🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
De onde virá o dinheiro?

Governo confirma Auxílio Brasil em R$ 400, mas sem revelar de onde vai tirar o dinheiro para bancar o benefício

O ministro da Cidadania não respondeu às perguntas da imprensa nem confirmou a fonte de recursos para o novo programa social, o que é a grande preocupação dos mercados

Renan Sousa
Renan Sousa
20 de outubro de 2021
16:33 - atualizado às 18:29
Guedes em estática com medo do risco fiscal e ibovespa em queda | PEC dos Precatórios
O ex-ministro da Economia, Paulo Guedes - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock / Divulgação

De concreto até agora, só o nome e o valor. O ministro da Cidadania, João Roma, confirmou a mudança do nome do benefício social Bolsa Família, que passa a se chamar Auxílio Brasil e terá um reajuste de 20%. O chefe da pasta ainda afirmou que o pagamento será feito “dentro das regras fiscais”.

Roma também disse que o valor a ser pago aos beneficiários do programa será de no mínimo R$ 400. Parte desse valor, porém, virá de um programa transitório, cuja fonte de financiamento não foi revelada e ainda está em estudo pelo governo.

Ou seja, o programa permanente Auxílio Brasil sofrerá um reajuste de 20% no valor pago aos beneficiários, enquanto o benefício transitório será pago para completar os R$ 400 para quem recebe menos do que esse valor hoje.

Por exemplo: uma família que receba R$ 100 terá um reajuste para R$ 120 e receberá um complemento de R$ 280 até dezembro de 2022. A medida será enviada para a Câmara dos Deputados por meio de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) e deve ser aprovada até o final deste ano para entrar em vigor no ano que vem.

O ministro da Cidadania não respondeu às perguntas da imprensa nem confirmou a fonte de recursos para o novo programa social, o que é a grande preocupação dos mercados. Roma também prometeu zerar a fila do Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família) até o final de 2021. 

“Atualmente, o benefício contempla 14,7 milhões de famílias e vamos chegar a quase 17 milhões de famílias até o final do ano”, afirmou. Roma ainda disse que o pagamento deve ser feito “de mãos dadas com a responsabilidade fiscal”. 

Embora o ministro não tenha revelado de onde vai tirar o dinheiro para financiar o programa social, o mercado financeiro reagiu até que favoravelmente à fala.

O Ibovespa fechou em leve alta de 0,10%, aos 110.786 pontos, mas chegou a subir quase 0,5% logo após o anúncio feito por Roma. Já o dólar à vista fechou em queda de 0,59%, a R$ 5,5608, mas chegou a recuar mais de 1% logo depois da fala do ministro.

Compartilhe

BRIGA PELO TRONO GRELHADO

Acionistas da Zamp (BKBR3) recusam-se a ceder a coroa do Burger King ao Mubadala; veja quem rejeitou a nova oferta

21 de setembro de 2022 - 8:01

Detentores de 22,5% do capital da Zamp (BKBR3) já rechaçaram a nova investida do Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana segue sendo o elefante na sala e Ibovespa cai abaixo dos 110 mil pontos; dólar vai a R$ 5,23

15 de setembro de 2022 - 19:12

O Ibovespa acompanhou o mau humor das bolsas internacionais e segue no aguardo dos próximos passos do Fed

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Cautela prevalece e bolsas internacionais acompanham bateria de dados dos EUA hoje; Ibovespa aguarda prévia do PIB

15 de setembro de 2022 - 7:42

As bolsas no exterior tentam emplacar alta, mas os ganhos são limitados pela cautela internacional

FECHAMENTO DO DIA

Wall Street se recupera, mas Ibovespa cai com varejo fraco; dólar vai a R$ 5,17

14 de setembro de 2022 - 18:34

O Ibovespa não conseguiu acompanhar a recuperação das bolsas americanas. Isso porque dados do varejo e um desempenho negativo do setor de mineração e siderurgia pesaram sobre o índice.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Depois de dia ‘sangrento’, bolsas internacionais ampliam quedas e NY busca reverter prejuízo; Ibovespa acompanha dados do varejo

14 de setembro de 2022 - 7:44

Os futuros de Nova York são os únicos que tentam emplacar o tom positivo após registrarem quedas de até 5% no pregão de ontem

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana derruba Wall Street e Ibovespa cai mais de 2%; dólar vai a R$ 5,18 com pressão sobre o Fed

13 de setembro de 2022 - 19:01

Com o Nasdaq em queda de 5% e demais índices em Wall Street repercutindo negativamente dados de inflação, o Ibovespa não conseguiu sustentar o apetite por risco

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem em dia de inflação dos EUA; Ibovespa deve acompanhar cenário internacional e eleições

13 de setembro de 2022 - 7:37

Com o CPI dos EUA como o grande driver do dia, a direção das bolsas após a divulgação dos dados deve se manter até o encerramento do pregão

DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) já tem novos conselheiros e Roberto Setubal está entre eles — conheça a nova configuração da empresa

12 de setembro de 2022 - 19:45

Além do novo conselho de administração, a Andrade Gutierrez informou a conclusão da venda da fatia de 14,86% do capital da CCR para a Itaúsa e a Votorantim

FECHAMENTO DO DIA

Expectativa por inflação mais branda nos Estados Unidos leva Ibovespa aos 113.406 pontos; dólar cai a R$ 5,09

12 de setembro de 2022 - 18:04

O Ibovespa acompanhou a tendência internacional, mas depois de sustentar alta de mais de 1% ao longo de toda a sessão, o índice encerrou a sessão em alta

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar