O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2019-04-04T14:19:04-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Avaliação da S&P e Fitch

Odebrecht Engenharia e Construção sofre tombo duplo com cortes de suas notas de crédito por agências

Medida anunciada pela S&P e Fitch vieram após a empreiteira anunciar que não pagaria US$ 11,5 milhões em juros aos credores

26 de novembro de 2018
19:38 - atualizado às 14:19
odebrecht
Empreiteira viu duas de suas notas de crédito serem cortadas em um dia - Imagem: Shutterstock

Duplo revés para a Odebrecht Engenharia e Construção (OEC) nesta segunda-feira, 26. As agências de classificação de risco Standard & Poor's e Fitch rebaixaram as notas de crédito da companhia após a notícia de que o pagamento de juros de US$ 11,5 milhões aos credores, vencidos em outubro, não seria efetuado.

Na S&P, a nota da Odebrecht passou de CC para D. "A OEC também anunciou que pretende realizar uma reestruturação de toda a sua estrutura de capital, a fim de buscar uma posição financeira mais equilibrada no futuro", ressaltou a agência.

Já na classificação da Fitch, a nota de crédito foi de C para RD (default seletivo). Segundo comunicado, a Odebrecht anunciou a contratação de assessores legais para negociar com os detentores da dívida, o que para a agência indica o início de um processo para renegociação dessa dívida

A Fitch diz também que a empresa precisa concluir a potencial reestruturação de dívida dentro dos próximos dois meses, para evitar outros desdobramentos por parte dos detentores dos bônus.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Cautela pesa e Ibovespa futuro abre em queda com exterior fraco; dólar avança para R$ 4,95

RESUMO DO DIA: Após o rali da última terça-feira (17), as bolsas amanheceram com leves perdas, em um movimento de ajuste cauteloso. A inflação na Europa preocupa, enquanto o Federal Reserve dá sinais mistos sobre o aperto monetário. Por aqui, o Ibovespa acompanha a privatização da Eletrobras (ELET3) e falas de Roberto Campos Neto e […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Suzano (SUZB3) e lucro de 5,3% no bolso com Wiz (WIZS3)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Suzano (SUZB3), com entrada em R$ 52,74; confira a análise

O melhor do Seu Dinheiro

As stablecoins são o Real dos anos 1990? Confira a notícia do dia e outras sete histórias que mexem com os seus investimentos

Manter a paridade com o dólar não é tarefa simples, e o novíssimo mercado das criptomoedas experimentou esse travo amargo na semana passada; entenda a crise das stablecoins

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas lá fora tentam emplacar terceiro dia de alta, limitadas por dados inflacionários; Ibovespa mira Eletrobras (ELET3) e briga entre poderes

Ainda hoje, os investidores acompanham o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, em evento

TRAGÉDIA NA CHINA

Alguém derrubou esse avião de propósito na China; investigadores agora tentam descobrir quem foi

Dados recuperados da caixa preta sugerem que alguém na cabine derrubou o intencionalmente o Boeing 737-800 da China Eastern com 132 pessoas a bordo no fim de março

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies