⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2019-10-14T14:31:21-03:00
Estadão Conteúdo
Tudo tem um porém

Fitch: reforma da Previdência tem progresso, mas riscos ao crescimento persistem

Agência de classificação de risco ressalta que novas medidas fiscais serão necessárias para estabilizar a expansão da dívida pública

24 de junho de 2019
15:28 - atualizado às 14:31
Fachada da Fitch Ratings
Imagem: Shutterstock

A reforma da Previdência avança, mas riscos ao crescimento econômico persistem, avalia a agência de classificação de risco Fitch Ratings em relatório nesta segunda-feira, 24.

"Aprovar a reforma no segundo semestre reduziria um componente chave da incerteza sobre a política econômica no Brasil e ajudaria a estimular a confiança e o crescimento, especialmente em 2020", destaca o documento.

Porém, a Fitch ressalta que novas medidas fiscais serão necessárias para estabilizar a expansão da dívida pública, que deve superar os 80% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, e a expansão mais forte da atividade está sujeita a riscos domésticos e externos.

A Fitch destaca que recentemente reduziu a projeção de crescimento do PIB do Brasil em 2019, de 2,2% para 1%, e em 2020, de 2,7% para 2,1%.

"A decepção com a entrega da agenda de reformas permanece um risco essencial para a economia", alerta a Fitch, no relatório assinado pelos analistas Shelly Shetty, Todd Martinez e Justin Patrie.

"Riscos externos também permanecem relevantes", completam, citando entre os potenciais problemas, desafios na Argentina, uma desaceleração mais intensa da China e piora das tensões comerciais entre Pequim e Washington.

"A aprovação da reforma ainda enfrenta riscos legislativos", observa a Fitch, destacando que o texto precisa de aprovação de dois terços da Câmara e Senado para ser aprovado, em dois turnos em cada casa. O fato de o Congresso ser muito segmentado pode fazer o texto sofrer reveses, completa a agência. Ao mesmo tempo, os analistas da agência ressaltam que aumentou a consciência no Congresso sobre a necessidade de aprovar as medidas, ou a economia vai continuar estagnada, o que pode facilitar a aprovação.

A Fitch alerta que a aprovação de uma reforma muito diluída, ou seja, sem impacto fiscal relevante, pode trazer um choque de confiança e complicar a retomada da economia, além de piorar a visão dos agentes sobre o ajuste fiscal, exigindo cortes adicionais das despesas públicas. Estes cortes, porém, seriam difíceis de serem implementados, por conta da elevada rigidez do Orçamento federal, com mais de 90% dos gastos atrelados à Constituição.

"Mesmo com uma reforma robusta da Previdência, outras medidas de gastos serão necessárias para facilitar a consolidação sustentável das contas fiscais brasileiras", aponta a Fitch, citando a necessidade de medidas que ataquem o reajuste do salário mínimo e do funcionalismo público.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

AUTOMÓVEIS

Novo Citroën C3 acirra a disputa pelos compactos. Mas qual é o melhor carro 1.0?

30 de setembro de 2022 - 7:12

Com o lançamento do novo Citroën C3, fizemos um raio-x dos seus principais concorrentes, que se posicionam nos segmentos de entrada e de hatches compactos, conforme a versão. Os resultados podem te surpreender

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Confira a agenda dos candidatos à Presidência da República nesta sexta-feira

30 de setembro de 2022 - 6:39

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

ESPECIAL SD 4 ANOS

O petróleo não morreu e ainda pode fazer você ganhar muito dinheiro. Confira duas ações para investir

30 de setembro de 2022 - 6:05

Sim, o setor de petróleo está com os dias contados, mas ainda pode trazer ótimos retornos para você, por mais contraditório que pareça

ELEIÇÕES 2022

Padre Kelmon é chamado de “laranja, mentiroso e impostor”, irrita Lula e até Bonner no debate da Globo

30 de setembro de 2022 - 1:12

Além de entrar em atrito com outros candidatos — com exceção de Jair Bolsonaro —, Kelmon desrespeitou as regras do debate ao interromper as respostas dos adversários

ELEIÇÕES 2022

Lula e Bolsonaro trocam acusações no debate da Globo: “mentiroso, traidor da Pátria, tome vergonha na cara”

29 de setembro de 2022 - 23:10

Início do debate foi marcado por uma série de pedidos de resposta entre o petista e o presidente que tenta a reeleição; confira os principais trechos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies