Menu
2021-01-19T09:21:04-03:00
Estadão Conteúdo
tudo tranquilo?

Ministro diz que não há prejuízo se privatização da Eletrobras for aprovada no 2º semestre

Se processo não seguir adiante, empresa não terá como manter participação em geração e transmissão, afirma Albuquerque

19 de janeiro de 2021
9:21
bento-albuquerque
O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque - Imagem: Saulo Cruz/MME

O ministro de Minas e Energia (MME), Bento Albuquerque, disse nesta segunda-feira (18) que não haverá prejuízo se a análise do projeto de lei (PL) da privatização da Eletrobras ficar para o segundo semestre de 2021. O texto, uma das prioridades do governo federal, foi enviado ao Congresso em 2019, mas não avançou.

Na semana passada, Albuquerque afirmou que acredita que os deputados e senadores vão aprovar o PL até o primeiro semestre. Nesse cenário, segundo ele, seria possível iniciar a implementação da capitalização da empresa já neste ano.

Apesar de descartar prejuízos em uma possível demora para análise da matéria, Albuquerque afirmou que, se não for privatizada, a Eletrobras não terá como manter sua participação atual na geração e na transmissão de energia elétrica.

“Não há prejuízo. A empresa está aí, está fazendo aquilo que pode fazer. Não tem recursos que seriam necessários para manter participação dela na geração e transmissão de energia, mas está sendo muito bem administrada”, disse à TV Globo e à CNN. “Entendemos que é importantíssimo para o setor elétrico que a Eletrobras volte a ter capacidade de investimentos”, disse.

As declarações foram dadas após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes. O titular do MME disse que a intenção foi alinhar a atuação das pastas em relação a projetos prioritários no Congresso e na realização de leilões anunciados para este ano.

Além da Eletrobras, ele destacou a tramitação do projeto que trata do regime de exploração do pré-sal, a modernização do setor elétrico e a Nova Lei do Gás. Questionado sobre as eleições para o comando do Congresso, ele evitou citar nomes de candidatos.

“Nós trabalhamos com o Congresso Nacional, com as lideranças políticas, quaisquer que sejam elas”, disse.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Retirada histórica

Saques líquidos da poupança somam R$ 5,832 bi em fevereiro, revela BC

Este é o maior volume de retiradas para meses de fevereiro desde 2016, quando as saídas somaram R$ 6,638 bilhões.

Justificativa?

Carga tributária é ‘enorme e escorchante’ e Guedes busca solução, diz Bolsonaro

Bolsonaro disse também que “herdou um país com uma dívida enorme”.

Tentando arrumar a casa

Em meio a turbulência no mercado de títulos, Powell diz que Fed não deixará inflação disparar

“Os EUA têm tido inflação baixa por décadas”, frisou.

Insights Assimétricos

Você sabe o que é financial deepening?

Para entender como o termo se aplica ao Brasil, confira o que o Matheus Spiess preparou para você.

não funciona sempre

Após frustração com “sonho grande”, Lemann deixa conselho da Kraft Heinz

Bilionário decide não buscar reeleição na companhia de alimentos, que perdeu metade do valor de mercado desde fundação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies