Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-02-26T08:15:17-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Esquenta dos Mercados

Inflação nos EUA atrai a atenção dos mercados globais e dita o tom das bolsas

Os dados saem às 10h30 e perspectivas do mercado afirmam que, não importa a direção, o índice de preços ao consumidor deve surpreender os investidores

26 de fevereiro de 2021
8:01 - atualizado às 8:15
queda bolsa mercados
Imagem: Shutterstock

Se no começo do dia de ontem dissemos que uma luz cruzou o céu, era um mau presságio. Nem mesmo o balanço acima das expectativas da Petrobras e o aceno de Bolsonaro ao mercado conseguiram segurar a bolsa, contaminada pelo pessimismo dos índices de Nova York.

Nesta sexta-feira (26) os dados de inflação dos EUA são os mais esperados, e devem seguir dando o tom nas bolsas pelo mundo. Com a disparada dos juros futuros e valorização do dólar, países emergentes sofrem com a alta do câmbio.

O atraso na aprovação da PEC Emergencial, as constantes interferências e a pandemia fora de controle e sem perspectiva de vacinação em massa da população acabam desanimando o cenário interno também. Confira mais notícias que podem influenciar a bolsa no dia de hoje:

Nacional

O atraso na votação da PEC emergencial pode ser uma pedra no sapato do governo. Investidores temem que, com o adiamento da votação para a semana que vem, a proposta seja desidratada e perca força ao longo do caminho.

Para o ministro da Economia, Paulo Guedes, a PEC emergencial será necessária para o pagamento de novas parcelas do auxílio emergencial, mantendo o teto de gastos e a meta fiscal. Entretanto, o ponto de atrito entre a proposta e a Câmara é a desvinculação de gastos de saúde e educação, que perde cada vez mais força com a falta de apoio de outros setores da sociedade. 

Além disso, a Câmara ainda discute a PEC da imunidade, após a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), e o projeto de lei (PL) da privatização da Eletrobras entraram na frente da PEC emergencial. Com isso, a proposta deve demorar ainda mais para ser aprovada.

Internacional

O temor com a alta da inflação norte-americana tomou conta dos mercados no pregão de ontem. O temor se refletiu na disparada da taxa dos títulos de 10 anos do Tesouro dos EUA (Treasuries). O receio dos investidores é que o Fed (Federal Reserve, o Banco Central americano) aumente os juros antes do esperado. 

Nem mesmo o presidente do Fed, Jerome Powell, conseguiu afastar os temores do mercado ao afirmar que, se necessário, o BC americano aumentará a taxa de juros para conter a inflação. Essa aversão ao risco fez com que o Nasdaq tivesse a maior queda desde outubro, de 3,52%.

Esse temor se instaurou nas bolsas asiáticas, que fecharam em queda expressiva na manhã de hoje. Os índices europeus também sentiram o tombo do Nasdaq e abriram em queda. 

Por isso o mercado de acompanhar bem de perto os dados do PCE (a inflação norte americana), que saem hoje pela manhã.

Auxílio emergencial

Aqui no Brasil, em sua live semanal, o presidente Jair Bolsonaro voltou a comentar sobre o auxílio emergencial. Ele afirmou que esteve em conversas com Paulo Guedes para aprovar o pagamento de R$ 250 durante quatro meses, a partir de março.

Vacinação

Após o Brasil ter o dia mais letal da covid-19, fica cada vez mais evidente que a vacinação é a saída. Assim, o ministério da Saúde, que tem à sua frente o general Eduardo Pazuello, assinou o contrato para a compra de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin. Entretanto, o imunizante ainda não foi aprovado pela Anvisa.

Enquanto isso, os insumos para a fabricação da vacina de Oxford, que tem a aprovação do órgão brasileiro, chegarão ao Brasil no sábado. A campanha nacional de imunização segue paralisada em alguns estados após a falta de vacinas. 

Empresas

Seguindo na temporada de balanços, a Ultrapar não animou a bolsa e viu suas ações caírem 8% no pregão após a divulgação dos dados. Os investidores também devem reagir ao resultado da Vale, que teve lucro de R$ 4,8 bilhões no quarto trimestre. A mineradora deve passar por um teste de fogo de governança nos próximos dias com com a reunião sobre a eleição do conselho de administração. 

Agenda do dia

O IBGE deve divulgar na manhã de hoje, por volta das 9h, a PNAD contínua, mostrando a taxa de desemprego no trimestre que se encerra em dezembro. Às 9h30, o Banco Central deve lançar os dados das contas públicas de janeiro deste ano. 

Além disso, nos EUA, todos os olhos estão voltados para o PCE (a inflação norte americana) e do núcleo do PCE (10h30). Esses devem ser os índices mais esperados do dia, tendo em vista a alta preocupação dos investidores com os juros futuros do país. 

Fechamento

O medo da disparada da inflação nos EUA contaminou a bolsa, que abriu apontando para um dia positivo, motivada pelo balanço da Petrobras.

Entretanto, os dados da estatal não venceram a queda de braço com o temor externo. O Ibovespa recuou 2,95%, aos 112.256 pontos no fechamento de ontem, enquanto o dólar encerrou o dia com alta de 1,72%, a R$ 5,5140.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Crise dos chips

Sem carro zero no mercado, preço de usados sobe até 20% e vendas disparam – carro usado chega a custar mais que um novo

Mercado enfrenta escassez de semicondutores, demanda alta por veículos e prazos longos para a entrega

sem escassez

Fábrica da Tesla em Xangai deve terminar setembro com 300 mil carros produzidos em 2021

Marca será atingida mesmo em meio a uma escassez global de semicondutores, disseram duas fontes da montadora à Reuters

Fim da pandemia

CEO da Pfizer prevê que voltaremos à vida normal dentro de um ano, mesmo com novas variantes do coronavírus

Albert Bourla acredita que vacinação contra a covid-19 se tornarão anuais, para cobrir novas variantes, e que vacinas durarão um ano

ainda não acabou

Controladores da Alliar (AALR3) contratam XP para vender o negócio, diz jornal

Empresa de diagnósticos foi alvo, recentemente, de disputa pelo controle pela Rede D’Or e fundos ligados ao empresário Nelson Tanure

Mais recursos

Democratas aprovam pacote de US$ 3,5 tri no Comitê de Orçamento da Câmara dos EUA

Recursos serão destinados à rede de segurança social e programas relacionados a mudanças climáticas. Obtenção de quase unanimidade para aprovação no Congresso é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies