Menu
Ruy Hungria
Sextou com o Ruy
Ruy Hungria
É formado em Física e especialista em bolsa e opções na Empiricus
2021-01-28T16:24:49-03:00
Sextou com o Ruy

O caso GameStop — ou como pagar R$ 200 mil por um Fusca 1986

O que eu sei com toda a convicção é que empresas não valem 20 vezes mais do dia para a noite apenas porque alguns acionistas se convenceram disso

29 de janeiro de 2021
5:52 - atualizado às 16:24
Fusca Gamestop
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Você já pensou na possibilidade de pagar R$ 200 mil reais em um Fusca comum?

Talvez isso nunca tenha passado pela sua cabeça. Talvez isso pareça até mesmo insano, já que de acordo com a Tabela Fipe, este modelo está sendo vendido no mercado por preços próximos a R$ 10 mil. 

Tabela Fipe

No entanto, esses preços não parecem tão fora da realidade para João e Maria, que são muito fãs da série. Afinal de contas, como resistir a todo esse charme? 

Todos os finais de semana, os dois saem pelas ruas da cidade desfilando cada um com o seu "Fusquinha" 1986, felizes da vida. 

Quer dizer, quase felizes da vida. 

Grupo dos donos de Fusca 1986

No fundo, os dois ainda sentem uma dose de insatisfação: para a Fipe, os seus amados carrinhos valem míseros R$ 10 mil. 

João e Maria não conseguem se conformar com isso. 

Como essa "joia automobilística" poderia valer menos do que um modelo popular 0 KM?

Inconformados com a avaliação de mercado, João e Maria criam um grupo no Whatsapp, reunindo todos os donos de Fusca 1986 que conheciam com um único objetivo: tentar elevar o preço do carro o máximo que conseguirem. 

Para isso eles pegam todo o dinheiro que tinham guardado nos bancos, debaixo do colchão, pegam empréstimos nos bancos e pedem ainda mais dinheiro emprestado para seus pais. 

Depois de juntar a grana, eles saem dispostos a comprar todos os Fuscas disponíveis no mercado – até de quem não estava disposto a vender. 

Muito dinheiro para pouco Fusca

Com tanta gente querendo comprar um monte de Fuscas, não preciso nem dizer que o preço começou a subir alucinadamente. 

Aqueles que antes estavam pensando em vender, mudaram de ideia ao ver a valorização.

Aqueles que nem gostavam tanto do carro assim, enxergaram na alta dos preços uma oportunidade de conseguir um bom lucro com a euforia. 

Se dez dias antes você conseguia encontrar Fuscas 1986 por R$ 10 mil – e até ganhar um desconto se fosse bom de negociação –, poucos dias depois já era praticamente impossível comprar o modelo por menos de R$ 50 mil. No fim, os dois únicos exemplares disponíveis estavam custando nada menos que R$ 200 mil reais cada um. 

Isso mesmo R$ 200 mil por um Fusquinha. 

Eu até concordo com João e Maria que o carro tem o seu valor. E talvez esse valor seja até maior do que os R$ 10 mil propostos pela média de pesquisa de preços da Fipe. 

Mas um Fusca jamais deveria valer vinte vezes mais do que isso. 

O Ruy ficou biruta de vez

Nesta altura, você deve estar imaginando que eu fiquei louco de vez com essa história de Fuscas por R$ 200 mil. 

Já deve até estar pensando em mandar um email para a Marina Gazzoni ou para o Vinícius Pinheiro, pedindo que eles troquem urgente de colunista.

Mas saiba que algo muito parecido está acontecendo no mercado de ações neste momento. Dá uma olhada nos papéis da GameStop (GME)

Fonte: Google

A companhia que tem lojas físicas voltadas para a venda de games e acessórios já estava mal das pernas com a competição do e-commerce antes da pandemia. 

Depois do Covid-19 a situação piorou muito, gerando uma onda de avaliações negativas dos analistas de Wall Street, que não só baixaram o preço-alvo dos papéis como ainda sugeriram vender GME a descoberto (apostar na queda das ações). 

Insatisfeitos com as recomendações e os preços do mercado, traders que participavam de um fórum no Reddit se juntaram para comprar a maior quantidade possível de ações, fazendo os papéis se multiplicarem mais de 20 vezes do início de 2021 até ontem. 

O fenômeno se alastrou pelo mundo inteiro e chegou até no Brasil. 

Caso não tenha visto, ontem ações queridinhas dos fóruns nacionais também dispararam: COGN3, CVCB3 e, principalmente, IRBR3 subiram loucamente, não só com a onda de compradores de fóruns tentando elevar os preços, mas com outros investidores tentando aproveitar a onda e a desistência de pessoas que estavam apostando contra as ações.

E eu que sou louco?

Fuscas não valem R$ 200 mil

Até quando essa insanidade vai durar eu não consigo te dizer. Mas ela pode demorar bastante, como fez questão de lembrar um dos usuários do tal fórum no Reddit. 

O que eu sei com toda a convicção é que, da mesma forma que o Fusca não vale R$ 200 mil só porque João e Maria querem, empresas não valem 20 vezes mais do dia para a noite apenas porque alguns acionistas se convenceram disso.

Pode demorar, mas quando o mercado voltar a comparar o que está pagando com o que está levando, essas ações vão cair – e muito. 

O jeito certo

Você pode não entender muito de ações, mas é fácil entender que forçar o preço das ações a ir para um patamar que elas não pertencem tem tudo para dar errado no final. Eu estou fora dessa!

O jeito certo de investir é identificar ações que estejam negociando por menos do que realmente valem e esperar que boa parte do mercado chegue à essa mesma conclusão. 

Quando isso acontece, mais gente começa a gostar e comprar os papéis, que se valorizam de acordo com o real valor da companhia. Essa é a receita que os maiores investidores de todos os tempos, inclusive Warren Buffett, sempre utilizaram para ganhar (muito) dinheiro na bolsa. 

É essa a receita que o Max Bohm também utiliza em sua série As Melhores Ações da Bolsa. Ele, inclusive, encontrou aquelas que considera as 5 melhores ações para investir neste momento. 

Se quiser conferir a lista, deixo aqui o convite.

Um grande abraço e até a próxima!

Leia também:

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Cartas e cartões

PL dos Correios prevê sistema de parcerias com iniciativa privada para atender a população

Segundo a proposta, os Correios terão exclusividade por, no máximo, cinco anos sobre as atividades de atendimento e distribuição de carta e cartão postal

MERCADOS HOJE

Ibovespa abre o dia em alta, em busca da terceira sessão de recuperação; dólar sobe

De olho em Brasília, os investidores repercutem a ampliação da agenda de privatizações e a PEC Emergencial, que parece ter empacado no Senado

Exile on Wall Street

Nado em água doce, sonhando com o mar

O rio corre para o mar. Em toda sua sabedoria interiorana, os filósofos João Mineiro e Marciano entendiam que essa é a frase que, com apenas seis palavras delineadas, resume a vida. “Você pode até não gostar, mas o rio corre para o mar…”. Se me permitem, se ainda dá tempo, eu adicionaria apenas duas […]

acordo conveniente

BR Distribuidora e Lojas Americanas fecham parceria em lojas de conveniência

Empresas vão formar uma nova empresa para explorar negócio de lojas dentro e fora dos postos de combustíveis

PEC emergencial

Receita Federal pode ficar sem recursos com desvinculação de gastos da PEC emergencial, dizem auditores

O gasto mínimo com saúde, educação e administração tributária é um dos pontos que encontra resistência no Congresso

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies