Menu
2021-04-26T16:06:01-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
disputa no varejo

Via Varejo planeja abrir 120 lojas e anuncia fundo de R$ 200 milhões para investir em startups

Holding, que mudou de nome, planeja “megaloja” em São Paulo; empresa também vê avanço de plataforma financeira, com carteira de R$ 6,4 bilhões no crediário

26 de abril de 2021
15:43 - atualizado às 16:06
VIA (1)
Imagem: Divulgação / Via VArejo

A Via, nova identidade da marca Via Varejo, a dona da Casas Bahia, vai abrir uma "megaloja" na cidade de São Paulo - com 18 mil metros quadrados - e outras 120 lojas no restante do país neste ano, em um momento em que as empresas brigam pelo cliente online.

Segundo o vice-presidente de Inovação Digital e Recursos Humanos, Helisson Lemos, em evento para investidores nesta segunda-feira (26), as lojas estão preparadas para venda de produtos próprios e de terceiros, com integração entre atendimento presencial e digital.

A Via também anunciou um fundo de R$ 200 milhões para investir em startups (chamado de Corporate Venture Capital). A holding pretende usar os recursos em até cinco anos. No ano passado, a companhia virou sócia do ‘hub’ de inovação Distrito e passou a ter contato com ao menos 300 startups.

Durante o evento desta segunda, Lemos lembrou que a empresa criou o Via Hub, com foco em soluções para crediário, logística, omnicanalidade, sortimento de produtos próprios e marcas. "Nosso objetivo e desenvolver um haras de unicórnios [startups avaliadas em pelo menos US$ 1 bilhão]", disse.

No domingo (25), a Via anunciou a aquisição da fintech Celer, uma plataforma que deve ampliar os serviços financeiros disponibilizados aos vendedores do marketplace da dona da Casas Bahia. O valor da operação não foi divulgado.

Segundo o CEO da companhia, Roberto Fulcherberguer, a busca é por aquisições que ajudem a acelerar o crescimento da companhia. O executivo disse que não vê grandes aquisições no momento, mas que a empresa pode fazer outras compras menores.

Crediário

Na frente financeira, a Via informou ter no crediário uma carteira com R$ 6,4 bilhões, com 14 milhões de clientes - sendo 3,3 milhões ativos. Segundo a companhia, o mercado potencial para a plataforma financeira é de 105 milhões de pessoas.

No final do quarto trimestre, a empresa tinha 1,8 milhões de clientes ativos, 2,0 milhões de carnês geridos dentro da plataforma - equivalente a R$ 2,3 bilhões.

A empresa é dona do banQi, que oferece serviços financeiros aos clientes que tradicionalmente compram com o crediário das Casas Bahia. Segundo Fulcherberguer, a fintech vai aumentar em 20 vezes seu volume de transações até 2025. Em 2020, o banQi registrou R$ 440 milhões em volume de transações.

Durante a teleconferência desta segunda, a Via lembrou a projeção de parte de analistas do mercado, de que a penetração do e-commerce aumente dos atuais 8% para 19% em 2025 - ano em que o varejo online movimentará R$ 500 bilhões. "A medida em que o mercado for crescendo, ele passará pela Via", disse o CEO da companhia.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Reduzindo a participação

CSN começa a se desfazer de suas ações da Usiminas

Aproveitando o bom momento do setor siderúrgico na bolsa, a CSN vendeu mais de 50 milhões de ações preferenciais da Usiminas

O melhor do Seu Dinheiro

A limonada da bolsa e do dólar, as ações mais indicadas do mês e outros destaques da semana

A semana que passou tinha tudo para ser bem azeda para os investidores. No cardápio de notícias dos últimos dias tivemos: A alta da taxa básica de juros e a sinalização de que novos ajustes vêm por aí; Muito barulho político com a CPI da Covid; O projeto da reforma tributária de volta à estaca […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies