Menu
2021-02-05T10:23:21-03:00
Renan Sousa
Esquenta dos Mercados

À espera por payroll, auxilio emergencial e Petrobras estão em foco na bolsa de hoje

Confira os destaques para o dia e tudo que você precisa saber para a bolsa hoje

5 de fevereiro de 2021
8:36 - atualizado às 10:23
Selo Mercados Touro e Urso
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Já diria Roberto Carlos: “são tantas emoções”. E a bolsa não poderia ser diferente. Na contramão do mundo, o índice brasileiro apontou para baixo no meio da tarde após falas do presidente da república, o que levantou suspeitas sobre uma possível interferência. As discussões no Senado e na Câmara sobre o auxílio emergencial e o pacote de reformas também deve mexer com o ânimo dos investidores.

Os índices de Nova York empolgaram ontem e o Nasdaq chegou a renovar suas máximas históricas após os pedidos de auxílio-desemprego virem melhores do que o esperado. Hoje, a expectativa para a divulgação de dados do mercado de trabalho, o “payroll”, dos Estado Unidos e da balança comercial também estão deixando o mundo no verde. Hoje o dia promete.

Hoje sim, só que não!

Ontem, o Ibovespa iniciou o dia com a perspectiva de engatar o quarto dia seguido de alta, mas não decolou. No meio da tarde, o índice reverteu o sinal e passou a operar no vermelho até o fechamento. As falas do presidente Jair Bolsonaro, levantando suspeitas sobre possíveis interferências na Petrobras após a convocação de uma reunião com ministros e o chefe da estatal, contribuíram para o clima azedar na bolsa.

Outro fator que contribuiu para a chegada do urso foi a indefinição de prioridades do pacote de reformas por parte do governo federal. Entre as pautas, além das PECs emergencial e da reforma administrativa, estavam incluídos temas de costumes e facilitação para o porte de armas, o que pode atrapalhar a aprovação de projetos mais importantes para a economia.

Por falar em economia, o ministro Paulo Guedes, em reunião com Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, e Arthur Lira, da Câmara, discutiram ontem temas relacionados às reformas e ao auxílio emergencial. Guedes afirma que é possível continuar com o auxílio reduzido, cortando despesas de outras áreas, mas não especificou quais. Além disso, ele afirmou que o novo auxílio só viria com “calamidade pública”. 

Mesmo a perspectiva de novas doses de vacinas chegando ao país não fez a bolsa voltar. Estão sendo negociadas 30 milhões de doses da vacina Sputnik V, da Rússia, e outras doses de vacinas da Índia. Mesmo com 3 milhões de brasileiros vacinados, o país ainda tem um longo caminho até imunizar os outros 208 milhões. 

Com isso, o índice fechou o dia em baixa de 0,39%, aos 119.260,82, e o dólar teve alta de 1,47%, cotado a R$ 5,43.

Fique de olho

O céu (era) o limite

Ontem os índices de Nova York começaram em marcha lenta, mas logo engataram alta. O número de pedidos de auxílio desemprego veio abaixo do esperado, o que indica uma recuperação da economia norte-americana nos últimos meses, e a temporada positiva de balanços das grandes empresas deixou Wall Street e as bolsas europeias mais animadas.

Os dados do mercado de trabalho nos EUA têm sido animadores, e hoje será divulgado o número do mercado de trabalho do país, o chamado “payroll” para janeiro. A expectativa é de que se confirme a retomada da economia do país em meio a pandemia (confira o horário mais abaixo). 

Mesmo a briga entre democratas e republicanos sobre o pacote de ajuda fiscal de US$ 1,9 trilhão não chegou a puxar as rédeas do touro, que chifrou a vontade. Ao fim do dia, o S&P 500 avançou 1,09%, o Dow Jones subiu 1,08% e o Nasdaq liderou os ganhos, com uma valorização de 1,23%, batendo recorde do índice. 

Hoje, o mercado internacional deve seguir esse otimismo. Os índices futuros apontam para uma abertura no azul. O bom humor também contaminou as bolsas europeias, que esperam pelas falas do presidente do Banco Central Europeu (BCE) e de dirigentes do Banco da Inglaterra (BoE), mas também operam no positivo. 

A Ásia se beneficiou desse movimento e fechou majoritariamente em alta, com exceção da China, que inverteu o sinal. 

Destaques do dia

No exterior, a espera pela divulgação de dados do mercado de trabalho dos Estados Unidos, o chamado “payroll”, referente a janeiro, e da balança comercial, de dezembro (10h30). Também são esperadas falas do presidente do BCE (9h15) e de dirigentes do BoE (9h15).

Já por aqui, Bolsonaro se reúne com o presidente da Petrobras (11h), discussões sobre o auxílio emergencial e a aprovação da MP do setor elétrico, com a perspectiva de privatização da Eletrobras, entram no radar do investidor.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

De volta ao topo

País volta a ser maior mercado de caminhão da Mercedes, que reafirma investimento

O volume supera os 24,5 mil caminhões vendidos na Alemanha, que caiu para a segunda posição no ranking de mercados globais da montadora.

Retomada

Faturamento da indústria de máquinas sobe 38,5% em janeiro em comparação anual

A expectativa é de que as vendas internas continuem positivas.

Banco digital

Modalmais entra com pedido de IPO na B3 e esquenta disputa das plataformas de investimento

O pedido de IPO acontece menos de um ano depois do acordo fechado para a venda de até 35% do capital do Modalmais para o Credit Suisse, em um negócio que avaliou o banco digital em R$ 5 bilhões

bom potencial de alta

Quanto as ações da Eletrobras podem valer com a privatização? Veja os cálculos dos analistas

MP enviada ao Congresso prevê processo de capitalização da companhia, que resultará na diluição da participação do governo no capital social

Parceria vai voar?

Cade aprova joint venture entre Delta Air Lines e Latam

A suspeita é que a Delta tenha mais influência na administração da Aeroméxico do que o anteriormente informado ao Cade.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies