Menu
2019-10-03T18:32:30-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
queda livre

Ações da Tesla despencam após promessa frustrada de Elon Musk

O CEO da companhia havia dito que a entregaria 100 mil veículos no trimestre, mas empresa chegou a 97 mil; papeis da Tesla abriram o dia em queda

3 de outubro de 2019
11:45 - atualizado às 18:32
Tesla
Apesar da promessa frustrada de Musk, o número representa um recorde, segundo a empresa, que adiantou outros números que devem sair no balanço a ser divulgado em breve. Imagem: Shutterstock

As ações da Tesla, a montadora de carros de elétricos do bilionário Elon Musk, amanheceram em queda vertiginosa nesta quinta-feira, 3, após a empresa divulgar uma prévia de seus números mais recentes.

  • Veja mais: Investidores comuns estão aprendendo como antecipar o movimento das ações com um dos maiores analistas técnicos do país. VAGAS LIMITADAS. Corra. Entre aqui.

Os investidores se decepcionaram com a quantidade de veículos entregues pela companhia nos últimos três meses, que chegou a 97 mil. O CEO da Tesla havia dito, em setembro passado, que havia uma chance do resultado chegar aos 100 mil carros no período.

Por volta das 11h, os papeis da Tesla eram negociados a R$ 225,33 na bolsa americana Nasdaq, numa baixa de 7,33%, mas se recuperaram um pouco e encerraram o pregão em baixa de 4,15%. No ano, a ações da Tesla acumulam perdas da ordem de 30%. Acompanhe nossa cobertura de mercado.

Apesar da promessa frustrada do bilionário, o desempenho representa um recorde, segundo a empresa, que adiantou outros números que devem sair no balanço a ser divulgado em breve.

De acordo com a Tesla, foram entregues 79,6 carros do Modelo 3 e 17,4 mil unidades dos Modelos S e X nos últimos três meses. A produção total foi de 95,1 veículos.

"Assim como no segundo trimestre, quase todos os pedidos do Modelo 3 foram recebidos de clientes que não possuíam uma reserva anteriormente, solidificando a transição para gerar forte demanda orgânica", diz a companhia.

Anteriormente

No trimestre anterior, a empresa de Elon Musk havia entregue 95,2 mil carros elétricos  — deste total, eram 17,6 mil unidades dos Modelos S e X, e outros 77,5 mil veículos do Modelo 3. A produção de automóveis chegou a 87 mil unidades.

No início do ano, a Tesla estabeleceu como meta a entrega de 360 mil a 400 mil novos veículos neste ano.

Somando os resultados dos três trimestres até aqui, a companhia já entregou pouco mais de 255 mil unidades — foram 63 mil veículos  nos três primeiros meses.

Assim, considerando o limite inferior da projeção, a Tesla precisaria entregar pelo menos 105 mil veículos no último trimestre de 2019.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Corrida contra o tempo

Moody’s: vacinação em massa tem potencial significativo de melhora do PIB global

Hoje foi a vez da AstraZeneca, que seguiu as farmacêuticas Moderna e Pfizer nas semanas anteriores, todas com eficácia na casa dos 90%.

privatizações na agenda

Guedes diz que é preciso privatizar os Correios ‘antes que o ativo se deteriore’

Ministro classificou como importante a rede de entregas da estatal; ele justificou demora em desestatizações e reiterou que auxílio emergencial acaba no final do ano

Tudo normal?

Maioria das empresas está otimista para vendas na Black Friday, diz Boa Vista

Cerca de 66% das empresas acreditam que as vendas da Black Friday em 2020 serão iguais ou superiores às de 2019.

DINHEIRO NO BOLSO

BB Investimentos muda carteira de dividendos após resultados do 3º trimestre

Analistas avaliam que retomada da economia fomenta a expectativa de melhores resultados, resultando no maior pagamento de proventos

homem negro espancado

Carrefour tomba 6% e lidera quedas do Ibovespa após protestos e pedidos de boicote pela morte de João Alberto de Freitas

Homem negro foi assassinado por dois seguranças de um estabelecimento da rede de supermercados em Porto Alegre. Ato gerou pedidos de boicotes por artistas e usuários de redes sociais, além de manifestações em frente e dentro de lojas do Carrefour

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies