criação de um novo plano de Stock Options, com os critérios de mercado e alinhamento mencionados acima, é fundamental para que continue na trajetória de crescimento robusto em um mercado competitivo por talentos”, afirmou a Infracommerce, em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A Infracommerce poderá emitir até 15,7 milhões de novas ações aos executivos nos próximos quatro anos pelo novo programa, o que corresponde a 5% do capital.

O conselho de administração vai definir o preço por ação das opções, com base na média das cotações na B3 e um desconto que pode chegar a até 20%.

“Embora o novo plano esteja alinhado com as práticas de outras empresas, os investidores ficaram surpresos ao ver outro programa de stock options anunciado menos de um ano após o IPO da empresa”, escreveram os analistas do BTG, em relatório.

Vale lembrar que a proposta precisa do aval dos acionistas, em assembleia marcada para o dia 28 de abril.

As ações da Infracommerce ensaiam uma recuperação após os esclarecimentos da empresa. Por volta das 10h15 desta terça-feira, os papéis IFCM3 subiam 0,39%, cotados a R$ 10,26. Mas os ganhos não duraram e as ações da empresa fecharam o dia em queda de 6,85%, a R$ 9,52.

Leia também:

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Carreira

Alunos da USP têm prioridade no mercado de trabalho? Nem sempre os ‘selecionados’ da Fuvest vão ‘roubar’ seu emprego

A universidade faz tanta diferença na sua carreira? Nós respondemos essa pergunta sobre como a USP influencia sua empregabilidade

TRILHA DO UNICÓRNIO

Aplicativo de conta em dólar, Nomad recebe aporte de R$ 160 milhões e já é avaliado em mais R$ 1 bilhão

Nessa segundo rodada de captação, a Nomad, fintech de serviços financeiros em dólar, espera atingir 1 milhão de clientes até o fim do ano

FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar recua 0,12% e vale R$ 5,05. Euro sobe e é negociado a R$ 5,27. Confira o que movimentou o câmbio nesta segunda-feira

A segunda-feira ficou marcada por dados que apontam para uma desaceleração na economia chinesa

FECHAMENTO DO DIA

Derrotado: S&P 500 perde a luta e fecha o dia na lona; veja o comportamento das bolsas lá fora

Os três principais índices de Wall Street vieram de uma semana difícil, já que as preocupações com a desaceleração econômica dos EUA, um Federal Reserve mais agressivo e a inflação mais alta afetaram a confiança dos investidores

Criptomoedas no chinelo: bitcoin pode ir a US$ 20 mil e Ethereum a US$ 1,3 mil; entenda o motivo e se é uma boa investir agora

Bitcoin hoje derrete e cotação do ethereum também rompe barreira psicológica; situação tende a piorar, mas há salvação no olhar de analistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies