🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-05-26T10:17:04-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
PRIVATIZAÇÃO

O Porto de Santos pode ter um dono holandês? Foi o que indicou o ministro Paulo Guedes

O ministro teve hoje uma reunião bilateral com o presidente da APM Terminals, Keith Svendsen, que demonstrou interesse em comprar o Porto de Santos

26 de maio de 2022
10:17
Terminal da APM no Porto de Santos
Terminal da APM no Porto de Santos - Imagem: Divulgação

Os holandeses não foram muito bem sucedidos em suas empreitadas marítimas na costa brasileira nos tempos da colonização. Mas agora podem fincar bandeira no Porto de Santos, o maior da América Latina. Pelo menos foi o que sinalizou o ministro da Economia, Paulo Guedes.

O ministro teve hoje uma reunião bilateral com o presidente da APM Terminals, Keith Svendsen, que demonstrou interesse em comprar o Porto de Santos.

O relato da reunião com a APM foi feito por Guedes aos jornalistas que acompanham o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. O porto tem valor um total de concessão estimado em R$ 18 bilhões.

Quem é a empresa interessada em comprar o Porto de Santos

Com sede em Haia, na Holanda, a APM Terminals opera 76 terminais portuários em todo mundo, responsáveis pela movimentação de 12,8 milhões de contêineres.

No Brasil, a empresa é responsável por quatro terminais, inclusive no Porto de Santos.

O processo de privatização dos portos teve início em março, com o leilão da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa). O fundo de investimento Shelf 119 Multiestratégia, da gestora Quadra Capital, arrematou a companhia por R$ 106 milhões.

Fim da hostilidade com o Brasil

Guedes disse que a percepção do Brasil entre os participantes do Fórum Econômico Mundial mudou, de descrença e hostilidade para respeito. "Mudança de ambiente é perceptível", comentou.

Guedes contou que, quando entrou no governo de Jair Bolsonaro e veio ao Fórum pela primeira vez, em 2019, o ambiente era de "hostilidade e condenação ao Brasil".

Com o avanço da reforma da previdência, que a França não conseguiu fazer, a percepção foi mudando, avaliou Guedes. "Isso foi sinal de que a democracia brasileira estava funcionando."

"Havia hostilidade aberta com a questão ambiental", contou sobre seu primeiro ano no evento. Mas agora, segundo ele, com o engajamento do governo no tema, essa hostilidade se reduziu. "Quando viram nosso engajamento na questão ambiental, acabou a hostilidade", afirmou o ministro. No entanto, ele reconhece que existe preocupação sobre o tema.

A agenda de Guedes

Além da reunião na qual tratou da privatização do Porto de Santos, Guedes participou de dois almoços de bancos (BTG Pactual e Itaú Unibanco), quatro reuniões com ministros, seis reuniões oficiais do fórum e reuniões empresariais em Davos.

Segundo o ministro, as reuniões de negócios foram em número bem maior que quando foi pela primeira vez, de oito. "E teve 17 que não conseguimos fazer."

Guedes contou que em nenhum momento foi perguntado sobre o tema desmatamento. As eleições surgiram em um almoço privado, oferecido por uma americana. Guedes disse que o quadro não mudou muito do que era a eleição anterior.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Leia também:

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O MEDO SE ESPALHA

Por que o petróleo tomba mais de 10% e arrasta as ações da Petrobras (PETR4) e PRIO (PRIO3) hoje

5 de julho de 2022

A projeção pessimista vem em um momento em que as cotações estão sob pressão. Desde o início do ano, quando as tensões entre Rússia e Ucrânia se intensificaram, o preço do barril saltou mais de 40%

SEM ACORDO

Greve do BC termina na data marcada; paralisação durou 95 dias

5 de julho de 2022

Os servidores do Banco Central cruzaram os braços em abril e reivindicavam reajuste salarial e reestruturação da carreira — demandas que não foram atendidas a tempo

ELEIÇÕES 2022

Pode isso, Arnaldo? Lula critica orçamento secreto enquanto oposição discute divisão das verbas em 2023

5 de julho de 2022

O orçamento secreto envolve a distribuição, sem transparência, de recursos federais a redutos eleitorais de deputados e senadores. O governo usa os pagamentos para comprar apoio político no Congresso.

DE NOVO?

A crise não acabou na Loft: startup faz nova demissão em massa e corte atinge cerca de 380 funcionários

5 de julho de 2022

Segundo a empresa, o novo corte acontece em razão da “reorganização” dos negócios. Em abril, a Loft demitiu cerca de 159 funcionários

A BOLSA COMO ELA É

Isso também vai passar: Entenda por que é hora de aproveitar a baixa do mercado para investir em ações da bolsa

5 de julho de 2022

O Ibovespa negocia aos menores múltiplos desde 2008. Portanto, se ainda não começou a investir, este é um ótimo momento para começar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies