⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-08-11T07:52:38-03:00
Ricardo Gozzi
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais tentam sustentar rali da véspera enquanto Ibovespa acompanha balanços de hoje

A participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em eventos hoje também é destaque

11 de agosto de 2022
7:44 - atualizado às 7:52
Rali das bolsas internacionais, Ibovespa tenta sustentar alta; Ibovespa acompanha balanços
Confira o que movimenta as bolsas, o dólar e o Ibovespa esta semana. - Imagem: Shutterstock

O difícil não é chegar ao topo, mas permanecer lá em cima. Essa afirmação certamente consta de algum manual de autoajuda. Mas hoje, ela é válida para o Ibovespa: o principal índice da bolsa brasileira retomou na véspera a marca dos 110 mil pontos.

A desaceleração da inflação nos Estados Unidos foi o combustível que permitiu ao Ibovespa renovar os melhores níveis em mais de dois meses. Dessa forma, o mercado financeiro local acumula alta de 3,5% na semana e os investidores agora avaliam se há espaço para manter a recuperação iniciada no fim de julho e, quem sabe, revisitar num futuro próximo os recordes de pouco mais de um ano atrás.

No que depender das bolsas estrangeiras na manhã de hoje, os sinais para o dia são mistos. Os principais mercados de ações da Europa abriram em leve queda, enquanto os futuros de Wall Street sinalizam abertura em leve alta.

Lá fora, os investidores buscam recalibrar as expectativas em relação aos próximos passos do Federal Reserve (Fed, a autoridade monetária norte-americana) e do Banco Central Europeu (BCE).

Os participantes do mercado preparam-se hoje para o PPI, como é conhecido o índice de preços ao produtor nos Estados Unidos.

Até aqui, analistas consideram que a desaceleração da alta dos preços nos Estados Unidos — acompanhada da melhora do mercado de trabalho — abre espaço para uma postura menos agressiva do Fed para conter a inflação, Os investidores esperam que o ajuste de posicionamento leve em conta os temores de uma recessão.

Confira o que movimenta as bolsas, o dólar e o Ibovespa nesta quinta-feira (11):

Bolsa local acompanha balanços

Os investidores também seguem de olho na safra de balanços corporativos. Por aqui, o mercado deve repercutir o resultado trimestral do Banco do Brasil. A instituição financeira estatal cumpriu a promessa de se equiparar aos bancos privados em rentabilidade.

Com isso, o Banco do Brasil reportou lucro de R$ 7,8 bilhões, um salto de 54,8% em relação ao segundo trimestre de 2021, e viu a rentabilidade sobre patrimônio líquido superar a do Bradesco.

Ao mesmo tempo, dezenas de balanços estão previstos para depois do fechamento hoje, o que pode levar a ajustes de posições nesses ativos. Confira o calendário de balanços completo e os resultados do dia mais abaixo.

Suspensão de assembleia da Petrobras

No lado negativo, os participantes do mercado monitoram o pedido de suspensão da assembleia extraordinária dos acionistas da Petrobras convocada para a semana que vem.

Acionistas minoritários questionam a insistência da União em manter as nomeações de Jônathas Castro e Ricardo Soriano ao conselho de administração.

Ambos tiveram as indicações rejeitadas pelo Comitê de Elegibilidade da Petrobras por conflito de interesses, mas o Ministério das Minas e Energia recusou-se a retirar as nomeações.

Outros destaques para o Ibovespa hoje: é contigo, Paulo Guedes

Por fim, a bolsa local fica de olho na participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, em três eventos ao longo do dia. O chefe da pasta deve tentar estreitar relações com economistas, países e representantes do setor financeiro ao longo dos próximos meses para dar o tom de confiança ao país. 

Ainda hoje, Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, participa do terceiro e último dia da Febraban Tech.

Adeus do urso? Bolsas no exterior saem do bear market

Os índices de Nova York aproveitaram o rali de ontem após a divulgação dos dados de inflação para desafogar — ainda que um pouco — os investidores submersos no bear market (“mercado de urso”, momento de baixa). 

O bear market é definido como uma queda superior a 20% desde as máximas mais recentes dos índices. Tanto o Nasdaq quanto o Dow Jones superaram a linha do urso — ainda que as quedas estejam por volta dos 19%.

O que esperar agora?

Os investidores devem manter um viés positivo no pregão desta quinta-feira, tendo em vista que o medo de um Fed mais agressivo tenha sido dissipado por ora.

Isso porque o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, já afirmou que o BC americano toma a decisão dos juros munidos de dados da economia a cada reunião. Em outras palavras, com o arrefecimento da inflação, os EUA devem rever sua política de alta nas taxas para uma versão menos agressiva (“dovish”, no jargão do mercado).

Bolsa hoje: agenda do dia

  • IBGE: Pesquisa mensal de serviços em junho (9h)
  • Estados Unidos: PPI e Núcleo do PPI (9h30)
  • Estados Unidos:Pedidos de auxílio-desemprego (9h30)
  • Ministério da Economia: Ministro da Economia, Paulo Guedes, realiza reunião de diretoria da Câmara Brasil-Alemanha (11h)
  • Ministério da Economia: Ministro da Economia, Paulo Guedes, tem reunião no Bank of America (13h)
  • Ministério da Economia: Ministro da Economia, Paulo Guedes, tem reunião com economistas (15h30)
  • Banco Central: Presidente do BC, Roberto Campos Neto, faz apresentação no encerramento da Febraban Tech (18h)

Balanços do dia

Antes da abertura: 

  • Lufthansa (Alemanha)
  • Glencore (Reino Unido)
  •  Restaurant Brands International (EUA)
  • Conoco Phillips (EUA)
  • Bombardier (Canadá)

Após o fechamento:

  • Telecom Italia (Itália)
  • 3Tentos (Brasil)
  • Aeris Energy (Brasil)
  • Americanas SA (Brasil)
  • Arezzo (Brasil)
  • Auren, antiga Cesp (Brasil)
  • Azul (Brasil)
  • B3 (Brasil)
  • BRMalls (Brasil)
  • CCR (Brasil)
  • Cogna (Brasil)
  • CPFL Energia (Brasil)
  • Cyrela (Brasil)
  • Enauta (Brasil)
  • Energisa (Brasil)
  • Eneva (Brasil)
  • Grupo Soma (Brasil)
  • JBD (Brasil)
  • JHSF (Brasil)
  • Light (Brasil)
  • Localiza / Unidas (Brasil)
  • Locaweb (Brasil)
  • Magazine Luiza (Brasil)
  • Marfrig (Brasil)
  • Marisa (Brasil)
  • Natura (Brasil)
  • Oi (Brasil)
  • Qualicorp (Brasil)
  • Raízen (Brasil)
  • Rumo (Brasil)
  • Tecnisa (Brasil)
  • Via (Brasil)

Sem horário definido:

  • BR Properties (Brasil)
  • Bradespar (Brasil)
  • EzTec (Brasil)
  • Hapvida (Brasil)
  • Sabesp (Brasil)

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

ATENÇÃO, ELEITORES

Quem não comparecer à votação poderá perder vários direitos — veja como justificar a ausência nas Eleições 2022

1 de outubro de 2022 - 15:00

A Justiça Eleitoral pode suspender alguns direitos civis de quem não votar e deixar de explicar porque faltou com seu dever cívico

ELEIÇÕES 2022

Celular vetado, colinha, acompanhante e mais: saiba o que é permitido ou proibido no momento da votação

1 de outubro de 2022 - 14:07

Às vésperas do pleito porém, muitos cidadãos ainda têm dúvidas sobre as regras, além de quais documentos levar e a ordem da votação

FOTOGRAFIA FINAL

Ipespe: Lula (PT) segue estável e Bolsonaro (PL) oscila dois pontos — saiba o que a pesquisa traz de novo na véspera da eleição

1 de outubro de 2022 - 13:32

A última pesquisa Ipespe antes do primeiro turno das eleições presidenciais, aponta que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com 46% dos votos válidos contra 33% de Bolsonaro

APESAR DAS DIVERGÊNCIAS

“Efeito Meirelles” nas eleições? Saiba por que o ex-presidente do BC declara voto em Lula (PT)

1 de outubro de 2022 - 12:25

O economista defende que o eventual governo do petista poderia “recuperar a economia”, além da responsabilidade fiscal nas contas públicas

VERSÃO DIGITAL

e-Título: Prazo para baixar o título digital termina neste sábado (1); saiba como usar o aplicativo na hora de votar

1 de outubro de 2022 - 11:27

O título de eleitor digital pode ser baixado nas lojas de aplicativos do celular até as 23h59 e pode ser apresentado como documento oficial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies