Menu
2021-03-18T20:06:50-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
lista

Com Brandão, equipe de Guedes em cargos estratégicos teve nove baixas; veja lista

Brandão esteve à frente do banco por menos de um ano, após saída de Rubem Novaes

18 de março de 2021
19:58 - atualizado às 20:06
Paulo Guedes
Brasil, São José dos Campos, SP, 05/04/2019. O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa do 18º Fórum Empresarial Lide, realizado em Campos do Jordão (SP). - Imagem: MARCELO CHELLO/CJPRESS/AE/

A renúncia de André Brandão ao cargo de presidente do Banco do Brasil marca a nona baixa em postos estratégicos da equipe montada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Recomendado pela pasta, Brandão esteve à frente do banco por menos de um ano, após saída de Rubem Novaes. Mas o executivo desagradou o presidente Jair Bolsonaro com o plano de reestruturação da companhia.

Antes do presidente do Banco do Brasil, o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, Wagner Lenhart, informou que deixaria o cargo.

Veja a lista de baixas estratégicas na equipe econômica.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Carteira digital

PicPay entra com pedido de IPO na Nasdaq

Aplicativo atingiu recentemente a marca de 50 milhões de usuários, mas crescimento veio acompanhado de um prejuízo de mais de R$ 800 milhões só no ano passado

Mercados hoje

Bolsas sobem em Nova York após dois dias de queda; índice de empresas brasileiras avança apesar do petróleo

Otimismo com retomada da economia norte-americana impulsiona bolsas. A maior surpresa do dia é o Nasdaq, que sobe mesmo com o peso das ações da Netflix

O varejo ferve

Renner mira compra da Dafiti com recursos da oferta de ações

Varejista anunciou captação de até R$ 6,5 bilhões na bolsa e pode usar os recursos para fazer uma proposta pelo e-commerce de moda

Pouso forçado

Demanda por voos deve encerrar o ano em menos da metade do nível pré-pandemia

O prejuízo total das companhias aéreas em 2021 deve ficar entre US$ 47 bilhões e US$ 48 bilhões, de acordo com a ação Internacional de Transporte Aéreo (Iata)

Agora vai?

Governo vai reduzir valor de arrecadação por áreas “micadas” do pré-sal em novo leilão

A arrecadação que o governo pretende receber pela exploração de dois campos do pré-sal foi reduzida em R$ 25,5 bilhões; novo leilão deve acontecer em dezembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies