Menu
2019-02-18T17:10:22+00:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Uma novela mexicana

Nem mesmo a troca de comando no conselho animou muito os investidores de Gafisa

Os papéis da incorporadora abriram o dia cotados a R$ 9,90, mas ficaram oscilando com alta ínfima ao longo do dia. Por volta das 16h50 de hoje, as ações estavam cotadas em R$ 9,61

18 de fevereiro de 2019
17:09 - atualizado às 17:10
Gafisa
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Assim como em uma novela mexicana, a história da Gafisa parece não ter fim. Mesmo depois de divulgar um fato relevante ontem (17) sobre a troca de comando do conselho da empresa e consequente saída de Mu Hak You, os papéis ordinários da empresa não tiveram uma resposta muito positiva por parte dos investidores.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Por volta das 16h50 desta segunda-feira (18), a ação da empresa apresentava uma alta ínfima de 0,10%, cotada a R$ 9,61. Os papéis da companhia abriram o dia de hoje valendo R$ 9,90. Ao que tudo indica, os investidores ainda estão desconfiados e preferem esperar.

Ontem, em reunião extraordinária do conselho, a Gafisa (GFSA3) formalizou as saídas de Mu Hak You e de seu filho, Thiago You, da presidência e do conselho, respectivamente. Ambos são donos da gestora GWI, que era o principal acionista da companhia com 33,67% das ações ordinárias da incorporadora. Agora, o comando do conselho de administração da companhia estará nas mãos de Augusto Marques da Cruz.

Ele já foi diretor-presidente do grupo Pão de Açúcar e presidente do Conselho da BR Distribuidora, vice-presidente do conselho da BRF e conselheiro da JSL e da General Shopping.

Já a vaga do filho de Mu Hak, Thiago, ficou para Oscar Segall. Ele foi uma dos fundadores da Klabin Segall e responsável pela área de mercado imobiliário do BTG Pactual.

Mudanças à vista

Além das trocas no comando do conselho, a Gafisa informou sobre a aprovação de um comitê de reestruturação não estatutário. Segundo o documento publicado na B3, o comitê deverá funcionar de forma permanente até que o Conselho de Administração entenda pelo encerramento de suas atividades.

Na nota, também são destacados os nomes dos integrantes do comitê. Entre os escolhidos estão o novo presidente do conselho, Augusto Marques da Cruz, Oscar Segall e Ana Maria Loureiro Recart, que vai presidir o comitê e que é a atual presidente da Gafisa.

Entenda a história

De acordo com a repórter Ana Paula Raggazi, que vem acompanhando a história desde o início, Mu Hak, mais uma vez, “quebrou”. Ragazzi contou que ele estava alavancado nas ações da Gafisa, dando os próprios papéis em garantia; as ações caíram e ele não deu conta de arcar com as chamadas de margem da B3 e da corretora Planner, corretora utilizada por ele para o termo. Teve de vender as ações em leilão e o que se falava ontem era que “um grupo de investidores representado pela Planner” ficou com as ações.

Segundo o que ela apurou, quem se comprometeu com a Planner a ficar com a posição acionária da GWI foi a Iron Capital, uma casa de investimentos de ex-executivos de quase todos os bancos de investimentos que atuam no Brasil. Sua atuação é focada em três situações: private equity, real estate e empresas em dificuldades.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Siga o dinheiro

Fuga de dólares bate US$ 40 bilhões em 12 meses. Surpreso? Não deveria…

Saída de recursos é a maior desde que abandonamos o regime de bandas cambiais em 1999. Desde abril, o BC vem alertando para uma mudança estrutural no mercado de câmbio

Boas novas

Juro baixo faz BlackRock ampliar aposta no Brasil

A projeção é que a Selic baixa empurre investidores para ativos de mais risco, incluindo investimentos no exterior, que ainda engatinham por aqui

dinheiro no bolso

36,9 milhões de correntistas da Caixa já sacaram recurso do FGTS

Saque de até R$ 500 por conta ativa ou inativa do fundo tem sido feito de forma escalonada, dependendo da data de aniversário de trabalhador

novas funções

Relator de MP que permite saque do FGTS vai ampliar forma de aplicação do fundo

Hoje, a lei só permite que o dinheiro seja usado para financiar moradias, saneamento e infraestrutura

todo mundo no azul

Bolsonaro assina MP que promete estimular regularização de dívidas

Texto foi chamado de MP do Contribuinte Legal e, segundo o governo, é alternativa mais justa do que parcelamentos especiais (Refis)

Exile on Wall Street

Há salvação para o investidor?

Escolhemos hoje, sobre resultados que só acontecerão no futuro. E não adianta tentar, no presente, penetrar o futuro. Há razão objetiva para serem tempos verbais diferentes. Afinal, ora, são coisas diferentes. Se fossem a mesma, teriam o mesmo nome.

Manda mais

Governo envia a Congresso mais 8 projetos de lei pedindo aval para crédito

As propostas se somam a outros dez projetos de lei pedindo autorização para a liberação de crédito extra também enviados formalmente na terça, conforme avisou a edição regular do Diário Oficial de terça-feira.

juntas

Governo dá mais um passo para aproximar Correios e Telebras do setor privado

Ambas foram incluídas no Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI)

racha

Bolsonaro diz que não quer tomar PSL, mas cobra abertura dos gastos do partido

Perguntado se deseja a saída do presidente do PSL, o deputado federal Luciano Bivar (PE), Bolsonaro disse que não defende “nada”

Memória

Estilo madrugador de Lázaro Brandão ajudou a forjar a cultura do Bradesco

Depois de 75 anos dando expediente religiosamente a partir das 7 da manhã, “seu Brandão” manteve dedicação ao banco mesmo após deixar as funções executivas. Eu conto algumas ocasiões em que estive com o lendário banqueiro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements