Menu
2020-06-26T10:01:15-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
esquenta dos mercados

Visão de que o ‘pior já passou’ injeta bom humor nos mercados em meio a incertezas com segunda onda de contágio

A fala da presidente do BCE, christine Lagarde, de que o pior da crise do coronavírus já pssou se sobrepõe às preocupações com o crescimento do número de casos da doença nos Estados Unidos. No Brasil, investidores refletem a diminuição da meta de inflação paa 2023

26 de junho de 2020
8:15 - atualizado às 10:01
Mercados juros bolsa coronavírus
Imagem: Shutterstock

A visão otimista da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, de que o pior da crise já ficou para trás no continente se sobrepõe às preocupações com uma segunda onda de coronavírus. Enquanto as bolsas europeias operam no positivo, os índices futuros em Nova York operam de forma mista.

No Brasil, os investidores devem repercutir a redução da meta de inflação em 2023, para 3,25%, anunciado na noite de ontem.

O pior já passou

Os temores com uma nova onda de coronavírus após uma escalada de número de casos nos Estados Unidos segue no radar dos investidores, mas a leitura de que a demanda segue aumentando com a reabertura das atividades em vários países se sobropõe à cautela.

Agora pela manhã, a presidente do Banco Central, Christine Lagarde, afirmou que provavelmente a pior parte da crise do coronavírus já foi superada. Lagarde ainda pontuou que a crise financeira atual é mais grave do que o visto em 2008 e que ainda se deve ter cautela com uma segunda onda de infecções. Os investidores mantém no radar a possibilidade de novas atuações dos bancos centrais e governo.

No Japão, o presidente do banco central, Haruhiko Kuroda, prometeu manter o balanço amplo mesmo após o fim da pandemia, para buscar a meta de inflação de 2% ao ano.

Na Ásia, as bolsas fecharam majoritariamente em alta, seguindo os ganhos observados em Nova York durante a tarde de quinta-feira (25). As bolsas chinesas ficaram fechadas por conta de um feriado local.

Na Europa, os investidores focam no otimismo gerado pela fala de Lagarde, de que o pior já passou, e as principais praças operam no positivo.

Ontem, o Federal Reserve decidiu impor regras mais duras de restrição ao setor bancário, após um teste deestresse feito com as instituições americanas indicar que várias instituições podem estar próximas dos níveis mínimos de capital por conta da pandemia.

Os índices futuros em Nova York hoje refletem o alerta do Fed e operam de forma mista nesta manhã, com o Dow Jones em queda, enquanto o S&P 500 e Nasdaq operam no positivo, mas próximo da estabilidade.

Na carona

Ontem, o Ibovespa também decidiu ignorar os fatores de risco no radar e seguiu o ânimo visto nas bolsas americanas, que subiu na expectativa de novos pacotes de estímulos vindos do Federal Reserve e da Casa Branca. O principal índice da bolsa brasileira subiu 1,70%, aos 95.983,09 pontos. O dólar fechou praticamente estável, com uma ligeira alta de 0,19%, a R$ 5,3334.

Hoje, os investidores devem repercutir a redução da meta de inflação em 2023 para 3,25%.

Não é bem assim

O Fundo Monetário Internacional (FMI) espera uma queda de 9% do PIB brasileiro, mas, segundo o ministro da Economia Paulo Guedes, a previsão está errada.

Em live com o presidente Jair Bolsonaro, Guedes afirmou que os dados de junho mostram uma recuperação da economia. Para a retomada, a prioridade do governo deve ser a geração de emprego e manutenção da renda.

Entre as medidas que o governo deve priorizar está o encaminhamento da Reforma Tributária, redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e maior acessibilidade à cesta básica.

Durante a live, Bolsonaro também falou sobre o auxílio emergencial. Segundo o presidente, três novas parcelas estão programadas, nos valores de R$ 500, R$ 400 e R$ 300.

Agenda

A sexta-feira chega com uma agenda fraca de divulgações.
No Brasil, temos a divulgação da nota de crédito do Banco Central (9h30) e sondagem do comércio (8h).

O BC realiza ainda dois leilões: um de linha, de até US$ 1,5 bilhão e o outro de 12 mil contratos de swap, para rolagem - de US$ 50 milhões.

Nos Estados Unidos, o destaque são os dados da inflação ao consumidor medida pelo PCE (9h30) e o sentimento do consumidor (11h).

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Novo nome no MEC

Bolsonaro anuncia pastor Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

Decreto presidencial nomeou professor para o cargo nesta sexta-feira

Investimento para o cliente

Corretora Warren recebe aporte de R$ 120 milhões para investimento em plataformas digitais

Fintech visa multiplicar por cinco patrimônio sob gestão até o fim de 2021 e aumentar alcance da marca: ‘Nossa meta é seguir investindo em tecnologia’

Chegou lá

E o Ibovespa, quem diria, voltou aos 100 mil pontos. O que isso significa?

Depois de mais de quatro meses, o Ibovespa finalmente reconquistou o patamar dos três dígitos. Algumas boas notícias da economia doméstica ajudam a explicar o otimismo na semana, mas há mais fatores que influenciaram esse movimento

Crise se afastando?

Barômetros globais sinalizam retomada gradual da economia mundial, diz FGV

Melhoras ainda estão condicionadas a um ‘grau elevado’ de incerteza diante da pandemia, pondera pesquisador

desconfiança justa?

Amazon pede que funcionários excluam TikTok por questões de ‘segurança’

Segundo uma captura de tela obtida pelo The New York Times, a empresa de e-commerce enviou um e-mail solicitando a exclusão do app

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements