Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-06-12T18:53:27-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
troca de comando

Michael Klein perto de retomar a Casas Bahia: GPA aprova venda de ações na Via Varejo ao empresário

O Conselho de Administração do GPA aprovou a venda dos papeis em leilão na B3 ao empresário Michael Klein, em conjunto com outros investidores, pelo preço mínimo de R$ 4,75 por ação. É um valor abaixo do fechamento do papel ontem, de R$ 5; por volta das 10h30 de hoje, os papeis do GPA operavam em baixa de 3%, a R$ 4,85

12 de junho de 2019
9:19 - atualizado às 18:53
Michael Klein, ex-dono da Casas Bahia e maior sócio da Via Varejo
O empresário Michael Klein. - Imagem: Seu Dinheiro

Michael Klein está mais próximo de retomar a Casas Bahia, empresa fundada por seu pai e que hoje é parte da Via Varejo, controlada pelo Grupo Pão de Açúcar (GPA).

Isso porque o Conselho de Administração do GPA aprovou a venda de suas ações na Via Varejo em leilão na B3 (representativas de 36,27%), após o conselho receber uma carta de Klein, cuja família já detém 25,43% da empresa. Já a B3 informou que o leilão deve ocorrer na próxima sexta-feira, 14.

No documento apresentado ao conselho do GPA, Klein comunica que, caso a companhia realize a venda de todas as ações que detém da Via Varejo, ele apresentará individualmente (direta ou indiretamente) e em conjunto com outros investidores, uma ou mais ordens de compra para aquisição dos papeis.

Na carta, o preço máximo apresentado por ação é de R$ 4,75 — abaixo do fechamento da última terça-feira (11), a R$ 5,00. Como resultado, os papéis da Via Varejo recuaram 3,20% nesta quarta-feira (12), a R$ 4,84. . Já as ações PN do GPA (PCAR4) tiveram alta de 0,4%.

Em busca de um comprador

O Grupo Pão de Açúcar buscava desde 2016 um comprador para a sua fatia na Via Varejo. Mas um passo fundamental foi dado no último dia 3, quando os acionistas da Via Varejo votaram pela exclusão da chamada "poison pill" do estatuto social da companhia, facilitando o processo de venda da empresa, conforme contou Victor Aguiar aqui no Seu Dinheiro.

Isso porque essa cláusula determinava que qualquer acionista que passasse a deter mais de 20% do capital da Via Varejo seria obrigado a promover uma oferta pública de aquisição da totalidade das ações (OPA).

Ou seja: esse mecanismo acabava elevado os custos de uma eventual compra de participação relevante na companhia, já que esse investidor precisaria estender a todos os acionistas uma proposta de compra dos papéis — o que representava um entrave aos planos do GPA.

Mas, com a extinção desse artigo, ficou muito mais fácil para que as conversas de venda da Via Varejo tivessem continuidade.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

efeito pandemia

Sem peças importadas, indústria busca produção local, mas esbarra em custo

Escassez de produtos como máscaras e respiradores, que marcou o início da pandemia, depois se estendeu a semicondutores, insumos e autopeças e se agravou com o aumento dos preços

é possível, sim

O segredo para ser feliz no trabalho, segundo esta especialista

Beverly Jones, autora do “Find Your Happy at Work”, arriscou algumas respostas em entrevista recente e falou sobre desconforto, networking e tédio; veja abaixo

em família

Sobrinho-neto do bilionário Warren Buffett supera Berkshire Hathaway no ano

Ações da Boston Omaha, holding de capital aberto co-liderada pelo sobrinho-neto do bilionário, Alex Buffett Rozek, estão batendo os papéis da Berkshire Hathaway

novo serviço

Grupo pão de Açúcar vai fazer entrega para lojistas de seu marketplace

No próximo ano, a companhia passará a oferecer a possibilidade de que os lojistas virtuais armazenem produtos nos centros de distribuição do GPA

inovação

Varejo online agora quer conquistar a fronteira da venda de produto fresco

A partir do mês que vem, começa a funcionar no País uma startup mexicana de tecnologia do setor de supermercados que vai explorar exatamente esse filão

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies