Menu
2020-11-03T15:55:32-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
não é só sobre o teto de gastos

Juros futuros disparam em reação à ata do Copom com novidade sobre cenário fiscal

Documento mostra BC confortável com comportamento recente da inflação, mas que alteração na situação das contas públicas, mesmo que o teto de gastos seja mantido, pode gerar reavaliação sobre manutenção da Selic a 2% ao ano

3 de novembro de 2020
15:55
Roberto Campos neto
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central - Imagem: Raphael Ribeiro/BCB

Os juros futuros dos contratos dos depósitos interbancários disparam nesta terça-feira (03) na B3, na manhã em que o Banco Central (BC) divulgou a ata do Copom com uma novidade sobre o cenário fiscal.

O documento continua a mostrar que o BC, como visto no comunicado da decisão da quarta passada (28), está atualmente confortável com o estado da inflação, avaliando que o avanço recente da alta dos preços é um choque transitório.

De acordo com a autoridade monetária, o "forward guidance", ou seja, a sinalização futura de que a Selic permanecerá parada em 2% ao ano, também continua intocado.

Isto porque as condições para o seu cumprimento seguem satisfeitas: além das projeções inflacionárias abaixo da meta para o horizonte relevante, expectativas de longo prazo estão ancoradas e o regime fiscal não foi mudado.

Mas, no seu parágrafo 18, o texto trouxe uma informação nova. Nele, o Copom avalia que mudanças na situação fiscal forçariam uma nova orientação do comitê sobre o futuro, independentemente do regime fiscal — leia-se "teto de gastos públicos" — continuar o mesmo.

"O Comitê refletiu que alterações de política fiscal que afetem a trajetória da dívida pública ou comprometam a âncora fiscal motivariam uma reavaliação, mesmo que o teto dos gastos ainda esteja nominalmente mantido", diz trecho do parágrafo, que não constava de comunicados anteriores.

"O BC está dizendo que a questão fiscal vai além do teto, o que não lembro de ter visto sendo colocado assim", diz Sergio Vale, economista-chefe da MB Associados. "O problema fiscal é parte de uma dinâmica fiscal, e, com isso, o mercado reage com a possibilidade de uma alta de juros no futuro."

Confira as taxas para os principais vencimentos agora:

  • Janeiro/2021: de 1,96% para 1,95%
  • Janeiro/2022: de 3,44% para 3,51%
  • Janeiro/2023: de 5,01% para 5,15%
  • Janeiro/2025: de 6,74% para 6,89%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

MERCADOS HOJE

Ibovespa ignora tensão em Brasília e busca romper marca histórica; dólar recua

Exterior positivo traz fôlego aos negócios locais, mas problemas em Brasília persistem

Exile on Wall Street

Bolsa não precisa de motivos para subir e os ganhos acontecerão – mesmo no pior cenário

Do fim de fevereiro até este meio de abril, o Ibovespa retomou os 120 mil pontos rapidamente, e sem qualquer utopia. Isso nos traz uma importante lição enquanto investidores agnósticos: a Bolsa não precisa de motivos para subir. Repita o mantra: não precisa de motivos para subir, não precisa de motivos… assim como você não […]

Taxa zero pra todo o lado

Easynvest zera taxa de corretagem para maioria das operações com ações, BDRs e opções

A corretora digital já não cobrava por investimentos em renda fixa e agora quer expandir essa ideia para ações, BDRs e opções do aplicativo

O melhor do Seu Dinheiro

A magia dos dados da Boa Vista, Arezzo, Hering e outros destaques do dia

No começo do ano, vazaram na internet dados de mais de 220 milhões de brasileiros, incluindo CPF, nome, endereço e renda. O número é maior que o da população brasileira porque o arquivo incluía pessoas que já faleceram. Mas não são apenas criminosos que espalham referências sobre quem somos por aí. Todos os dias nós […]

Esquenta dos Mercados

Exterior deve reagir bem à temporada de balanços, enquanto tensão em Brasília aumenta

Confira esses e outros destaques para a manhã desta quinta-feira (15)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies