Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-21T19:20:53-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MERCADOS HOJE

Texto da PEC dos precatórios tira Ibovespa das mínimas, mas bolsa segue em queda de 3%; dólar e juros seguem pressionados

Com os investidores de cabelo em pé e de olho nas contas públicas, o dia abre no vermelho no Ibovespa, com dólar e juros disparando em direção às máximas

21 de outubro de 2021
10:35 - atualizado às 19:20
Paulo Guedes com os gráficos do Ibovespa ao fundo
Não deixe seus investimentos reféns de Brasília, de Paulo Guedes, Lula, Bolsonaro ou seja lá quem for. - Imagem: Shutterstock

Se você esperava uma quinta-feira (21) menos turbulenta, sinto em dizer que, pelo menos no Brasil, não vai ser esse o caso. Na verdade, o dia que não foi bom e caminha para mais uma sessão sangrenta, mas não tão ruim quanto poderia ter sido.

A leve alta do Ibovespa ontem não convenceu e hoje o cenário doméstico se encontra ainda mais deteriorado. Se a coletiva do ministro da Cidadania não trouxe detalhes sobre o que o mercado pode esperar para o Auxílio Brasil, o ministro Paulo Guedes deixou as coisas mais claras, mas passou longe de agradar. 

Em participação em eventos na noite de ontem, Guedes admitiu a possibilidade de que o teto de gastos seja furado para pagar o valor de R$ 400 imposto pela ala política do governo. A ‘licença para gastar’ é a última coisa que o mercado financeiro gostaria de ouvir no pós-pandemia, principalmente em um governo que tenta contornar a queda da popularidade no ano que antecede eleições por meio de medidas populistas. 

As falas do ministro Paulo Guedes ainda reverberam, mas durante a tarde quem causou mal estar foi o próprio presidente Jair Bolsonaro, ao afirmar que atenderá a demanda feita pelos caminhoneiros e ajudar a 'compensar' a alta do preço do diesel para evitar uma possível paralisação.

Também não devemos nos esquecer que a inflação dos últimos 12 meses segue em patamares elevados e que logo os Estados Unidos devem reduzir o seu programa de estímulos e, quem sabe, até mesmo elevar os juros já no próximo ano. 

Com os investidores de cabelo em pé e de olho nas contas públicas, o dia abriu no vermelho e foi renovando seguidas mínimas. Só que a leitura do relatório da PEC dos precatórios aliviou a situação. O documento propõe uma correção no valor do teto de gastos, adiantando o que só deveria ocorrer em 2026. 

A confiança do mercado segue abalada, mas a bolsa conseguiu algum respiro. Por volta das 16h, o Ibovespa recuava 2,85%, aos 107.634 pontos. O dólar à vista, que chegou a encostar em R$ 5,70, sobe 1,82%, a R$ 5,6613.

O mercado de juros futuros é um retrato do estresse e da elevação do risco Brasil nos últimos dias, com as taxas renovando máximas e pesando sobre os negócios. 

O mercado entende que o Banco Central deve agir por meio da política monetária para segurar os danos, mas a medida deve ter impacto nas projeções de crescimento para os próximos anos. As Opções de Copom, negociadas na B3, mostram que muitos já esperam uma atitude mais dura já na próxima reunião.

  • Janeiro de 2022: de 7,74% para 7,94%
  • Janeiro de 2023: de 10,16% para 10,50%
  • Janeiro de 2025: de 11,14% para 11,44%
  • Janeiro de 2027: de 11,48% para 11,76%

Enrosco atrás de enrosco

A fala do ministro da Economia Paulo Guedes, de que existe uma necessidade de se gastar R$ 30 bilhões fora do teto de gastos, gera ainda mais desconforto em um cenário já desfavorável. Com a fala, o ministro admitiu a vitória da ala política, que exige um auxílio de pelo menos R$ 400 mensais para as famílias que serão atendidas pelo novo programa social. 

As saídas para não sobrecarregar o teto de gastos são indigestas. Uma delas seria a antecipação da revisão do valor limite, que só deveria ocorrer em 2026. Para a equipe da Ajax Capital, os maiores riscos da proposta atual estão no valor maior do que o esperado, aumento das famílias atendidas acima dos 17 milhões e a exclusão do Teto além dos R$ 30 bilhões. Isso sem falar na possibilidade de que ocorram novas baixas no ministério da Economia. 

Durante sua fala, Guedes também colocou na conta do impasse em torno da reforma do imposto de renda a falta de recursos. Outra saída estudada pelo governo é aproveitar a folga no orçamento que deve vir da PEC dos precatórios.

Balanço dos balanços

Enquanto isso, a temporada de balanços no exterior segue a todo vapor, com importantes empresas como AT&T, American Airlines, Intel e Whirlpool divulgando seus resultados hoje. 

De acordo com a Bloomberg, 79% das empresas do S&P 500 que reportaram os seus números mostraram um resultado acima do esperado até agora. No Nasdaq, esse índice é de 72%. 

O saldo é positivo, mas os investidores seguem de olho nos desdobramentos do caso Evergrande, que fracassou em vender a fatia de uma de suas subsidiárias, a Evergrande Property Services. 

Sobe e desce do Ibovespa

Sem fôlego, nenhuma ação sobe neste momento.

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEULTVAR
BIDI11Banco Inter unitR$ 44,43-7,73%
GETT11Getnet unitsR$ 7,74-7,31%
BIDI4Banco Inter PNR$ 15,09-7,25%
AMER3Americanas S.AR$ 36,97-6,85%
CMIG4Cemig PNR$ 13,91-6,08%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

DINHEIRO NA CONTA

Dividendos: Vibra (VBBR3) distribui R$ 148,5 milhões em JCP

Valor refere-se à segunda parcela de pagamento aos acionistas anunciado quando a Vibra ainda atendia como BR Distribuidora

Rumo aos dois dígitos

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 9,25%

Aumento da taxa básica dispara gatilho de mudança na forma de remuneração da poupança. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

BC aumenta a Selic, Nubank conclui IPO e mercado reage bem à PEC dos precatórios; veja o que marcou esta quarta-feira

Conforme esperado pelos economistas após dados recentes mais fracos da atividade econômica brasileira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, a 9,25% ao ano, em sua última reunião do ano. Se em muitos momentos ao longo de 2021 o mercado acionário reagiu ao […]

2022 MAIS GORDO

Dividendos e JCP: Copel (CPLE6) engrossa a lista de pagamentos milionários aos acionistas; não fique fora dessa

Data da remuneração ainda não foi definida pela empresa, mas valerá para aqueles com posição até 30 de dezembro deste ano

FECHAMENTO DO DIA

Investidores tentam equilibrar noticiário e Ibovespa emplaca mais um dia de alta; dólar tem queda firme com ômicron no radar

Com o avanço da PEC dos precatórios, a pandemia se torna um dos únicos gatilhos negativos a rondar o Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies