Menu
Eduardo Campos
Diário dos 100 dias
Eduardo Campos conta os bastidores do início do governo

Bolsonaro Posse

Há uma regra não escrita de que os governos têm um período de “lua de mel” ou de maior complacência com os mercados e eleitores. São os tais 100 primeiros dias que dizem ser decisivos para o governo se firmar ou não. Até o vice-presidente, Hamilton Mourão, falou nesse período em entrevista no fim do ano passado e também disse que ministros terão metas e reuniões de acompanhamento dentro desses dias inicias. Com isso em mente vou fazer aqui um curto diário desse período, anotando em poucos parágrafos os eventos que foram relevantes.

Dia 18

A caixa transparente do BNDES

Dados sobre tomadores, valores, prazos e taxas já estavam abertos desde 2015

Dia 17

Buonasera, Queiroz

Presidente dá entrevista à emissora italiana e STF entra no caso Queiroz

Dia 16

Argentina e Suíça

Presidente recebeu Macri e terá palco principal em Davos

Dia 15

Previdência após Davos

O que temos até agora são só os famosos balões de ensaio

Dia 14

Rumo a Davos

Presidente quer apresentar aos líderes do mundo um Brasil diferente, livre das amarras ideológicas e corrupção generalizada

Dia 11

Uma folga de Brasília

Presidente seguiu “brigando”, no “Twitter”, com as notícias de que indicou “amigo pessoal” para gerência da Petrobras

Dia 10

Menos imposto, mas Previdência primeiro

Marcos Cintra afirma que o governo estuda a redução de Imposto de Renda, mas prioridade é reforma

Dia 9

Ida ao Palácio

Paulo Guedes e Onyx foram ao Planalto, mas quem falou foi Rogério Marinho sobre MP contra fraudes

Dia 8

Bombons e Previdência

Ministros falaram em fazer uma reforma da Previdência “profunda” que tire o tema de cena pelos próximos 20 anos

Dia 7

Novos presidentes nos bancos públicos

Discursos dos novos líderes bancários tiveram uma ordem clara de desestatizar o mercado de crédito

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu