O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-04T02:01:40-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
FECHAMENTO HOJE

Fluxo estrangeiro segue impulsionando, e Ibovespa fecha em alta de quase 1%; dólar vai a R$ 5,27

O setor de mineração e siderurgia encabeçou o movimento positivo, ainda que os investidores estejam sem a referência da cotação do minério de Qingdao, com negociação paralisada devido ao feriado do Ano Novo Chinês.

1 de fevereiro de 2022
19:27 - atualizado às 2:01
investimento dólar estrangeiro
Confira o que movimenta a bolsa e o dólar hoje (1º). Imagem: Shutterstock

A tradicional cautela pré-decisão de política monetária do Banco Central deu as caras no pregão desta terça-feira (01), mas uma força maior movimentou os negócios na B3. 

Na ausência de uma agenda cheia e de indicadores econômicos de peso, a movimentação dos investidores estrangeiros foi mais uma vez a grande estrela do dia. A busca por barganhas segue intensa e hoje foi a vez das commodities brilharem, impulsionando o Ibovespa para cima. 

O setor de mineração e siderurgia encabeçou o movimento positivo, ainda que os investidores estejam sem a referência da cotação do minério de Qingdao, com negociação paralisada devido ao feriado do Ano Novo Chinês. 

O começo do dia foi instável, mas o fluxo estrangeiro ganhou fôlego ao longo da sessão, garantindo ao Ibovespa uma alta de 0,97%, aos 113.228 pontos.

O dólar à vista seguiu o seu movimento de queda visto nas últimas semanas. A moeda americana recuou 0,62%, a R$ 5,2728. Já a curva de juros voltou a desinclinar, fruto do desmonte de posições diante do consenso de uma alta de 150 pontos base para a reunião de amanhã. 

Véspera do Dia D

O primeiro dia da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central começou nesta terça-feira e trouxe alguma cautela, o que ajudou a conter o avanço do Ibovespa durante boa parte do dia, ainda que a expectativa geral dos analistas seja de uma elevação de 150 pontos base. 

Com isso, a Selic sai do patamar de 9,25% para 10,75% ao ano. A inflação fechou 2021 acima dos 10%, e o centro da meta do BC para este ano é de 3,5%, com uma tolerância de 1,5 ponto percentual, o que coloca o teto da meta em 5,0%.

Movido por expectativas

Enquanto no exterior os investidores aguardam a divulgação dos dados do payroll, o relatório do mercado de trabalho americano, que será conhecido na sexta-feira (4), as bolsas operaram instáveis nesta tarde. 

O que deu fôlego aos negócios foi o fechamento positivo das bolsas europeias e a expectativa positiva para a divulgação dos balanços de grandes empresas de tecnologia. O Nasdaq avançou 0,75%, enquanto o Dow Jones e o S&P 500 subiram 0,69% e 0,78%, respectivamente. 

Sobe e desce do Ibovespa

O fluxo de entrada de investidores estrangeiros favoreceu as empresas de commodities, mas a liderança do dia ficou com o banco Inter. Analistas do JP Morgan alteraram a recomendação dos papéis para compra, citando como positiva a abordagem da empresa com relação ao aumento da taxa de produtos. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
BIDI11Banco Inter unitR$ 28,088,08%
VALE3Vale ONR$ 85,315,49%
CSNA3CSN ONR$ 26,835,05%
GETT11Getnet unitsR$ 3,434,57%
BRKM5Braskem PNAR$ 51,364,45%

Entre as maiores quedas, dá para citar as ações do Banco Pan. Em relatório divulgado hoje, analistas do Bradesco BBI rebaixaram a recomendação para os papéis e o preço-alvo, citando as dificuldades que a empresa deverá enfrentar no curto prazo. Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
ALPA4Alpargatas PNR$ 27,07-6,91%
BPAN4Banco Pan PNR$ 10,36-5,22%
BEEF3Minerva ONR$ 9,06-5,03%
LREN3Lojas Renner ONR$ 26,98-4,05%
IGTI11Iguatemi ONR$ 19,28-3,60%
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies