Menu
2019-11-22T07:52:13-03:00
Xii...

Fitch rebaixa rating da Bolívia de BB- para B+, com perspectiva negativa

Para 2020, a agência espera um crescimento de 1% da economia boliviana, acrescentando que as perspectivas de curto prazo “não são muito claras”

22 de novembro de 2019
7:07 - atualizado às 7:52
bolívia
Imagem: Shutterstock

A agência de classificação de risco Fitch rebaixou nesta quinta-feira o rating da Bolívia de BB- para B+, com perspectiva negativa. Segundo a agência, a decisão foi baseada em uma "rápida e sustentada erosão de reservas externas e riscos macroeconômicos relacionados".

A Fitch prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) do país sul-americano desacelere de 4,2% em 2018 para 2,5% em 2019, "na medida em que a Bolívia enfrenta distúrbios econômicos generalizados após as eleições de outubro, incluindo greves e danos a infraestruturas".

Para 2020, a agência espera um crescimento de 1% da economia boliviana, acrescentando que as perspectivas de curto prazo "não são muito claras".

O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, que governou o país por mais de 13 anos, renunciou em 10 de novembro, em meio a suspeitas de fraude nas eleições do mês passado, e se autoexilou no México. A presidente interina, Jeanine Áñez, enviou ontem ao Congresso local um projeto de lei para convocar um novo pleito, mas ainda não há um cronograma.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Exclusivo SD Premium

Segredos da bolsa: O cachorro louco segue à solta nos mercados

Agenda repleta de balanços corporativos e indicadores econômicos importantes no Brasil, na China, nos EUA e na Europa promete deixar os investidores com os nervos à flor da pele esta semana

Balanço

Saudi Aramco vê lucro cair 73,3% com menor demanda e queda do preço do petróleo

Estatal saudita lucrou apenas US$ 6,6 bilhões no segundo trimestre, em razão de crise desencadeada pela pandemia de coronavírus

Para bater a renda fixa

Queda na bolsa no mês de julho deixou retorno dos fundos imobiliários mais atrativo

Para analistas do Banco Inter, queda dos FII em julho foi apenas um ajuste; com juro baixo e preço menor, rentabilidade potencial cresceu

O tamanho da conta

Conta da pandemia chega a R$ 700 bilhões

Segundo levantamento do Estadão, pandemia deve custar isso só em 2020, o equivalente a quase 10% do PIB e a R$ 3,3 mil para cada brasileiro. Quantia seria suficiente para pagar o Bolsa Família por 21 anos

Canetada

Trump assina quatro decretos com estímulos à economia

Diante do fracasso das negociações entre republicanos e democratas para novo pacote de ajuda trilionário, presidente americano partiu para a canetada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements