Menu
Luciana Seabra
Advogada do Investidor
Luciana Seabra
É CFP®, especialista em fundos de investimento e sócia da Empiricus
2018-10-03T18:41:13+00:00
DESCRUZE OS BRAÇOS

O que o investidor profissional está comprando agora?

Podemos estar vivendo agora uma recuperação vigorosa da Bolsa. Tem muita gente boa acreditando nela. E isso não é apenas uma projeção, já está acontecendo

3 de outubro de 2018
17:59 - atualizado às 18:41

Há muito tempo não via tantos bons gestores de fundos multimercados comprando ou se preparando para entrar na Bolsa brasileira. Historicamente, eles se posicionam de forma mais contundente em juros e moedas. Veja o que eles estão falando:

  • “No nosso entendimento, a vitória de Jair Bolsonaro é o cenário mais provável, e, de acordo com nossas estimativas, os preços de ativos brasileiros deverão se valorizar caso este cenário se materialize. Desta forma, nossa intenção é aumentar, nos próximos dias, as posições compradas em bolsa local...” (Legacy, gestora formada por egressos da tesouraria do Santander, em carta aos cotistas de setembro).
  • “O mês de setembro deve marcar o fim de um ciclo de posições mais conservadoras para Brasil. Com as eleições de outubro, o cenário incerto entre eventuais governos de esquerda ou de direita será definido. O fim deste processo deve trazer ainda boas oportunidades para geração de alpha no Brasil, nos mercados de Bolsa, câmbio e até mesmo juros...” (Adam, gestora de Márcio Appel, em relatório gerencial de setembro.)
  • “O fundo aproveitou a volatilidade de agosto para aumentar marginalmente sua posição na bolsa brasileira.” (Verde, de Luis Stuhlberger, em relatório de gestão de agosto.)

Os bons gestores de ações também estão comprando – mas me chama mais atenção o movimento dos gestores de multimercados. Por dois motivos:

  1. Eles poderiam estar comprando qualquer ativo, no Brasil e no exterior. E estão de olho na Bolsa local;
    Eles têm muito mais dinheiro do que os fundos de ações – mais propriamente R$ 873 bilhões, contra R$ 231 bilhões nos produtos de renda variável.
  2. Tenho uma mania estranha de olhar longos históricos para avaliar fundos de investimento. E algo sempre me impressiona: os ganhos não seguem uma trajetória linear. O Verde é um bom exemplo. Em meio a um mar de retornos mensais de um dígito, salta o ganho de janeiro de 1999: 63% em um único mês!

Em fundo de ações, é semelhante. Veja o próprio IP Participações, conhecido pela consistência de retornos. Em um único mês, abril de 2009, 20%, que culminaram em 87% no acumulado daquele ano.

Só consigo me perguntar: “O que meu pai e minha mãe estavam fazendo nesses anos? Por que eles não investiram no fundo Verde quando não era preciso acordar de madrugada pra tentar reservar cotas?”.

Eu gostaria de acreditar que eles estavam em pânico – soaria bem aceitável para um investidor pessoa física sem acesso à informação. Mas acho que eles estavam mesmo era comendo tranquilamente frango com quiabo e angu. E fazendo o possível pra eu comer também e chegar a tempo na escola.

Enfim, acredito que a maioria das pessoas não está ciente do que podemos estar vivendo agora – uma recuperação vigorosa da Bolsa. Tem muita gente boa acreditando nela. E isso não é apenas uma projeção, já está acontecendo. Enquanto você piscava, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, batia 80 mil pontos ontem. Quem falou que isso ia acontecer no começo do ano foi tachado de louco.

Descruze esses braços.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

crise do clima

G7 quer ajudar o mais rápido possível nos incêndios da Amazônia, diz Macron

Segundo o presidente da França, “tudo depende dos países da Amazônia”, que compreensivelmente defendem sua soberania

roupa remendada

Tasso terá de dar parecer para 130 emendas à reforma

Cabe ao senador, que deve entregar seu relatório na semana que vem, decidir se acata ou não as sugestões de alterações

economia que patina

País deve andar em passo lento, mesmo com reformas

Destruição provocada pela recessão, com empresas indo à falência e milhões de trabalhadores saindo do mercado, forma cenário adverso para o Brasil

seu dinheiro no domingo

Rota do Bilhão: 9 semelhanças dos 10 mais ricos do mundo

Apesar de histórias de vida e negócios diferentes, há pontos em comum entre os maiores bilionários do mundo – são pistas do que pode ter feito a diferença

clima tenso

Europeus se dividem sobre risco ao Mercosul

Decisão do presidente francês, Emmanuel Macron, de obstruir um acordo comercial entre a União Europeia e o grupo Mercosul divide opiniões entre líderes mundiais

no g7

Acordo comercial com os EUA não será fácil, diz primeiro-ministro britânico

Boris Johnson citou carnes bovina e de cordeiro, travesseiros e fitas métricas como alguns dos produtos britânicos que têm entrada dificultada nos mercados dos EUA

um unicórnio entre os jovens

Tiktok: o app que faz sucesso entre a geração Z e fez da sua dona a startup mais valiosa do mundo

ByteDance é considerada a startup com o maior valor de mercado do mundo – são US$ 75 bilhões; estratégia se divide em diversas frentes, incluindo um app que ganha cada vez mais força entre jovens nascidos em meados dos anos 90 para cá

guerra comercial não para

Trump ameaça usar autoridade de emergência contra a China

Anúncio chinês de elevar as tarifas sobre US$ 75 bilhões em importações norte-americanas deixou o presidente dos EUA enfurecido

analisando a conjuntura

Recuperação esperada da economia global não aconteceu, diz presidente do Banco da Inglaterra

Mark Carney falou logo depois que o presidente Trump anunciou que estava endurecendo as tarifas sobre as importações chinesas

vem mais mudanças por aí?

Equipe econômica estuda atrelar remuneração da poupança à inflação

Após criar crédito imobiliário corrigido pelo IPCA, governo quer dissociar a rentabilidade da caderneta da Selic, para que a poupança acompanhe os indicadores usados nos empréstimos para a compra da casa própria

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements