Menu
Eduardo Campos
Diário dos 100 dias
Eduardo Campos conta os bastidores do início do governo
2019-01-23T18:39:00-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Dia 23

Todos ligados

Guedes reafirma planos econômicos em Davos, Bolsonaro “alerta” o filho Flávio e Venezuela tem “novo presidente”

23 de janeiro de 2019
18:31 - atualizado às 18:39

Dia pródigo em declarações econômicas repetidas, mas não menos importantes. Em Davos, no Fórum Econômico Mundial, Jair Bolsonaro e Paulo Guedes reafirmaram a importância da reforma da Presidência. Guedes disse que “todo mundo está ligado” na reforma, pois ela é importante para a sustentabilidade fiscal. Depois o ministro voltou a falar sobre taxar lucros e dividendos e zerar o déficit primário por meio de privatizações. Faltam os detalhes, mas a fala de Guedes serviu para “animar” o mercado. Digno de nota, mas não positiva, foi a decisão de anunciar as metas dos 100 primeiros dias de gestão, com Bolsonaro e Guedes fora do país. Duas coisas chamam atenção. A reforma da Previdência não está na lista (não me perguntem como) e, de relevante, temos apenas a intenção de dar autonomia formal para o Banco Central (BC).

Bolsonaro também foi firme ou falar do filho, Flávio Bolsonaro: "Se por ventura ele vier a errar, se for comprovado, eu lamento como pai, mas vai pagar aí o preço dessa ação que nós não podemos coadunar”. A estratégia de afastar o problema do governo está em marcha faz alguns dias, resta saber se vai dar certo. À tarde, o foco virou a Venezuela. EUA, Brasil, Colômbia e outros países reconheceram Juan Guaidó como presidente. Rússia, China e Cuba estão com Maduro. Ele resiste até quando?

Leia aqui todo o Diário dos 100 Dias.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

via de mão dupla

PEC do auxílio tem de ter contrapartida, diz Funchal

“Se essa PEC não andar com as contrapartidas, o vulnerável que vai ter o benefício hoje será o desempregado dos próximos anos”, diz Funchal.

Mudanças a caminho

Se PEC for aprovada, 14 Estados já podem congelar salário de servidor

Pela proposta, as medidas de ajuste seriam acionadas sempre que as despesas obrigatórias primárias excedessem 95% das receitas correntes.

Décimo Andar

[Vídeo] O que aconteceu (e acontecerá) com os fundos imobiliários?

Tijolos, argamassa, tinta e cimento. É nisso que investem pessoas que tem fundos imobiliários? Não exatamente. Os empreendimentos como shoppings, escritórios e lojas é que geram valor a esses materiais. E com a pandemia de covid-19, diversos desses estabelecimentos acabaram entregando as chaves, o que provocou um certo desconforto no setor imobiliário. Acompanha o comentário […]

Crise

Vendas do comércio encerram 2020 com queda histórica de 12,2%, diz Serasa

Essa é a maior retração de toda a série, iniciada em 2001.

o que está acontecendo?

5 pontos para entender o resultado e a reação ao PIB do 4º trimestre

Atividade fecha com pior queda da história em 2020, mas vem acima do esperado, só que bolsa está caindo; confira os motivos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies