Menu
2019-03-26T20:37:31-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
É hoje?

Paulo Guedes é aguardado na CAE do Senado

Depois de escapar da CCJ da Câmara ontem, nesta quarta-feira, agenda confirma conversa de ministro com senadores

27 de março de 2019
5:07 - atualizado às 20:37
Paulo Guedes e Davi Alcolumbre
O ministro da Economia, Paulo Guedes e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, no Fórum de Governadores. - Imagem: Antonio Cruz/ Agência Brasil

O ministro da Econômica, Paulo Guedes, vai ter com os senadores da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) nesta quarta-feira, às 14 horas, segundo sua agenda oficial. Mas depois do episódio de ontem, a dúvida deve permanecer até a abertura da sessão.

Em pauta, o endividamento dos Estados e os repasses da Lei Kandir, bem como a apresentação das diretrizes e dos programas prioritários do Ministério da Economia, o que inclui a reforma da Previdência.

Na terça-feira, também estava na agenda oficial a participação do ministro na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Mas poucas horas antes da audiência, o ministrou cancelou sua participação e, em nota, sua assessoria afirmou que “a ida do ministro da Economia à CCJ será mais produtiva a partir da definição do relator”.

Se fosse à CCJ, Guedes certamente “apanharia” da oposição, como discutimos aqui. Ausente, foi alvo de críticas da oposição e da base. Mas no fim, os deputados acabaram costurando um acordo para que não fosse votado um requerimento de convocação, algo sempre desgastante para o governo, pois obriga o comparecimento.

No Senado, o clima é geralmente mais ameno, mas isso não deve impedir críticas a Guedes e aos projetos do governo.

Pelo acordo fechado na Câmara, Guedes vai à CCJ na quarta-feira da semana que vem e não pode condicionar seu comparecimento à existência ou não de relator para a proposta. O resultado foi positivo para o governo, mas soma mais uma semana na tramitação da reforma, que não anda enquanto o governo discute a nova e a velha política com os parlamentares.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Exile on Wall Street

Investir de maneira inteligente ajuda (mas não garante) retorno

Quero voltar aqui rapidamente ao Day One de terça, quando o Felipe citou o Soros em sua melhor forma, o arquétipo do investidor autocrítico: “Toda posição tem uma ou mais vulnerabilidades.” “Se você acha sua exposição perfeita, cuidado; você apenas não entendeu direito.”  “Sempre existe algo escondido ali, alguma armadilha não percebida a priori. Suas chances de […]

Dentro do balanço

Mercado Livre adere ao bitcoin e coloca R$ 40 milhões da criptomoeda em caixa

O documento foi publicado na página da SEC, a CVM americana, porque a empresa de entregas é listada na Nasdaq

Briga na Casa

Tensão no Congresso: Senado busca reforma tributária ampla, mas Câmara quer fatiar

A divisão da proposta em quatro partes é defendida pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), com aval do ministro da Economia, Paulo Guedes, mas enfrenta resistências

O melhor do Seu Dinheiro

A vida da renda fixa após a alta da Selic, o Telegram do Seu Dinheiro e outros destaques

A tribo dos investidores mais conservadores foi dormir um pouco mais contente ontem, após a decisão do Banco Central sobre a Selic. Como esperado, a taxa básica de juros subiu mais 0,75 ponto percentual, para 3,5% ao ano. No comunicado, o Comitê de Política Monetária (Copom) voltou a encarnar o “falcão” — mais duro no […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies