Menu
2020-10-06T15:20:34-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Banco digital

Fitch rebaixa nota de crédito do Banco Original após prejuízo no 1º semestre

Banco digital controlado pela família Batista, dona da JBS, conta com 3,7 milhões de clientes e teve prejuízo de R$ 220 milhões, o que derrubou índice de capital

5 de outubro de 2020
20:05 - atualizado às 15:20
banco original
Imagem: Divulgação

Deixar o dinheiro depositado no Banco Original ficou mais arriscado, na análise da Fitch Ratings. A agência de classificação de risco rebaixou a nota de crédito do banco de "B" para "B-".

Na escala nacional, que mede o risco de um calote em reais, a nota do banco foi reduzida de "BBB-" para "BB+". A agência manteve a observação negativa, ou seja, pode voltar a reduzir a avaliação a qualquer momento.

O rebaixamento do Original ocorreu após o prejuízo de R$ 220 milhões do banco no primeiro semestre. O resultado operacional foi ainda pior e ficou em R$ 339 milhões negativos.

Com o prejuízo, os índices de capitalização do banco sofreram um rápido enfraquecimento em um curto período de tempo, segundo a Fitch. O índice de Basileia da instituição caiu de 13,3% para 10% entre dezembro de 2019 e junho deste ano — muito perto do limite de 9,25% estabelecido pelo Banco Central.

“A expectativa da Fitch é de que a capitalização do Original continue pressionada pelas dificuldades do banco em atingir um ponto de equilíbrio operacional sustentável, o que dificilmente ocorrerá no curto prazo”, escreveu a agência, em relatório.

Controlado pela J&F Investimentos, a holding da família Batista, dona da empresa de alimentos JBS, o Banco Original foi o pioneiro ao oferecer a possibilidade de abertura de conta 100% digital, em 2016. Em junho deste ano, a instituição contava com 3,7 milhões de clientes. O banco também é dono da carteira digital PicPay, que conta com uma base de 24 milhões de usuários.

Apesar da situação mais apertada de capital, o banco encontra-se com um bom nível de liquidez, segundo a Fitch. No fim do primeiro semestre, o Original contava com uma posição de R$ 3,6 bilhões em ativos líquidos, contra R$ 1,9 bilhão em dezembro de 2019. Vale lembrar ainda que todos os depósitos até R$ 250 mil são cobertos pelo fundo garantidor de créditos (FGC).

ATUALIZAÇÃO: Após a publicação da nota, o Banco Original mandou uma nota para o Seu Dinheiro, reproduzida logo abaixo:

“Em relação à reclassificação anunciada pela Fitch Ratings, o Original esclarece que o relatório está concentrado no resultado contábil do primeiro semestre 2020 e tem como base metodologia própria, com enfoque predominantemente quantitativo. Quando ressalta que o índice de Basileia é inferior a 2019, não considera que o resultado é influenciado por hedge – gerado por efeito contábil extraordinário e que não ocorreu por perdas econômicas do banco – e ligado aos investimentos realizados para o crescimento dos negócios.

Apesar de reconhecer o modelo de negócio centrado em tecnologia e inovação do Original, o relatório também deixa de considerar o momento de consolidação e entregas estruturais realizadas pelo ecossistema de empresas de tecnologia do conglomerado Original. As entregas realizadas nos últimos dois semestres, posicionam o banco de forma pioneira no mercado financeiro nacional, nos credenciando para atender clientes por meio de um banco digital, o Original; uma carteira digital, a PicPay; e por meio de uma empresa de tecnologia voltada para o Banking as a Service.

E por fim, vale destacar que, conforme aponta o próprio relatório da Fitch, o Original tem liquidez extremamente robusta e o controlador também apresenta solidez para continuar a apoiar, se necessário, o crescimento da instituição.”

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

varejo online

B2W tem alta de 56% nas vendas e diminui prejuízo, que chega a R$ 43,8 milhões

Linha final do balanço é 57% melhor do que há um ano, enquanto mercado falava em prejuízo de R$ 60 milhões no terceiro trimestre; receita teve alta de 58,5% no período

cardápio de balanços

Suzano, Fleury e Totvs: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

São empresas cujas ações fazem parte da carteira teórica do Ibovespa – ou seja, os resultados das companhias ajudam a calibrar o índice

Sucessão no bancão

Milton Maluhy Filho será o novo presidente do Itaú Unibanco

Maluhy tem 44 anos e ingressou no Itaú em 2002. Após passar por diversas funções, o executivo ocupa o cargo de vice-presidente da área de riscos e finanças do maior banco privado brasileiro.

Big Techs

Resultados de Facebook, Google, Amazon, Twitter e Apple mexem com o mercado; veja números

Apesar dos resultados estarem bastante acima do esperado pelos analistas, as ações de algumas das gigantes caíram no pós-mercado em NY

Rombo

Governo Central tem déficit de R$ 76,1 bilhões em setembro

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 96,096 bilhões de agosto.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies