🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
ARTILHARIA PESADA

Moro acusa Bolsonaro de sabotar reformas de Paulo Guedes e o combate à corrupção

Ex-juiz ainda foi irônico ao dizer que atual presidente se gabou de conseguir evitar a invasão da Ucrânia no momento em que Putin reconhece a autonomia de territórios separatistas e envia tropas à região, arrancando aplausos da plateia

Carolina Gama
22 de fevereiro de 2022
13:18
O ex-ministro da Justiça, Sergio Moro - Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

A melhor defesa é o ataque. Em meio a uma queda nas pesquisas, essa foi a estratégia do pré-candidato à presidência Sergio Moro (Podemos) durante evento do BTG Pactual nesta terça-feira (22).

O ex-juiz escolheu o presidente Jair Bolsonaro (PL) como principal alvo, acusando-o de não ter vontade política para combater a corrupção e de boicotar as iniciativas do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Moro também não poupou o petista Luiz Inácio Lula da Silva, a quem acusou de ser contrário às reformas que podem destravar o crescimento do país e inibir a democracia.  

Apresentando-se como uma terceira via para as eleições de outubro deste ano, o ex-juiz caiu pela primeira vez nas pesquisas de opinião. 

Na sondagem divulgada na segunda-feira (21) pela CNT, Moro aparece com 6,4% dos votos, atrás de Lula (42,2%), Bolsonaro (28%) e empatado na margem de erro com pedetista Ciro Gomes (6,7%). O ex-juiz tinha 8,9% na última pesquisa, divulgada em dezembro de 2021. 

Não recebi apoio de Bolsonaro, diz Moro

Moro afirmou  que aceitou o cargo de ministro da Justiça no atual governo porque tinha um projeto para o país baseado na consolidação do combate à corrupção, à criminalidade violenta e ao crime organizado, mas não recebeu apoio de Bolsonaro. 

“Em 2019 houve uma profunda queda na criminalidade violenta. Também fomos bem sucedidos contra o crime organizado. Infelizmente não recebi apoio de Bolsonaro para combater a corrupção e tive que deixar o governo”, disse. 

GUIA PARA BUSCAR DINHEIRO: baixe agora o guia gratuito com 51 investimentos promissores para 2022 e ganhe de brinde acesso vitalício à comunidade de investidores Seu Dinheiro

Na sequência, o pré-candidato do Podemos citou a Petrobras, afirmando que a estatal foi envolvida em um esquema de corrupção e que sua missão era romper com esse sistema. Aqui, mais uma vez, ele disse não ter suporte do presidente. 

“Fui para o governo para consolidar o propósito de acabar com esse sistema, mas quando vi que não havia o menor interesse em seguir no caminho de combate a corrupção, fui embora. Há falta de vontade do presidente no combate à corrupção”, disse. 

Guedes e a sabotagem presidencial

O ex-juiz se comparou com o atual ministro da Economia ao afirmar que Guedes tem uma boa agenda econômica, porém, diferente daquela de Bolsonaro. 

“Guedes é um liberal que está em um governo que não é liberal, então não tem como essa agenda funcionar. Passei pelo mesmo que ele. Se um ministro não tem apoio do presidente e é sabotado, não dá para começar nada. É o caso de Guedes e foi o meu contra a corrupção”, afirmou. 

Além de não ter interesse no combate à corrupção, Moro acusou Bolsonaro de não ter compromissos com reformas que promoveriam o crescimento sustentado do Brasil. 

“Em 2019, antes da pandemia, Bolsonaro já tinha deixado a reforma administrativa para depois porque ele não queria prejudicar sua reeleição e é por isso que defendo o fim do segundo mandato. O texto da reforma administrativa está no Congresso, mas é ruim, é fingir que algo está sendo feito”, afirmou. 

Ironias após a visita de Bolsonaro à Rússia

Bolsonaro fez uma viagem relâmpago à Rússia na semana passada em meio a iminência da invasão da Ucrânia. Assim que voltou de lá, o presidente brasileiro chegou a dizer que, coincidência ou não, foi só ele colocar os pés em Moscou para que Vladimir Putin anunciasse a retirada de parte de suas tropas que ameaçavam Kiev. 

O conflito, no entanto, ganhou novos contornos, com Putin reconhecendo ontem a autonomia de dois territórios separatistas da Ucrânia – Donetsk e Luhansk. Foi o suficiente para Moro não poupar Bolsonaro de ironias

“O Brasil é uma potência que foi capaz de ir até a Rússia e acabar com uma guerra. Agora está tudo bem como todos sabem”, disse o ex-juiz arrancando aplausos da plateia presente na conferência. 

Moro x Lula

Embora tenha gastado a maior parte de seu arsenal contra Bolsonaro de olho no eleitorado do presidente, Moro não se esqueceu de outro rival e gastou algumas de suas balas com Lula. 

O presidenciável do Podemos disse que sua campanha será baseada em reformas - tributária, administrativa e ética - e acusou o petista de não agir nesse sentido, obstruindo a expansão do país.

“Lula e Dilma não foram reformistas. Lula teve oito anos e não fez uma reforma. Recentemente, ele ainda falou com orgulho que isso não era necessário e que ainda iria revogar a reforma trabalhista”, afirmou. 

Moro ainda se disse diferente de Lula e Bolsonaro quando o assunto é democracia. “Acredito na democracia. Não acho que devemos intimidá-la ou desgastá-la. O meu projeto é diferente do deles. Sou reformista. Não vou revogá-las ou abandoná-las”, disse. 

O ex-juiz afirmou ainda que não há uma escolha possível na eleição de outubro entre o petrolão ou a rachadinha, referindo-se aos esquemas de corrupção que marcaram o governo do PT e a família Bolsonaro, embora não tenha citado nomes. 

Compartilhe

ELEIÇÕES 2022

Avanço de Ciro e Simone na pesquisa BTG/FSB ajuda Bolsonaro a forçar segundo turno contra Lula

12 de setembro de 2022 - 10:35

Em segundo turno, porém, enquanto Lula venceria em todos os cenários, Bolsonaro sairia derrotado em todas as simulações da pesquisa BTG/FSB

ELEIÇÕES 2022

TSE dá prazo para Bolsonaro se manifestar sobre pedido de inelegibilidade

21 de agosto de 2022 - 18:18

Campanha de Bolsonaro tem sete dias para se pronunciar sobre denúncia apresentada pelo PDT, partido de Ciro Gomes

NA TELINHA

Globo vai sabatinar candidatos no Jornal Nacional; veja as datas das entrevistas e entenda por que Janones está na foto

20 de agosto de 2022 - 9:08

O Seu Dinheiro mostra para você a agenda das sabatinas com Lula, Bolsonaro, Simone e Ciro no Jornal Nacional

ELEIÇÕES 2022

Ciro Gomes propõe renda mínima de R$ 1 mil com impacto de R$ 170 bilhões — saiba de onde virão os recursos

11 de agosto de 2022 - 16:04

Segundo o pedetista, o pagamento beneficiaria cerca de 60 milhões de pessoas — abaixo do número de famílias beneficiadas atualmente

ELEIÇÕES 2022

Convenção aprova candidatura de Ciro Gomes — pedetista diz que mulheres vão salvar o Brasil

20 de julho de 2022 - 18:56

Sem ter conseguido até agora o apoio de nenhuma outra legenda, Ciro Gomes tenta romper a polarização da política nacional entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

ELEIÇÕES 2022

Fake news? Aqui não, queridinha! Alexandre de Moraes manda excluir vídeo do Telegram sobre Ciro Gomes

15 de julho de 2022 - 18:18

Montagem alterna trechos de conversas de integrantes de organização criminosa, obtidas pela Polícia Federal em 2019, com fragmentos de entrevista concedida pelo pré-candidato em setembro do mesmo ano

ELEIÇÕES 2022

Maioria não pretende mudar voto daqui até a eleição; fique por dentro dos resultados da nova pesquisa eleitoral da CNT

10 de maio de 2022 - 16:15

A pesquisa também olhou para o primeiro turno das eleições e testou diferentes cenários para o segundo turno

Eleições 2022

Ciro Gomes fala em prazo para candidatura à Presidência decolar e atrair apoio

12 de abril de 2022 - 12:17

O pré-candidato pelo PDT reconheceu que precisa demonstrar que é um nome viável até maio ou junho para conseguir apoio de outros partidos na corrida presidencial

GUERRA E PAZ

De que lado o Brasil está no conflito entre Rússia e Ucrânia? Itamaraty e autoridades brasileiras se posicionam após invasão

24 de fevereiro de 2022 - 12:43

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro esteve em Moscou e chegou a dizer que era solidário ao país liderado por Vladimir Putin

CEO CONFERENCE 2022

Ciro Gomes pede que investidor estrangeiro aposte no Brasil e ataca adversários

23 de fevereiro de 2022 - 17:04

Durante evento promovido pelo BTG Pactual, ele não poupa o presidente Jair Bolsonaro (PL) e faz críticas pesadas ao rival Sergio Moro, presidenciável do Podemos; veja o que pedetista falou

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar