Menu
2020-11-10T09:03:45-03:00
Estadão Conteúdo
Correndo atrás

Para brigar com rivais, Via Varejo vira sócia do ‘hub’ de inovação Distrito

Ao adquirir participação na Distrito, Via Varejo passa a ter contato com cerca de 300 empresas

10 de novembro de 2020
8:41 - atualizado às 9:03
Via Varejo
Via Varejo - Imagem: Divulgação

Após comprar três empresas neste ano, a Via Varejo anunciou nesta segunda, 9, um aporte na firma de inovação aberta Distrito. A dona da Casas Bahia e do Ponto Frio pagou um valor não revelado para ficar com 16,7% do 'hub' de companhias nascentes. Trata-se de uma tentativa da varejista para recuperar terreno em uma corrida tecnológica no seu setor, cada vez mais disputado no Brasil não só por rivais locais, como o Magazine Luiza, mas também por gigantes da tecnologia como Amazon e Alibaba.

Segundo o presidente da Via Varejo, Roberto Fulcherberguer, a estratégia é fazer parte de um "hub de inovação" em vez de buscar aquisições "startup a startup". Com o aporte na Distrito, a varejista terá contato direto com cerca de 300 empresas, estima o mercado. Para o executivo, as inovações geradas na Distrito podem trazer avanços em vertentes para além do varejo. Ele não especificou quais outros setores seriam esses, mas rivais como o Magalu já investem em logística, venda de publicidade e meios de pagamento.

A julgar pelas aquisições recentes da empresa, as apostas também devem se concentrar nas áreas de logística e finanças. Em abril, a companhia adquiriu a AsapLog, de entregas. Em maio, arrematou 100% das ações da conta digital BanQi, fundada em 2019 pela varejista com uma companhia do Vale do Silício. Em outubro, foi a vez da dona da Casas Bahia colocar para dentro de casa a plataforma de e-commerce I9XP.

Além do Magalu, a Via Varejo tem de enfrentar gigantes globais, que também têm ampliado investimentos por aqui. A Amazon anunciou ontem três novos centros de distribuição no País, enquanto a chinesa Alibaba prepara uma grande ação local para o Dia dos Solteiros, data tradicional na China que agora está sendo trazida para o País e é comemorada nesta quarta-feira, 11.

A própria Via Varejo admite que está atrás na corrida e precisa ter pressa. "Estamos tirando a diferença do que tem no mercado e avançando", afirmou Fulcherberguer. O setor atento às tentativas da gigante rumo a uma atuação mais tecnológica. No ano, os papéis da empresa acumulam alta de 66% na Bolsa.

Para Guilherme Fowler, professor de empreendedorismo do Insper, a transação reduz o risco de inércia da Via Varejo no mundo digital. "A Distrito vai servir como intermediário qualificado, fazendo curadoria para a Via Varejo, olhando não só compras, mas também parcerias, fornecedores e exclusividades", diz.

Crescimento

O investimento da Via Varejo é o primeiro aporte externo recebido pela Distrito, fundada em 2014 e com trabalhos em diferentes áreas, como finanças, marketing e varejo. Com o dinheiro, a Distrito espera acelerar o seu plano de atender startups e empresas.

Antes da pandemia, as startups que participavam dos programas de aceleração da Distrito precisavam estar em uma das quatro sedes físicas - três em São Paulo e uma em Curitiba. Agora, o programa Distrito for Startups ocorre digitalmente com empresas de todo o Brasil. Com isso, a Distrito dobrou sua rede, saltando de 144 startups, em abril, para 300, hoje.

Da mesma forma, o time da Distrito deve crescer em breve - hoje, a empresa tem 88 pessoas e 30 vagas abertas. Mas a companhia projeta crescer mais: "Vamos contratar mais gente, buscando um comando mais sênior", disse Gustavo Gierun, cofundador da Distrito. O movimento já começou: na semana passada, a empresa anunciou David Laloum, ex-CEO da agência Young & Rubicam, como sócio.

As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Telecomunicações

Operadoras cobram transparência do governo na definição da tecnologia 5G

Teles se dizem preocupadas com as “incertezas” relativas ao processo, depois de governo sinalizar banimento da chinesa Huawei

Recorde

Estrangeiros põem R$ 30 bilhões na bolsa brasileira em novembro

Trata-se de recorde de entrada de recursos estrangeiros em um mês, impulsionado pela migração de recursos para bolsas emergentes; movimento por aqui, porém, pode ser passageiro

Uber dos ônibus

Justiça proíbe apreensão de ônibus solicitados por aplicativo

Fiscais da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) vinham interrompendo viagens de ônibus organizadas por meio de apps como o Buser

Seu Dinheiro no sábado

O Natal chegou mais cedo este ano?

2020 foi um ano para se esquecer – ou talvez para lembrarmos e não cometermos novamente os mesmos erros. Mas, pelo menos na bolsa, até agora, estamos sendo agraciados com um rali de fim de ano antecipado que quase zerou as perdas do ano. Terminamos mais uma semana de Ibovespa em alta, desta vez de […]

Mais um

Tarcísio de Freitas é o 14º ministro diagnosticado com covid-19

Além do próprio presidente Jair Bolsonaro, 61% da sua equipe de ministros foi contaminada pelo coronavírus

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies