Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2022-01-12T19:12:31-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
PEDRA NO SAPATO

Fed pode ser impedido de atuar como banco de varejo nos EUA após emissão de dólar digital; entenda por quê

O presidente do principal banco central do mundo, Jerome Powell, confirmou perante o Congresso que a autoridade monetária teria capacidade para entrar nesse segmento

12 de janeiro de 2022
19:05 - atualizado às 19:12
Bitcoin (BTC) sente dois dos três maiores medos do ano se concretizarem
Imagem: Shutterstock

O Federal Reserve deve enfrentar obstáculos para entrar no mundo das moedas digitais e o primeiro deles veio nesta quarta-feira (12). O deputado republicano Tom Emmer apresentou um projeto de lei que proíbe o Fed de emitir a chamada moeda digital do banco central, ou CBDC, diretamente aos norte-americanos. 

O deputado de Minnesota alega que fazer com que a autoridade monetária exija que os usuários abram contas para acessar os benefícios de um dólar digital “colocaria o Fed em um caminho insidioso semelhante ao autoritarismo digital da China”.

A movimentação legislativa acontece um dia depois de o presidente do banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell, afirmar em depoimento ao Comitê Bancário do Senado que o relatório sobre a CBDC seria publicado dentro de semanas.

Fed vai virar  banco de varejo?

No que depender de Emmer, a resposta para essa pergunta é não. Segundo ele, “o Fed não tem e não deve ter autoridade para oferecer contas bancárias de varejo”. 

Mas não é o que Powell pensa. Na audiência de ontem, o presidente do principal banco central do mundo respondeu afirmativamente quando o senador republicano Pat Toomey questionou a capacidade do Federal Reserve de atuar como um banco de varejo.

A vulnerabilidade dos dados

Além das alegações de possível vigilância financeira, Emmer criticou o lançamento da CBDC do Fed por ser muito centralizada, deixando as informações pessoais dos usuários vulneráveis ​​a ataques. 

Segundo o deputado, um dólar digital deve ter como objetivo proteger a privacidade financeira, manter o domínio da moeda fiduciária do país e incentivar a inovação.

“Independentemente disso, qualquer CBDC implementado pela Fed deve ser aberta. Isso significa que qualquer dólar digital deve ser acessível a todos, transacionar em uma blockchain que seja transparente e manter os elementos de privacidade do dinheiro”, afirmou Emmer. 

Uma briga antiga

Emmer já havia defendido uma maior clareza regulatória dos ativos digitais nos Estados Unidos por meio de legislação, apresentando projetos de lei em maio e julho de 2021. 

Ele e outros legisladores também questionaram a decisão da Securities and Exchange Commission (SEC, equivalente à CVM no Brasil) de não aprovar um fundo negociado em bolsa para o bitcoin (BTC). 

Na nova disputa com o Fed, Emmer atesta ainda que a política em torno do dólar digital precisaria, além de proteger a privacidade financeira, manter o domínio do dólar e cultivar a inovação. 

*Com informações do Cointelegraph

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

MÚSICA NO FANTÁSTICO

Unilever recebe mais um não da Glaxo para oferta de US$ 68 bilhões por divisão que produz Advil; entenda o caso

Se fosse concretizado, o acordo seria o maior em termos globais desde o início da pandemia de covid-19

EFEITOS COLATERAIS

Ômicron e seus investimentos: variante do coronavírus terá efeitos distintos sobre empresas de saúde na bolsa; saiba quais são eles

Planos de saúde devem enfrentar um cenário menos favorável dado o aumento dos índices de sinistralidade e pressão sobre os custos

FOI DADA A LARGADA

Petrobras (PETR4) e Novonor iniciam oficialmente processo para vender participações na Braskem; veja quanto a operação bilionária pode levantar

O pedido de registro para a oferta pública secundária, que será realizada no Brasil e no exterior, foi publicado na madrugada deste sábado (15) na CVM

INCENTIVO À MUDANÇA

Meca das criptomoedas? Estado americano tenta atrair trabalhadores com pagamento em bitcoin (BTC)

Iniciativa acontece em meio a explosão de crescimento no setor de tecnologia, especificamente naquelas habilitadas para blockchain

HEY, BROTHERS!

BBB é ‘fábrica de milionários’: prêmio de R$ 1,5 milhão é fichinha perto da fortuna que ex-participantes constroem; veja como Juliette, Gil do Vigor e outros ficaram ricos após reality

A edição de 2022 do BBB começa na próxima segunda e pode conceder o título de milionário a mais pessoas; veja quem já conseguiu se consagrar com a participação na casa mais vigiada do Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies