Menu
2019-05-16T18:50:28+00:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Otimismo, muito otimismo

Com fome? Marfrig divulga projeções agressivas e ações disparam mais de 7%

A Marfrig deu a entender que os próximos trimestres serão bastante positivos, apresentando projeções que surpreenderam os analistas — e animaram o mercado

16 de maio de 2019
16:47 - atualizado às 18:50
marfrig

Os resultados trimestrais da Marfrig foram considerados neutros por analistas. No entanto, a empresa não deixou dúvidas: está com muita fome de resultados para o restante do ano. E essa agressividade foi bem recebida pelo mercado.

O frigorífico reportou, junto de seus resultados trimestrais, algumas projeções financeiras para o ano, dando a entender que o restante de 2019 será bastante forte. E, como resultado, as ações ON (MRFG3) da empresa dispararam nesta quinta-feira (16), fechando em alta de 7,87%, a R$ 6,85 — na máxima, chegaram a subir 9,45%, a R$ 6,95.

O comportamento dos papéis da Marfrig destoou do restante do Ibovespa. Num dia marcado pela tensão dos mercados em relação ao cenário político local, o índice fechou em queda de 1,75%, aos 90.024,47 pontos.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A Marfrig encerrou o primeiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 4,3 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 203 milhões contabilizado há um ano. A receita líquida saltou 229%, para pouco mais de R$ 10 bilhões, e o Ebitda — o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização — avançou 214% em termos ajustados, para R$ 571 milhões.

Mas o que fez os olhos do mercado brilharem foi o guidance do frigorífico para o ano. A empresa irá perseguir uma receita líquida consolidada entre R$ 47 bilhões e R$ 49 bilhões neste ano — o que, considerando o resultado dos três primeiros meses de 2019, implica em receitas médias de mais de R$ 12 bilhões por trimestre até o fim do ano.

A Marfrig ainda projeta uma margem Ebitda de 8,7% a 9,5% no resultado de 2019 — o que também supõe uma forte evolução nos próximos trimestres, já que, entre janeiro e março deste ano, esse indicador ficou em 5,7%.

Por fim, a companhia estima um fluxo de caixa livre entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão no ano. No primeiro trimestre, a Marfrig registrou um consumo de R$ 1,4 bilhão de caixa.

A agressividade das projeções chamou a atenção dos analistas. O Bradesco BBI destaca que caso a estimativa para receita fique no centro da faixa informada — ou seja, R$ 48 bilhões —, a Marfrig irá superar as projeções do banco em 5%.

"Apesar de termos uma abordagem conservadora e não alterarmos nossas estimativas, destacamos que o novo guidance da Marfrig sugere uma forte melhoria no restante do ano", diz o Bradesco. "Acreditamos que as projeções da empresa podem incorporar um cenário de preços e volumes mais forte, dado o impacto do surto de febre suína na China".

O BTG Pactual segue linha semelhante — a casa também acredita que as projeções da Marfrig levam em conta um cenário em que a febre suína na China irá "transformar as coisas" nos próximos trimestres. O banco ressalta que uma geração de caixa de R$ 1,25 bilhão em 2019 — no centro das estimativas informadas pela empresa — implica numa geração de cerca de R$ 2,7 bilhões nos próximos trimestres.

Para o Itaú BBA, as estimativas divulgadas pela Marfrig ficaram acima das expectativas, uma vez que a casa projetava receita de R$ 45 bilhões neste ano. "Planejamos atualizar nossas estimativas para levar o guidance em consideração", diz o banco.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Economia aquecida?

Empresários esperam queda na inadimplência e mais investimentos até o fim do ano

Pesquisa também mostra que 55% das empresas têm a intenção de aportar recursos em novos produtos e serviços, 53% querem dar um upgrade tecnológico e 46% capacitar seus profissionais

Seu Dinheiro na sua noite

O elefante na loja de cristais dos mercados

No seu livro Princípios – leitura obrigatória (ao lado do meu romance Os Jogadores, é claro…) –, Ray Dalio afirma que o importante para quem investe não é prever o futuro, mas captar mudanças no ambiente econômico enquanto elas estão acontecendo. O bilionário gestor do maior “hedge fund” do mundo sabe que é natural os […]

Sete blocos envolvidos

MPF entra com ação para impedir leilão de petróleo ao lado de Abrolhos

MPF na Bahia sustenta que blocos não deveriam ir a leilão sem os devidos estudos ambientais prévios

Papel passado

Bolsonaro sanciona com vetos MP da liberdade econômica

Presidente disse durante a cerimônia de sanção que o governo avalia projeto para incentivar a abertura de empresas

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: A Selic caiu novamente. E agora, como ficam os seus investimentos?

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

A grana tá solta

Governo libera R$ 12,459 bilhões do Orçamento de 2019 e educação leva a maior fatia do bolo

Parte desse dinheiro não poderá ser distribuída livremente já que, do total, R$ 2,6 bilhões vêm das receitas recuperadas por meio da Operação Lava Jato

Tesourada no governo também

Ministério da Economia corta projeção da Selic em 2019 de 6,2% para 5,9%

Projeção para o câmbio médio deste ano passou de R$ 3,8 para R$ 3,9. Já a estimativa para a alta da massa salarial passou de 5,5% para 4,9%

Meio ambiente em jogo

Amazon entra na onda verde e assina acordo ambicioso para combater mudanças climáticas

Como parte do plano, Bezos disse ainda que vai adquirir 100 mil vans de entregas elétricas da startup de veículos elétricos Rivian e que elas vão começar a rodar a partir de 2021

O céu é o limite?

Ações da Braskem disparam na bolsa após notícias sobre venda pela Odebrecht

Construtora teria recontratado a empresa Lazard para dar continuidade às negociações de venda da sua participação na Braskem

Nova tecnologia

Tim prepara novos polos de testes do 5G no Brasil

“Queremos disponibilizar a tecnologia o quanto antes para que os desenvolvedores comecem a projetar aplicações. Quando o 5G chegar, elas já estarão disponíveis”, explicou, em entrevista ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements